DEMOROU UM POUQUINHO

#DebateNaMostra: Primeiro debate com autores na Mostra de Cinema revela que a pressa não foi importante na formação do filme “A Luneta do Tempo” que durou 10 anos para ser filmado e finalizado.

Tuinho Schwartz falou sobre a produção do filme "A Luneta do Tempo"
Tuinho Schwartz falou sobre a produção do filme “A Luneta do Tempo”

Na manhã desta sexta-feira, 14, aconteceu o primeiro debate com autores dos filmes da Mostra de Cinema do Gostoso no novo Centro de Cultura e o primeiro convidado foi o produtor do longa-metragem “A Luneta do Tempo”, Tuinho Schwartz.

O Contador de Causos foi conferir e diz para você o que aconteceu de mais interessante. Primeiramente, Tuinho afirmou que o filme está sendo apresentado pela primeira vez na Região Nordeste, sendo Gostoso a quarta mostra ao qual “A Luneta do Tempo” participa.

Debate com Tuinho Schwartz começou os trabalhos na Mostra.
Debate com Tuinho Schwartz começou os trabalhos na Mostra.

Ainda questionado pelo vasto e rico acervo musical do filme, ele afirmou: “O filme tem umas 57 músicas, todas interpretadas por Alceu (Valença) e tudo foi moldado por ele.” O cantor fez seu primeiro filme, logo no sertão pernambucano com grande elenco, inclusive tendo a participação da potiguar Krhystal. Alceu a conheceu quando ela participou do especial “Som Brasil” que o homenageava.

Tuinho ainda revelou que a ideia do filme nasceu depois da morte do pai de Alceu Valença, onde o cantor resolveu voltar ao passado e resgatou temas da sua infância que era exatamente o nordeste e o cangaço.

Lembrando também que o filme só estreará em abril de 2015, ele ficou pronto em agosto para ser obra exclusiva no Festival de Gramado, acabou sendo chamado para Rio, São Paulo, atracou aqui em Gostoso e depois parte para Mar Del Plata.

O Contador de Causos tá de olho na Mostra de Cinema e te coloca dentro de tudo!

TUDO CERTINHO

PRIMEIRO DIA: Expectativas da estreia da Mostra de Cinema foram superadas e mais uma vez filmes da “casa” fizeram sucesso.

DSC_0704
Público Compareceu as areias da Praia do Maceió (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)

Foi um dia de grandes emoções nesta quinta-feira, 13, afinal foi dado o pontapé para uma maratona de seis dias e 62 filmes da Mostra de Cinema do Gostoso. Como a primeira impressão é a que fica, os organizadores do evento foram então categóricos nesse ponto, o telão foi maior do que no ano passado e o tablado que suporta o público nas areias também cresceu.

Gostoso mais uma vez foi o destaque do estado com direito a link ao vivo para emissoras de TV e grande público, cerca de 1500 pessoas (número estimado) foram as areias da praia do Maceió que é o principal palco da Mostra.

Eugênio Puppo e Mateus Sundfeld na Cerimônia de Abertura (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)
Eugênio Puppo e Mateus Sundfeld na Cerimônia de Abertura (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)

Mais voltando a cerimônia, toda espera de pouco mais de uma hora valeu a pena, os anfitriões eram o cineasta Eugênio Puppo e seu fiel escudeiro Matheus Sundfeld, junto com eles vimos um aperitivo dos filmes selecionados e ainda certificaram os alunos do curso audiovisual que mostrariam os frutos da jornada de estudos naquela noite.

“De fato o que nos move a fazer tudo isso aqui são esses alunos”, disse Puppo ao anunciar os alunos para receberem seus certificados.

A sessão então teve início com os filmes de Gostoso, ambos curtas-metragens, primeiro foi o “Entre Lonas”, uma comédia que contou de forma leve o polêmico assunto do trabalho infantil, tão comum no nordeste, na sequência o documentário “Promessas” que tratava do Marco da Praia dos Marcos, fonte de grande religiosidade que foi deslocado para Natal nos anos 70 causando impactos culturais. Claro que foram ovacionados pelo público presente.

Para fechar a noite o longa-metragem que abriu os trabalhos da Mostra Competitiva. Coube “A Luneta do Tempo”, do estreante cineasta e renomado cantor, Alceu Valença mostrar como se faz um faroeste brasileiro ser amado pela crítica. O filme se passa no nordeste remetendo a história de Lampião e possui uma elogiável trilha musical que apenas define e assina em baixo um forte candidato de ganhar o Prêmio Câmara Cascudo, dado aos mais votados nessa Mostra.

Alunos do Audiovisual (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)
Alunos do Audiovisual (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)
Produtores apresentando os filmes da noite (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)
Produtores apresentando os filmes da noite (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)

Mais é só o começo, a Mostra de Cinema de Gostoso ainda nos reserva muitas emoções! Confira tudo aqui no Contador de Causos, até a próxima!

EDUCAÇÃO E CULTURA SÃO PRINCIPAIS ASSUNTOS DA CÂMARA DE VEREADORES NA SESSÃO DESTE INÍCIO DE SEMANA

Nesta segunda-feira, 10, aconteceu a 28º Sessão da Câmara dos Vereadores de São Miguel do Gostoso e em meio a tantos questionamentos que surgem na gestão municipal os oito vereadores presentes (já que a Irmã Letinha estava doente e não compareceu) tiveram como principal assunto na pauta a educação e a cultura.

Não dá para dizer que a sessão foi absolutamente calma, isso porque em vários momentos houveram alguns conflitos de opiniões entre os membros da casa.

Os anúncios sobre cultura foram variados, começando pela inauguração do novíssimo Centro de Cultura ocorrido na última sexta-feira, 07, que ainda precisa definir o seu regimento interno, mas já tem um coordenador que é um dos componentes do CDHEC, Alessandro Amaral.

Também foi feito o convite para a segunda Mostra de Cinema de Gostoso que começa nesta quinta-feira, 13, e contará com a presença de um ator global, de nome não divulgado ainda. Você já sabe que o Contador de Causos fará a cobertura total.

Além disso outro grande evento está sendo esperado que será uma das etapas do Circuito Nacional de Beach Handebol, nos dias 28 e 29 de novembro.

Sobre a educação o grande questionamento foi o adiantamento do calendário escolar que não cumpre os 200 dias letivos exigidos por lei e a remuneração do 13º salário. Ano passado os “contratados” não receberam esta parcela, lembrando que essa bonificação é garantida por lei, e tudo estava se encaminhando para o repeteco em 2014, porém o requerimento proposto por Micarla Catarina foi aceito e fere justamente esses pontos já citados.

O Contador de Causos está de olho na gestão municipal e deixa você, caro leitor, bem informado. Até a próxima.