Arquivo da tag: Cultura Popular

‘AUTO DE SANTIAGO’ CHAMA ATENÇÃO POR BELEZA E DÁ FÔLEGO AO INCENTIVO A CULTURA

Apresentação contou com mais de 35 pessoas envolvidas na produção, atuação e recebeu mais de mil espectadores nas duas noites. 

POR AILTON RODRIGUES

67377704_2047249352042470_8991259750637240320_o
Elenco do Auto de Santiago (foto: Ariclenes Silva)

O “Auto de Santiago: Discípulo da Liberdade” foi encenado na última quinta (25) e sexta (26) na Praia da Xêpa em São Miguel do Gostoso, levando mais de mil pessoas nas duas noites.

Realizado pelo Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC) e a Guajirú Produções, o evento foi um marco para a ONG pela inovação na criação de um espetáculo independente construído absolutamente do zero. Com texto, produção e atuações exclusivas de jovens gostosenses.

O espetáculo foi baseado na história do discípulo Tiago e na experiência dos peregrinos que realizam o Caminho de Santiago na Espanha, descrito no livro O Diário de Um Mago, do escritor Paulo Coelho, Legenda Áurea de Tiago Voragine (1260), entre outros testemunhos. Os Caminhos de Santiago são os percursos dos peregrinos que afluem a Santiago de Compostela desde o século IX para venerar as relíquias do apóstolo Santiago Maior, cujo suposto sepulcro se encontra na catedral de Santiago de Compostela.

A maquiagem e o figurino foram trabalhados com influência da cultura pop contemporânea. Como exemplo, os três demônios (Ira, Medo e Vaidade), destaques da peça, foram desenvolvidos pelo professor Kibson Rodrigo que já tem experiência em montagens de cosplayers e usou deste atributo para dar veracidade a caracterização dos personagens. Como em um casamento perfeito, a trilha sonora de Iaslan Nascimento usou a mesma lógica, sendo um mosaico de sucessos como The Hidden World (Como Treinar o Seu Dragão 3 – 2019), The Winds Of Winter (Game Of Thrones – 2016), A Good Man (Doctor Who – 2017), Restriction And Pledge (Hunter x Hunter – 2011), dentre outros.

67519824_10205712136760322_7309075155630686208_o
Cena do demônio com as crianças destaques do espetáculo (foto: Ariclenes Silva).

“Unir a cultura popular e a cultura pop é um desafio necessário. A  equipe conseguiu construir uma Nossa Senhora do Pilar linda e um São Tiago que atendeu a expectativa dos devotos, ao mesmo tempo em que construíram personagens imaginários que surpreenderam o público”, declarou Ricardo André, produtor do Auto de Santiago.

A direção foi de Jhony Ribeiro que com sua equipe de elenco e produção mantiveram a sequência de bons trabalhos, lembrando que haviam terminado há pouco tempo o ciclo da 6ª Via Sacra, trabalho esse que concentrou um grande número de atores.

Alguns destes mesmos protagonistas foram utilizados para o Auto de Santiago, todos foram muto bem, mas destacaram-se desta vez Djair Cardoso (Jesus) pela continuidade do seu desempenho com este difícil personagem, além dele, Lucas Ribeiro (chefe dos soldados) pelo dinamismo da atuação e Ana Luiza (Maria / Nossa Senhora do Pilar) por sua entrega na caracterização de uma personagem tão emblemática na história bíblica. Não podemos esquecer, é claro, dos atores mirins, em especial Maria Júlia e João Manoel que roubaram a cena no último ato.

67665206_10205712062358462_2280407581526589440_o
Djair Cardoso manteve o alto nível na interpretação de Jesus no segundo espetáculo consecutivo (foto: Ariclenes Silva)

Na primeira noite, as 600 cadeiras montadas na frente do palco ficaram lotadas, o pré evento teve uma missa com procissão que conduziu os fiéis até o palco montado nas areias da praia. Na segunda noite, houve um público pouco menor o que podemos colocar na conta das chuvas que estavam caindo. Além do luto oficial pelo senhor José Menezes, fato lembrado no início do espetáculo. Houve também a presença dos padres Jecione Melo (São Miguel do Gostoso), Jorge Alves (vigário de Ceará Mirim), Edson Galvão e João Maria (Paróquia de Santa Luzia, Natal) que elogiaram aos realizadores do evento.

