Arquivo da tag: Contos

CONTOS: ONTEM MORREU MAIS UM POBRE

POR RAFAEL OLIVEIRA

imagem_noticia_3

Ontem dona Ivonete matou mais um pobre, socialite do RJ, faz 3 anos que botou Helena pra trabalhar na casa dela como empregada. Ontem Helena fez 16 anos e humildemente pediu pra Dona Ivonete assinar sua carteira de trabalho, pois onde mora uma carteira de trabalho assinada é vencer na vida.

A Ivonete mandou ela ir embora sem direito algum e ainda reclamou da “ousadia” da menina. A arquiteta Lúcia também mata todos os dias, 54 anos, recebe R$ 33,7 mil de pensão na condição de “filha solteira maior” de um ex-ministro morto. Ela diz que o povo é cheio de mimimi com esse papo de vitimismo racial mas quem quer vencer na vida tem que fazer por merecer!

Na verdade essas pessoas matam diariamente gente pobre e preta ou preta e pobre. Não entendeu? Pra essa gente dá no mesmo! Matam também o “ser” e o senso de justiça. Quer dizer, nunca tiveram. É assim desde colônia, elas pensam e agem como herdeiras de uma elite escravocrata acostumada com privilégios sem um mínimo de suor no rosto.

Ainda tem os cachorros raivosos vestidos de verde e amarelo defendendo uma falsa meritocracia, no qual não enxerga que isso é que mantém um sistema corrupto e cheio de vícios no nosso Brasil, vícios como sonegações fiscais. Mas quem luta por JUSTIÇA e EQUIDADE pra o povo nesse país, é chamado de comunista, por pessoas que não sabem nem o que é o comunismo.

—————–

CONTOS (+18) – UM TESÃO MEU

POR FÁBIO CHAP

beijo-de-lc3adngua-passo-a-passo

Um medo meu:
A família Bolsonaro se estabelecer no poder por anos e anos enquanto a esquerda se auto-destrói.

Um sonho meu:
Ter 72 anos no Natal de 2059 e estar tomando um vinho com meus 5 filhos enquanto os 10 netos correm pela casa.

Um tesão meu:
Levar ela mais uma vez praquele beco escuro e botar ela pra engasgar enquanto olha com aquela cara linda pra mim.

Dinheiro é:
Fundamental e a gente deveria falar mais sobre ele. Deixamos pros bancos e pros investidores o assunto dinheiro. Então eles ficaram ricos e a gente, na ignorância, contando moeda.

A internet é:
O lugar onde as pessoas – primeiro – se encontraram e reencontraram. Passado um tempo, entraram em guerra porque descobriram que o outro pensa muito, muito diferente. Era pra internet ser um lugar melhor, mas pra isso precisamos ser humanos bem melhores do que essa merda agressiva que temos sido.

O beijo perfeito é:
Aquele em que a vontade é se fundir com a pessoa. Entrar no corpo, na alma e começar pela boca. Segurar o queixo e degustar cada centímetro de lábio. Provar cada gota da língua dela. Beijo bom é quando ela sente uma mão na nuca e um volume encaixando entre as pernas dela. Conforme o beijo avança, ela sente cada vez mais duro e a calcinha cada vez mais melada. É com a língua dançando na boca que começa toda a jornada. 🤤

———–

O Fábio Chap é um escritor que fala sobre arte, política e sexo! O Contador de Causos republica algumas das suas histórias!

CONTOS (+18) – QUEM DERA

POR FÁBIO CHAP

cliente-c3a9-preso-por-beber-cerveja-em-bar-sem-ter-dinheiro-para-pagar

Quem dera eu te esquecesse NUM GOLE.

Quem dera a sorte batesse à minha porta e fizessem essas tortas lembranças irem embora PRA SEMPRE.

Mas as lembranças não só ficam, como me caçam pela madrugada.

É lá, no meio do bar, que eu lembro da tua cintura e do teu cabelo. Da minha boca sufocada de prazer enquanto você rebolava nosso amor na minha língua.

Eu tento outros corpos e eles parecem tão mornos. Eu tento muitos copos e eles deixam muito claro que seu beijo era raro. Que seu corpo era meu encontro com o ápice da vida.

Minha cabeça tá toda invertida. Nos meus sonhos eu te fodo forte. Quando acordo, meu dia está todo fudido. Quando o sol nasce, fica claro o perigo de não te esquecer tão cedo.

Eu tenho medo de te amar pra sempre… Sem você presente.

 

O Fábio Chap é um escritor que fala sobre arte, política e sexo! O Contador de Causos republica algumas das suas histórias!