VENDEDORES AMBULANTES COMEMORAM POR NÃO SEREM “EXCLUÍDOS” DA PRAIA DURANTE MOSTRA

Depois do ocorrido durante Fest Bossa & Jazz, vendedores ambulantes tiveram seu espaço na Praia do Maceió, além disso, comemoram a boa movimentação e lucros que estão obtendo com o evento.

POR AILTON RODRIGUES
FOTOS: ARICLENES SILVA
PRAIA DO MACEIÓ, S.M. DO GOSTOSO.

Ambulantes estão livres para comercializar na praia.
Ambulantes estão livres para comercializar na praia.

Muito foi especulado se os vendedores ambulantes teriam seu espaço para comercializarem durante a Mostra de Cinema de Gostoso e o resultado não poderia ter sido melhor, além de estarem livres para vender seus produtos na praia, de acordo com eles, estão lucrando muito com o evento.

Cerca de 20 destes comerciantes estão todas as noites participando da Mostra, vendendo comida como pipoca, salgados, cachorro-quente, etc. Além deles, mais 15 barracas foram disponibilizadas pela Rede Xique-Xique com apoio da prefeitura para o artesanato local.

Artesanato também é atração dos vendedores na Praia.
Artesanato também é atração dos vendedores na Praia.
Artesanato também é atração dos vendedores na Praia.
Artesanato também é atração dos vendedores na Praia.

A Mostra de Cinema já levou mais de 1500 espectadores as areias da Praia do Maceió durante dois dias de exibições e segue até o dia 17 de novembro.

PARA QUEM NÃO LEMBRAVA

A situação dos ambulantes foi bem questionada durante a realização do Fest Bossa & Jazz, evento que aconteceu em meados de agosto em São Miguel do Gostoso. Durante a sua realização os vendedores foram proibidos de colocarem suas barracas na praia e tiveram que ficar a uma distância de 300 metros do festival.

Mais de 60% dos leitores do Contador não haviam concordado com a atitude da organização do Bossa & Jazz, além da movimentação nas redes sociais.

O Contador de Causos continua na cobertura da Mostra de Cinema de Gostoso. Até qualquer hora!

LINGUAGENS DIFERENTES DE FAZER CINEMA FOI TEMA PRINCIPAL DO DEBATE DA MOSTRA NESTE DOMINGO (15)

“Command Action” e “Aspirantes” tiveram oportunidade de “explicar” ideias dos filmes que passaram na praia. Rodrigo Aragão vira figura emblemática da Mostra.

POR AILTON RODRIGUES
FOTOS: ARICLENES SILVA
CENTRO DE CULTURA, S.M. DO GOSTOSO.

Maior mesa dos debates nessa Mostra de Cinema.
Maior mesa dos debates nessa Mostra de Cinema.

O segundo dia de Debates com os realizadores, aconteceu neste domingo (15) no Centro de Cultura durante a Mostra de Cinema de Gostoso e o tema principal do debate foi a explicação das obras pelos seus diretores. As questões surgiram em meio à curiosidade de se entender a real mensagem que eles queriam passar ao público.

Na maior “mesa” dessa Mostra, estavam reunidos: Rodrigo Aragão (As Fábulas Negras), Ariclenes Barroso e Luiz Gentili (Aspirantes), Helio Ronyvon (Sêo Inácio), membros do Coletivo Nós do Audiovisual (O Pai da Noite), além de João Paulo Miranda Maria e sua esposa (Command Action).

Confira os principais pontos do debate:

ORGULHO E INSPIRAÇÃO CASEIRA

Rodrigo Aragão falando sobre "As Fábulas Negras".
Rodrigo Aragão falando sobre “As Fábulas Negras”.

Como principal atração da noite, Rodrigo Aragão usou seu espaço para agradecer o prestígio que a população tem por ele nas três edições da Mostra de Cinema. Sobre “As Fábulas Negras”, o diretor falou do orgulho e prazer em trabalhar com José Mojica Marins que dirigiu o episódio do Saci. O criador do Zé do Caixão, não pôde vir a Mostra por problemas de saúde.

“O Fábulas provavelmente foi o último filme do Mojica e foi como se ele estivesse fazendo uma passagem de bastão assim. Estou muito feliz e orgulhoso”, afirmou Rodrigo.

Além disso, uma das revelações feitas pelo capixaba foi que a inspiração de recorrer às lendas do folclore brasileiro nasceu com sua tia de 84 anos. Em uma declaração dela onde afirmava que quando era jovem havia visto o negrinho de uma perna só.

UMA “ESPONJA QUE AGLUTINA”

Esposa de João paulo Miranda Maria falando de "Command Action".
Esposa de João paulo Miranda Maria falando de “Command Action”.

Esse foi o termo usado por João Paulo Miranda Maria de “Command Action”, um dos filmes com linguagem diferente de toda Mostra de Cinema. Com arriscadas na fragmentação e enquadramento o autor foi elogiado no Festival de Cannes.

“Me considero uma esponja que aglutina as coisas. Não considero o que chamamos de erro, é exatamente isso que me interessa”, disse João Paulo.

Na parte sobre a feira, o diretor afirmou que não queria trabalhar a violência de forma explícita e que as cenas não são chocantes, mas deveriam, pois, considerava uma “violência verbal”.

O FOCO ERA O FUTEBOL

Sobre o filme “Aspirantes” o produtor Luiz Gentili e o ator Ariclenes Barroso explicaram toda a essência da obra, inclusive dizendo que o aspecto crepuscular do filme foi uma opção estética do diretor Yves Rosenfeld.