A Prefeitura Municipal de São Miguel do Gostoso, uma das apoiadoras do evento, organizou a 2ª edição da feira de artesanatos denominada Arte Gostosura, atividade que havia sido iniciada nos festejos do São João 2019. Este tipo de ação também já foi bem sucedida em outros eventos como a Mostra de Cinema de Gostoso, especialmente nas duas últimas edições.

O principal fato é que a cidade recebeu mais uma obra que incentiva a cultura e fomenta o turismo religioso, movimento esse que já foi iniciado com a Paixão de Cristo, o Auto de São Miguel Arcanjo e o Auto de Natal de Gostoso. Mostrando assim que há fôlego e ainda há espaço para expansão da cultura em Gostoso, faltam incentivos.

Parabéns a todos e continuaremos de olho.

LITERATURA DE CORDEL RECEBE TÍTULO DE PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL BRASILEIRO

Reconhecimento foi feito nesta quarta-feira (19), pelo Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

POR G1 PE

A literatura de cordel foi reconhecida, nesta quarta-feira (19), como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro. O título foi concedido por unanimidade pelo Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A reunião ocorreu no Rio de Janeiro, com presença de representantes do Ministério da Cultura e da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.

De acordo com a pesquisadora e escritora Maria Alice Amorim, que estudou a literatura de cordel no mestrado e doutorado, o título é uma forma de reconhecer um gênero que já sofreu preconceitos.

“Embora seja uma tradição reconhecida e admirada, ela também sofre uma série de preconceitos e, consequentemente, exclusões de alguns nichos literários devido ao caráter popular”, explica.

Literatura de cordel é comumente exibida em cordões em feiras e editoras — Foto: Oton Veiga/TV Globo

Literatura de cordel é comumente exibida em cordões em feiras e editoras — Foto: Oton Veiga/TV Globo.

Maria Alice, no entanto, acredita que a riqueza do gênero supera as discriminações já sofridas pelas produções e pelos escritores.

“Por ter esse caráter de uma tradição popular, de livros que são feitos de uma forma mais artesanal, com materiais mais baratos, existe esse preconceito. Só que na verdade, enquanto discurso poético, o cordel é muito rico e refinado, porque necessita de uma técnica de métrica e rima”, observa

Com o título, a pesquisadora acredita que a literatura de cordel ganha força para ser perpetuada. “Essa salvaguarda vai garantir que a tradição permaneça viva e que outras pessoas possam desenvolver o talento poético pra poesia de cordel”, afirma.

Estilo

Em texto postado no site, o Iphan informa que a literatura de cordel teve início no Norte e no Nordeste e o estilo se espalhou por todo o Brasil, principalmente por causa do processo de migração populacional.

Hoje, de acordo com o Instituto, o gênero circula com maior intensidade na Paraíba, Pernambuco, Ceará, Maranhão, Pará, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo.

A expressão cultural retrata o imaginário coletivo, a memória social e o ponto de vista dos poetas a respeito de acontecimentos vividos ou imaginados.

Original: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2018/09/19/literatura-de-cordel-recebe-titulo-de-patrimonio-cultural-imaterial-brasileiro.ghtml

EM 2018 ESPAÇO TEAR (CDHEC) TERÁ NOVO PRESIDENTE

Tradicionalmente o mês de janeiro do Espaço Tear (CDHEC) é dedicado ao planejamento das ações anuais que a ONG realiza em São Miguel do Gostoso.

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

O planejamento anual do Espaço TEAR reuniu sua diretoria executiva e os colaboradores de seus principais projetos. Custos, pessoal e “como fazer” não saíram na pauta de uma reunião que durou o dia inteiro.

OH0H7709

Uma das surpresas do encontro foi a visita do Pe. Fábio dos Santos um dos fundadores do Espaço Tear. O momento inicial foi de avaliação e também de reflexão sobre o ano de 2017 e a própria história do Espaço TEAR. Também reviver com o grupo tão diverso as pessoas que possibilitam a caminha da ONG desde 2007 em São Miguel do Gostoso, como Gustavo Tittoto, Dona Mergene e Elizabeth Dias.

