SÃO MIGUEL DO GOSTOSO VIVENCIA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA

A intolerância ao longo da história tem um histórico NÃO muito bom.  No entanto, contraditoriamente continuamos a ver gestos de intolerância e muitas vezes os PRATICAMOS em pleno século XXI.

POR AUXILIADORA RIBEIRO – NATAL/RN

12316627_703402293129455_3423075556943510653_n
Cartaz do evento

Primeiramente devo esclarecer que o motivo deste artigo é bem pessoal, no entanto, tenho ciência que muitos CRISTÃOS CATÓLICOS também ficaram ofendidos com uma publicação do representante da Igreja Assembleia de Deus de São Miguel do Gostoso feita nesta última quarta-feira (09/12) sobre o evento VEM NA FÉ 2015 organizado pela comunidade católica da paróquia de São Miguel Arcanjo, que acontecerá neste dia 11 de dezembro.

Abaixo o print da declaração:

 

pastor
Imagem retirada do Facebook

O filósofo inglês John Locke NA CARTA ACERCA DA TOLERÂNCIA escreveu o que cai bem certinho nesse contexto:

Desde que pergunta minha opinião a cerca da MÚTUA TOLERÂNCIA ENTRE CRISTÃOS, respondo-lhe, com brevidade, que a considero como SINAL PRINCIPAL E DISTINTIVO de uma VERDADEIRA IGREJA.

E sabe que concordo com ele! Se ainda não convenceu tem mais:

A TOLERÂNCIA para os defensores de opiniões opostas acerca de temas religiosos ESTÁ TÃO DE ACORDO COM O EVANGELHO E COM A RAZÃO que parece monstruoso que os homens sejam cegos diante de uma verdade tão clara.

Mas enfim, não estou aqui para convencer os leitores de que a TOLERÂNCIA é imprescindível, porque isso já estamos carecas de saber! Sim, estamos carequinhas de saber, pois acompanhamos com frequência nos veículos de comunicação as catástrofes e sofrimentos causados pela falta de tolerância. A intolerância traz consigo o radicalismo, e radicalismo traz consigo crueldade, e crueldade não é o que Jesus veio anunciar-nos.

Quando vi essa publicação lembrei-me de outros episódios intolerantes dos nossos irmãos evangélicos para com nós católicos. Então pensei… Devo escrever sobre isso! Certa vez foi um comentário a respeito de uma publicação do Facebook sobre a festa de nosso padroeiro SÃO MIGUEL ARCANJO.

E outra vez foi claramente uma crítica a alguns representantes da Igreja Católica, inclusive eu, que estava na audiência pública sobre a “guerra do som” feita por um irmão evangélico que faz parte do poder legislativo do nosso município.

Ele afirmou que não entendia como pessoas que dizem professar uma fé defendem esse tipo de coisa. E esse tipo de coisa são as festas tradicionais do nosso município. Estávamos defendendo nossa tradição cultural.  Nesse momento tive que ser tolerante e não rebater, porque lidar com radicalistas é difícil.

Locke ainda orienta: Seja no que for que certa igreja acredita, acredita ser verdadeiro, e o contrário disso condena como erro.

Mas o papel da igreja pelo que eu saiba não é julgar. Por isso, declaro que as coisas velhas já se passaram e somos novas criaturas a cada dia, porque acredito que conversão é um caminho. Se as coisas velhas já se passaram realmente, por que então o mesmo discurso intolerante? Não vejo autoridade para dizerem que no evento religioso VEM NA FÉ não vivenciamos a palavra de Deus!

A comissão organizadora do VEM NA FÉ há meses vem promovendo ações para a realização desse evento  GRATUITO. Ações como festival de prêmios, feijoada, arrastão da fé, venda de camisas. Não é justo que um evento feito para louvar ao Senhor leve fama de não vivenciar a palavra de Deus.

12011149_1637616493164680_5161452437821299654_n

Quem disse que cristão não se diverte??? Deus nos fez livres! E quando nos tornamos escravos ele veio nos libertar com o preço do seu sangue. Somos livres… Aderimos a determinada religião voluntariamente, ou ao menos deveria ser assim.

E para terminar devo ainda citar Locke: Não terei necessidade de descrever a qualidade e a abundância do fruto que seria acumulado, tanto à Igreja como ao Estado, se os púlpitos em toda parte ressoassem a doutrina da paz e da tolerância.

A tolerância deve ser praticada por todos, como diz a música do Teatro Mágico O Tudo É Uma Coisa Só:

Católico, evangélico, budista, macumbeiro, corintiano
Espírita ou ateu
Todo mundo busca a paz interna, tâmo aqui pra ser lanterna
Foi assim que Ele escreveu
Palavras e palavras e palavras
E ainda acham que o deus do outro não pode ser meu

Não estamos numa guerra, portanto, esse artigo não é em prol de vencedores, mas sim pra relatar uma realidade triste que não é só em Gostoso que acontece, é no Brasil e no mundo.

O evento VEM NA FÉ não é só para católicos, é para TODA A COMUNIDADE! O festival Halleluya, por exemplo, que aconteceu nesse último fim de semana de 4 a 6 de dezembro reuniu católicos, evangélicos, ateus, em fim, reuniu o POVO! Por isso vem Na Fé você também louvar ao Senhor!

 

Autor: Auxiliadora Ribeiro

Técnica em Administração pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN; Bacharelanda em Direito pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte; membro da trupe teatral "Café com Leite".

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.