“A gente queria um filme de futebol, a história veio depois”, afirmou Luiz.

Para o ator Ariclenes Barroso, a obra foi um marco na carreira por se tratar do seu primeiro protagonista. Ele trabalha desde os nove anos de idade com as artes da atuação.

SENSIBILIDADE IMPRESSIONANTE

Helio Ronyvon debateu sobre "Sêo Inácio"
Helio Ronyvon debateu sobre “Sêo Inácio”

Helio Ronyvon começou a fazer “Sêo Inácio” desde dezembro de 2010 em um trabalho de faculdade, sem recurso e com um desejo de continuar ele foi minimamente montando o curta que conta a história de Inácio, um senhor de 77 anos que inspira qualquer pessoa com seu exemplo de vida.

“O conhecimento de Inácio vem da sensibilidade do outro, o que importa para ele é a sensibilidade do homem”, declarou Helio.

O diretor já participou da Mostra com o curta “Abraço de Maré”.

MESCLAR PARA AGRADAR

Membros do Coletivo Nós do Audiovisual.
Membros do Coletivo Nós do Audiovisual.

Não foi proposital, mas a comédia acabou entrando no curta gostosense “O Pai da Noite”. Com colaboração de Rodrigo Aragão os jovens montaram a obra usando a Praia da Ponta do Santo Cristo como cenário.

Além de revelar que já há o projeto de um novo curta-metragem com o tema exploração sexual, o Coletivo Nós do Audiovisual também confirmou que a comédia é uma das características de todas as obras que já fizeram até aqui.

Nós estamos de olho na Mostra de Cinema! Até qualquer hora!

GRITOS, FUTEBOL E FIGURAÇA: CONFIRA PACOTÃO DO 2º DIA DA MOSTRA DE CINEMA

Noite do tão esperado filme de terror teve ainda história de adolescentes e um senhor potiguar muito culto.

POR AILTON RODRIGUES
FOTOS: ARICLENES SILVA
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

A simplicidade e a paisagem são únicas da Mostra de Cinema de Gostoso.
A simplicidade e a paisagem são únicas da Mostra de Cinema de Gostoso.

A noite do terror! Mais um dos grandes cargos chefes da Mostra de Cinema aconteceu neste sábado (14), na sessão Especial o terror de Rodrigo Aragão provocou alguns gritos e risadas, antes dele outras obras renomadas deram show.

O Contador faz um resumão para você:

O PAI DO TERROR

Elenco e diretores do curta gostosense "O Pai da Noite".
Elenco e diretores do curta gostosense “O Pai da Noite”.

Rodrigo Aragão participou como orientador no curta gostosense “O Pai da Noite”. Na trama, uma lenda típica do município foi contada com doses de sangue, sustos e humor.

A plateia ovacionou o segundo curta que será reexibido no dia 17.

SENHORZINHO SIMPÁTICO

"Sêo Inácio" foi o primeiro potiguar a entrar na Sessão Competitiva.
“Sêo Inácio” foi o primeiro potiguar a entrar na Mostra Competitiva.

“Sêo Inácio” foi o segundo curta a ser exibido na Praia, contando a história desse senhor que dá um banho em lição de vida e história ao contar suas opiniões e vivências. Dirigido por Hélio Ronyvon, o curta foi o único potiguar até agora a se exibir na Mostra Competitiva.

ENTENDEU?

"Command Action" foi um curta a chegar em Cannes. Agora em Gostoso.
“Command Action” foi um curta a chegar em Cannes. Agora em Gostoso.

A linguagem de “Command Action” foi um pouco estranha para quem não é acostumado, as cenas fragmentadas que retratavam uma história em meio a uma feira livre deixaram muitos espectadores confusos. Mas arrancou algumas gargalhadas.

FELIZES PARA SEMPRE?

Ariclenes Barroso (com o microfone) é ator do filme "Aspirantes", enquanto Luiz Gentili (camisa listrada) é o produtor.
Ariclenes Barroso (com o microfone) é ator do filme “Aspirantes”, enquanto Luiz Gentili (camisa listrada) é o produtor.

O longa da Mostra Competitiva foi o carioca “Aspirantes”, filme que já foi premiado por vários festivais. Na trama os personagens que jogam futebol tentam crescer na vida, mas sofrem uma série de provações.

Até aí tudo bem, o filme foi certinho, mas chegou o final e… O que aconteceu? O jeito é usar a imaginação mesmo.

É DE CASA

Rodrigo Aragão é um dos diretores de "As Fábulas Negras"
Rodrigo Aragão é um dos diretores de “As Fábulas Negras”

O filme de terror deste ano foi “Fábulas Negras”, que apresenta uma série de histórias dirigidas pela nata do terror brasileiro, incluindo o impagável Zé do Caixão! Mas, o representante oficial da obra foi o já conhecido Rodrigo Aragão.

Com muita ternura, Rodrigo apresentou o filme e deixou uma mensagem de incentivo aos moradores de Gostoso. Ele até pode, afinal é um dos pouquíssimos diretores a estar em todas as edições da Mostra de Cinema.

INCOVENIENTES

Infelizmente a polícia que ficou encarregada da segurança exagerou um pouquinho nas rondas e por várias vezes o farol alto quase prejudicou os espectadores. Nem farol baixo era usado, além disso, um bugre também participou do episódio.

O Contador continua de olho na Mostra e conta tudo pra você. Até qualquer hora!