“É impressionante que o TEAR através do protagonismo de seus jovens tenha se tornado tão representativo, você fazem um trabalho incrível.” – Pe. Fábio dos Santos

OH0H7841
Pe. Fábio dos Santos e Dominique Pastores pedras fundamentais na história do Espaço Tear (CDHEC)

Antes dos encaminhamentos houve o anuncio que de que a presidente Cinthia Monayra estará se licenciando para se dedicar ao mestrado em 2018. “Estarei de volta em 2019, para concluir meu mandato que é de 3 anos”, afirmou a presidente. Nesse meio tempo ela estará atuando nos bastidores e quem assume interinamente será Ailton Rodrigues.

“Fui pego de surpresa, mas pretendo superar os desafios reservados para 2018” – Ailton Rodrigues

O que temos para 2018?

A plenária elegeu como prioridade para 2018 a captação e recursos e a consolidação dos projetos já existentes. Na oportunidade foram definidos os gerentes dos principais projetos e os cronogramas dos eventos organizados pela ONG.

  • 17/03 – Prêmio CDHEC
  • 30/03 – Paixão de Cristo
  • 29 e 30/09 – Auto de São Miguel Arcanjo
  • 23 a 27/11 – Mostra de Cinema de Gostoso
  • 14 e 15/12 – Auto de Nata
OH0H7717
Jhony Ribeiro, será o diretor da Paixão de Cristo de 2018.

Sobre Ailton Rodrigues

Ailton Rodrigues tem 22 anos, e sua ligação com o Espaço TEAR se iniciou com as oficinas de Jornalismo e a Revista Guajiru, sendo um dos destaque do curso. Em seguida foi convidado para o lançamento do blog O Contador de Causos, e atualmente é o Produtor do Prêmio CDHEC.

Em 2017 dentro da ONG teve como principal foco a comunicação social da entidade. Ailton é estudante do curso de Pedagogia pela UFRN, e técnico em informática pela IFRN (Campus João Câmara).

OH0H7724
Ailton Rodrigues, editor do blog O Contador de Causos e Presidente Interino do Espaço TEAR (CDHEC)

AUTO DE NATAL DE SÃO MIGUEL DO GOSTOSO TEVE MUITA EMOÇÃO E CHUVA SURPRESA

Chuva trouxe apreensão para os organizadores, mas espetáculo reuniu bom público na Praia da Xêpa nos dois dias de apresentação.

POR AILTON RODRIGUES
FOTOS ARICLENES SILVA

SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

Auto de Natal 2017 (1)

O Auto de Natal de São Miguel do Gostoso foi encenado nas noites desta última sexta-feira (22) e sábado (23) na Praia da Xêpa tendo direito a grandes emoções com a chegada inesperada de uma leve chuva que causou grande apreensão aos organizadores, mas com sucesso em ambas apresentações.

Apesar disso, um grande público esteve presente na arena montada para a encenação do espetáculo que já virou tradição no município. Foram cerca de 50 envolvidos diretamente na atuação e produção do Auto que manteve a mística da miscelânia de performances culturais.

Auto de Natal 2017 (9)
Fernando Miranda viveu Seu Gostoso no Auto.

Na trama, o personagem Seu Gostoso, que de acordo com a história foi um dos responsáveis pelo nome do município, narra a passagem bíblica do nascimento de Jesus com o requinte de contar com os elementos culturais do boi de reis e pastoril.

Auto de Natal 2017 (6)
Cena das mães trágicas foi emocionante.

Claro que as cenas famosas das mães trágicas e do nascimento do menino Jesus são as mais aguardadas e emocionantes, mas desta vez também destaca-se o último ato que culmina com a finalização da apresentação: muita cor e simplicidade que mostraram doçura. A grande novidade deste ano foi a direção da estreante Irielly Letícia que também deu um verdadeiro show.

Auto de Natal 2017 (14)
Presidente do CDHEC, Cinthia Matos.

Para a presidente do  Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), Cinthia Matos, o coletivo fecha o ano com um balanço altamente positivo por ter realizado grandes shows culturais como a Mostra de Cinema de Gostoso, Auto de São Miguel Arcanjo, Paixão de Cristo, Prêmio CDHEC, dentre outros.

“Em 2018 vamos procurar manter nosso compromisso de entreter e levar cultura para a população. Agradecemos a todos que apoiam nossos projetos, pois não é fácil manter tudo isso funcionando”, disse Cinthia.

Veja mais imagens do Auto:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nós continuamos de olho. Até qualquer hora!

5 MOTIVOS PARA VOCÊ NÃO PERDER O AUTO DE NATAL DE GOSTOSO NESTA SEXTA-FEIRA (22)

Com nova direção e texto, Auto será encenado a partir desta sexta-feira (22) na Praia da Xêpa.

POR AILTON RODRIGUES
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

AUTO 2017

São Miguel do Gostoso viverá mais uma edição do Auto de Natal nos dias 22 e 23 de dezembro na Praia da Xêpa a partir das 20h e nós estaremos acompanhando esse grande espetáculo.

A montagem do cenário foi iniciada nesta quinta-feira (21) e já abriu as expectativas, por isso selecionamos a já tradicional listinha de motivos para você não perder este evento. Vamos ver:

01 – SOB NOVA DIREÇÃO

O Auto de Natal deste ano terá uma grande novidade que é a direção do espetáculo. Desta vez ele será conduzido por Irielly Brito que faz sua estreia nesta função. No ano passado Airis Vital e Auxiliadora Ribeiro foram as diretoras e haviam feito uma adaptação de um dos textos de Val Dias chamado “Um Menino Nasceu Para Nós”.

02 – TESTE DE SUPERAÇÃO

Foi loucura o que o Espaço Tear/CDHEC se propôs em fazer no curto espaço de tempo! Foi quase exatamente um mês para preparar o espetáculo com montagem de roteiro, cenário e pessoal. Além disso, os ensaios foram realizados apenas nos fins de semana o que só reforça a força de vontade desse pessoal engajado em fazer a cultura acontecer na cidade.

03 – FECHANDO A TRILOGIA DE SUCESSOS

A sequência fulminante de eventos de grande nível não deixou Gostoso descansar! Primeiramente começou com o Auto de São Miguel Arcanjo em setembro, depois emendou com a Mostra de Cinema de Gostoso, que já foi espetacular, e agora para fechar o ano 2017 do CDHEC teremos mais essa obra prima natalina.

04 – POVO QUE AMAMOS

Mais uma vez os gostosenses serão destaque de um evento primoroso como este. São dezenas de atores “amadores” que farão parte da encenação, além dos envolvidos na produção e outras funções. Sempre é um prazer ver os nativos proporcionando um show como esse do Auto.

 05 – CULTURA 0800

Além do teatro de rua, a encenação contará com outros elementos típicos culturais como o boi de reis e o melhor dessa história é que será totalmente gratuito para quem quiser chegar e apreciar o show. Por isso, você pode vir!

Nó estaremos de olho no Auto. Até qualquer hora!

EM NOITE MÁGICA, AUTO DE SÃO MIGUEL ARCANJO REÚNE CENTENAS DE PESSOAS NA PRAIA DA XÊPA

Espetáculo emocionou o público que prestigiou o evento, enredo misturou didaticamente a história do padroeiro da cidade com a origem do próprio município.

POR AILTON RODRIGUES
PRAIA DA XÊPA, S.M. DO GOSTOSO/RN

OH0H7581

Encantamento. Com essa palavra podemos definir como foi o Auto de São Miguel Arcanjo que foi apresentado para cerca de 1500 pessoas nesta última sexta-feira (29) na Praia da Xêpa em São Miguel do Gostoso.

Contando com aproximadamente 100 envolvidos, dentre eles 40 atores, o espetáculo que durou cerca de 1 hora e meia, trouxe grandes atuações, além de dança e efeitos visuais que apesar de simples encheram os olhos das pessoas que prestigiaram todo o Auto. Este evento encerrou a programação de comemoração as festividades do padroeiro da cidade e de quebra brindou a união dos 10 anos entre o Espaço TEAR/CDHEC com a Paróquia de São Miguel Arcanjo.

O Contador acompanhou todo o dia de expectativas que girou em torno desta apresentação, confira:

DIA DE SUSTOS E NERVOSISMO

Durante todo o dia a equipe do Auto de São Miguel Arcanjo estava apreensiva para que o equipamento estivesse funcionando 100% durante todo o evento, mas um pequeno susto foi o destaque do dia.

Em meio aos testes, o forte vento acabou atrapalhando e uma parte do equipamento de luz desabou, além disso, uma das pessoas que estavam trabalhando no espaço acabou se ferindo com arranhões no braço. Ele foi atendido no posto de saúde local e passa bem. Após isso, tudo foi recolocado no lugar e preso em outro tipo de estrutura mais segura.

ATRASO PARA ‘RESPIRAR’

OH0H6444

No fim da tarde, quase início de noite, a missa solene começou a ser ministrada pelo Pe. João Maria, pároco de Gostoso, e foi conduzindo até o momento da procissão de luzes que contou com a participação especial do Pe. Rodrigo Paiva, pároco de Touros.

A procissão acabou começando bem próxima a hora do espetáculo o que atrasou o evento em 45 minutos. Apesar disso, a demora ajudou na articulação do público e na diminuição da expectativa dos atores já estavam apreensivos.

PRIMEIRO ATO: SURPRESA!

OH0H6699

No início do Auto, uma surpresa acabou pegando de jeito as diretoras gerais do evento: Maria Auxiliadora, Airis Vital e Rozangela Modesto. O grupo Café com Leite havia sido contemplado com a XI edição do Prêmio Ponta do Santo Cristo, prêmio este que reconhece medidas individuais de protagonismo. Este reconhecimento aos protagonistas foi idealizado em memória de Wolfgang Losch, marido da nossa querida parceira Dominique Pastore que por meio deste mimo o homenageia todos os anos.

OH0H6724

O anúncio foi proferido por Ricardo André em um texto escrito por outro contador, Ailton Rodrigues. Elas até tentaram resistir, mas acabaram indo às lágrimas após receber a premiação.

IDENTIDADE NA TELA

Antes da encenação acontecer de fato, foi exibido um curta metragem chamado “Identidade” com direção de Rozângela Modesto (também dirigiu o curta À Procura do Sol) e produzido pelo grupo Nós do Audiovisual. A obra contou por meio de depoimentos e belas imagens da cidade de São Miguel do Gostoso, toda a tradição e as histórias que foram passadas de geração em geração.

COMEÇOU O SHOW

OH0H6990

Depois da cerimônia de abertura, o Auto de São Miguel Arcanjo começou a ser encenado. Todo o trabalho da sonoplastia e cenografia pareciam fluir musicalmente, no andar da carruagem começava a trama escrita por Maria Auxiliadora que contava nos primeiros atos como se deu a formação do céu e o início de toda a revolta de Lúcifer contra Deus.

OH0H7318

Apesar de todas as atuações terem sido incríveis, os grandes destaques foram as atuações dos protagonistas, uma vez que ambos faziam suas estreias em espetáculos, primeiramente o Arcanjo Miguel interpretado por Miquéias Mattos e o anjo Lúcifer interpretado por Alex Barbosa, que protagonizaram a batalha que de acordo com a trama abalou os céus, enquanto isso arrancou aplausos ‘fora de hora’ da plateia.

OH0H7452

O segundo momento mais emblemático, foi a montagem da história em que relatava a formação da cidade de Gostoso com a promessa feita por Miguel Felix em meados de 1899 que acabou dando origem a capelinha onde hoje se encontra a igreja. Quem interpretou o pescador foi Mateus Eduardo que além de ator foi um dos responsáveis pela sonoplastia do evento, inclusive ministrando uma das oficinas de formação.

O ponto principal do roteiro, que teve base nos livros História do Mundo dos Anjos (escrito por José Antônio Fontea) e São Miguel Arcanjo: A Batalha Final (escrito por Sérgio Roberto de Farias), foi a forma didática e plural que foi tratado a trama. Enquanto a dança permeava o espaço cênico, as atuações firmes dos atores, até então inexperientes, acabaram segurando o ritmo.

OH0H7506

Os pontos mais altos, foram sem dúvida a batalha dos anjos e a transição para a parte da vila. Ambas as cenas causaram fortes reações no público e provocou um despertar histórico e cultural sobre a cidade dando um cartão de visitas para quem veio à Gostoso passear e por acaso assistiu ao espetáculo.

FIGURINO E MAQUIAGEM ESPETACULARES

OH0H7378

Os detalhes de figurino e maquiagem fizeram toda a diferença no Auto. Os efeitos nas chagas de Jesus, o belíssimo figurino de Nossa Senhora Aparecida e os acessórios na montagem do Arcanjo Miguel foram destaque de comentários entre os espectadores.

Coincidência ou não, eles acabaram sendo os mais tietados após o evento e foram ‘alvos’ de várias fotos e selfies.

A oficina de noções de maquiagem foi ministrada por Patrícia Tenório, enquanto a de figurino foi executada por Dennis Amaro, Ana Luiza e Jennifer

ABRE ASPAS

OH0H6684

Algumas personalidades gostosenses estavam presentes no evento, além dos padres de Touros e Gostoso, estavam os secretários de Turismo e Comunicação, Janielle Linhares, o de Educação e Cultura, Nivaldo Batista, além da primeira dama, Geovânia Santana.

Alguns deles deram umas palavrinhas para nós, veja os destaques:

Geovânia Santana:

 “Eu gostei muito do espetáculo. Foi tudo maravilhoso, a equipe está de parabéns e os nossos artistas da cidade merecem ser aplaudidos”.

Padre João Maria:

“A festa religiosa de São Miguel Arcanjo saiu perfeitamente como o planejado, com a participação maciça do povo nas celebrações e terminar com um espetáculo como esse e com uma produção como essa é de encher os olhos e nos encher de orgulho pelo trabalho realizado. O mérito todo é do Café com Leite e do Espaço TEAR/CDHEC por retratarem tudo o que foi pensado pela Paróquia.

As meninas atenderam as minhas expectativas. Eu não quis fazer nenhuma revisão teológica do texto, apenas li o texto de Auxiliadora e dei uma sugestão na trilha sonora, onde inclusive uma das músicas saiu. Mas foi tudo muito perfeito, elas compraram a ideia e colocaram em prática o que foi pensado”.

Padre Rodrigo Paiva:

“O grito fiel de Miguel me fez voltar a infância e responder algumas daquelas dúvidas por meio da arte: ‘Como era o céu antes da gente ser criado?’ e ‘qual a relação de Deus com os anjos?’, pode ter certeza que minha passagem por São Miguel foi de muita fé, recebi de Deus a fé do povo de São Miguel do Gostoso e a fé diluída na arte.

Que trabalho bonito, de parceria, de mãos dadas, de educação, de incentivo a juventude. Que coisa linda e que prova do quanto a juventude tem um potencial a ser explorado. Volto pra Touros hoje cheio de ideias para provocar minha sociedade tourense e mostrar o quanto somos capazes de investir em cultura e em arte. Agradeço ao Pe. João pela oportunidade de vir celebrar e assistir ao Auto de São Miguel”.

Maria Auxiliadora:

“É um Auto feito a muitas mãos! Sem as equipes de figurino, maquiagem, cenário, iluminação, sonoplastia, arrecadação, burocrática, facilitadores e os respectivos ajudantes de cada equipe esse espetáculo não seria possível. Obrigada a todos, sem vocês não conseguiríamos.

Janielle Linhares:

“Fico sem palavras para descrever o quanto fiquei emocionada durante o espetáculo, me arrepiei, chorei, uma mistura de orgulho por morar em São Miguel do Gostoso e por poder vivenciar momentos como o de ontem. São muitos talentos, a história contada por muitos que fazem parte da história. Com certeza os familiares e amigos que ali estavam e que puderam ver assim como eu um belíssimo e inesquecível espetáculo com certeza estavam muito emocionados”.

O Auto de São Miguel Arcanjo terá uma reexibição neste sábado (30) no mesmo local e horário. Nós continuamos de olho.

Até qualquer hora!

O CONTADOR VIU: HOMEM ARANHA DE VOLTA AO LAR (SEM SPOILER)

POR IASLAN NASCIMENTO

Olá amigos, tudo bem com vocês? Vem ver o que achamos do filme do amigo da vizinhança, sem spoiler (claro).

‘Homem Aranha de volta ao lar’ chegou e com ele vimos o melhor do Homem Aranha no cinema, nada contra o Homem Aranha do Tobey Maguire (o primeiro Homem Aranha das telonas) ou até mesmo do Andrew Garfield, mas o Tom Holland é tudo aquilo que o Homem Aranha é nas HQ’s (Revistas em quadrinhos) um Nerd com superpoderes que tem que se dividir entre ser um bom aluno pelo turno da manhã e salvar a vizinhança a noite.

Esse filme é o que melhor que faz essa junção entre a vida pessoal do Peter Parker com o Homem Aranha, o tempo de tela tanto pro Peter quanto para o Homem Aranha é perfeito. Esse filme na minha opinião, tem muitos acertos em relação aos antigos, tem um bom tempo para as piadas sem elas serem chatas ou mal colocadas no roteiro. Os personagens secundários são muito bem aproveitados, aposto que todos vão gostar do Ned melhor amigo do Peter na escola, eu acho que ele é um dos melhores personagens do filme.

Spider-Man-Homecoming-Peter-and-Ned
Ned ao lado de Peter Paker

Um ponto que esse filme acertou em cheio foi o vilão, todos nós sabemos que a Marvel e a Sony tem problemas quando o assunto é vilões, eles não conseguem de jeito nenhum nos entregar um vilão muito bom eles são sempre razoáveis e esquecíveis mas dessa vez eles fizeram um bom vilão, entendemos sua motivação, não tem um grande trauma fazendo com que ele aja daquela forma, é só um vilão sem poderes com uma motivação humana nada de querer dominar o mundo, nada de sobrenatural, com certeza é um dos melhores vilões feitos pela Marvel.

Outro ponto positivo é a trilha sonora, a Marvel a um tempo vem mostrando que sabe fazer boas trilhas sonoras e melhor ainda sabe utilizar as músicas da cultura pop de forma perfeita em seus filmes, vide Guardiões da Galáxia. Mas fiquem atentos, a parte do logo da Marvel pois temos uma grata surpresa vocês querem saber o que é? Só se forem ver o filme rsrs.

O filme é bom, repleto de  referências aos quadrinhos, aos outros filmes da franquia e a própria cultura pop . Recomendo muito! Há antes que eu me esqueça, fiquem até o final dos créditos pois esse filme tem DUAS cenas pós-créditos. Até mais meus amigos!!

spider-man-homecoming-poster.jpg

 

INFORMAÇÕES CONFUSAS PREJUDICAM QUADRILHAS GOSTOSENSES; DISTRITOS SOFRERAM MAIS

São João da Praia da Xêpa mostra que importância da cultura ficou só no discurso. Distritos foram os mais prejudicados com o desencontros de informações

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO

quadrilha 09
Quadrilhas na Praia da Xêpa (Foto: Ariclenes Silva).

O Festival de quadrilhas ou São João da Praia da Xêpa que aconteceu no último dia 22, divergências sobre sua execução com um discurso truncado da Secretaria de Turismo e Comunicação teve seu inicio tumultuado ainda em maio quando o Secretário de Educação e Cultura, Nivaldo Batista, reuniu diretores e coordenadores para discutir sobre o evento.

Na ocasião, segundo relato de diretores presentes na reunião, o secretário haveria prometido investimentos principalmente em figurino para as escolas municipais, em contra partida as escolas participariam do São João da Praia da Xêpa como forma de reposição de dias letivos. Imediatamente começou a mobilização para formação das quadrilhas juninas, mas pouco dias depois a Secretaria de Educação e Cultura voltou atrás, comunicando através do Whatsapp que cada escola executasse suas atividades juninas com seu próprios recursos, e acabaria isolando as escolas rurais em suas próprias comunidades.

Como saldo de tudo isso no dia 22, tivemos duas quadrilhas de Touros, a quadrilha dos idosos, uma quadrilha da Escola Estadual Olímpia Teixeira, um quadrilha infantil da Assistência Social e finalmente apenas uma quadrilha das escolas municipais: a da Escola Ana Ribeiro. Cabe lembrar que esta última foi financiada por pais, alunos e professores.

As escolas da zona rural que ficaram “livres” para participar acabaram não participando, segundo análise de membros do governo. A importância da cultura popular ficou só no velho discurso político, enquanto a Secretaria de Educação e Cultura, deixou novamente o financiamento da cultura por conta do bolso de pais, alunos e professores.

O São João da Praia da Xêpa ficou à quem do que se esperava, sob muito atraso e na sombra do evento das obras de saneamento, começou por volta das 20h e não contou na sua abertura com as autoridades do município, que estavam recepcionando o Governador Robinson Farias.

AS IMAGENS VALEM POR 1000 PALAVRAS

Apesar dos pesares, nosso Ariclenes Silva visitou as belíssimas quadrilhas juninas que se apresentaram na Praia da Xêpa e registrou imagens maravilhosas, veja nossa galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Contador continua de olho!

ARRASTAPÉ DA DONA OLÍMPIA

Maratona de arraiais em São Miguel do Gostoso já começou.

ATENÇÃO: Donzelas e disdonzeladas, viúvas e divorciadas, no desespero apele pra Santo Antônio, porque de for pra São Jorge só aparece Dragão!

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

A maratona de arraiais  começou ontem (13) Dia de Santo Antônio “O Santo Casamenteiro”, na Escola Estadual Olímpia Teixeira  com o Arrastaspé da Dona Olímpia, que esse ano trouxe o tema: “Cordel de Encantos e Belezas Mil”.

Além das comidas típicas e do forró – que ficou por conta de Müller Show – o destaque do evento foi o conteúdo cultural que trouxe uma ótima produção voltada para cultura popular, com uma bela apresentação de cordel e a dramátização do famoso cordel “A chegada de Lampião no Inferno”.

08aa6fde3b1519423ce1c4e41eafe852
Capa de A Chegada de Lampião no Inferno
19181900_10207186274854688_1180370290_o
Casamento Forçado não podia faltar.

O outro ponto forte dessa abertura dos arraiais em Gostoso foi a quadrilha matuta que reuniu 20 casais, incluindo alunos e professores. Claro que não faltou o casamento matuto que foi uma das atrações da noite encrementado por um bélissimo painel com xilogravuras inclusive dos santos conhecidos das festas juninas.

A noite foi encerrada com o tracional sorteio de Balaio junino e o resultado da gincana junina que arrecadou 377 kg de alimentos, convertidos em 33 cestas básicas, além é claro de muito forró.

Igreja
Anuncio na Igreja de Santo Antônio montada pra o evento.

 

MESMO COM CHUVA, PAIXÃO DE CRISTO LEVA CENTENAS DE PESSOAS ÀS RUAS DE GOSTOSO

Espetáculo foi encenado no decorrer da Avenida dos Arrecifes e emocionou o público.

POR AILTON RODRIGUES
FOTOS ARICLENES SILVA

17884380_10202891199038642_4453372624737084666_n

Emocionante e grandioso, assim podemos definir como foi a encenação da Paixão de Cristo em São Miguel do Gostoso nesta última sexta-feira (14), mesmo com chuva o público se fez presente e percorreu os mais de 500 metros de trajeto que dramatizava a história da morte e ressurreição de Jesus.

O elenco tinha uma média de 50 atores, todos estavam ansiosos para que o espetáculo começasse. A articulação para a montagem havia começado desde o domingo de ramos com um intenso trabalho da equipe de figurino encabeçada por Jhony Ribeiro, o que deixou a sede do Espaço TEAR agitada durante a semana para os ajustes.

17917155_10202891272160470_1020930111706043427_o

O grande desafio da produção foi realizar toda a encenação ao vivo e sem nenhum tipo de gravação, além disso ter que considerar que a tão temida chuva tinha grandes possibilidades de aparecer. E ela veio, foi inevitável.

Na medida que a Via-Sacra avançava, a chuva também se intensificava, o ápice foi realmente a crucificação que foi mais dramática e comovente. Apesar do aguaceiro a população já havia vindo precavida com capas e guardas-chuva. O alívio da chuva se deu durante a cena da ressurreição.

Todo o espetáculo durou cerca de 90 minutos, teve a direção de Fernando Miranda e Cinthia Matos. Logo após, quem bombou foram as redes sociais com os comentários da população que prestigiou o evento. Entrando nesse clima que Ariclenes Silva montou uma galeria especial na sua timeline do Facebook, confira AQUI.

17991053_10202891390723434_5029766688547209794_n

Nós conversamos com algumas pessoas da equipe de produção e todas estavam alegras com o resultado. O Espaço TEAR realiza todos os anos grandes eventos que valorizam a cultura municipal, o próximo projeto a ser desenvolvido é o Auto de São Miguel Arcanjo que tem previsão de realização para setembro.

O Contador continua de olho. Até qualquer hora!