O CONTADOR VIU: MILAGRE NA CELA 7

EVPcupLUUAA1XAN
Foto: Reprodução

Milagre na cela 7, sucesso da Netflix, lançado em 2019, se tornou um dos mais vistos, ficando por várias semanas no Top 10 na plataforma. Devido a quarenta por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o filme dirigido por Mehmet Ada Öztekin, ganhou muito destaque este ano.

A obra é um remake (nova versão) de um longa-metragem sul-coreano realizado em 2013. Um homem com uma deficiência intelectual tenta provar sua inocência ao ser envolvido por acaso em um acidente em que resulta na morte de uma criança, a filha de um comandante do exército turco.

O personagem Memo, interpretado pelo ator Aras Bulut İynemli, ao ser pego pelos soldados na cena do acidente, é preso sem piedade e sem a chance de se defender. Ele acaba sendo separado da sua filha Ova, uma criança meiga e amável, interpretada pela atriz Nisa Sofiya Aksongur. Com mais de duas horas de duração, o filme conta uma história para sorrir, mas principalmente para se emocionar.

É um drama turco, onde só é possível assistir neste idioma e legendado. Mas não é isso que impede que a trama seja pura emoção. Memo é um pai muito carinhoso que vive com a filha e a avó Fatma, interpretada por Celite Toyon Uysal, em um humilde vilarejo, localizado na Turquia. Após o acidente que resulta na prisão dele, tudo muda na vida dos três.

Memo vai para uma prisão onde tudo pode mudar ao seu favor. Preso em uma cela com outros homens, um milagre acontece dentro de um lugar improvável. A vida dele, Ova e dos companheiros de cela nunca mais serão as mesmas depois da chegada de Memo. Não é só o destino de Memo que transforma na prisão, o personagem com sua bondade leva esperança para os outros prisioneiros, que começam a repensar nos seus erros do passado e tentam consertar em busca do perdão.

Apesar da violência vivida por Memo dentro do presídio, o filme não perde a sensibilidade e a empatia que é impossível não se criar pelo personagem e sua filha Ova. A menina que apesar de muito nova, luta como uma adulta para conseguir salvar o pai. E com a ajuda dos outros prisioneiros que dividem a cela com Memo, o desfecho muda.

Milagre na cela 7, é uma reflexão para repensar sobre perdão, principalmente de si mesmo, e também sobre bondade e empatia, e por isso, está arrancando as lágrimas de milhares de pessoas no mundo inteiro.

83% DOS GOSTOSENSES REPROVAM CONSTRUÇÃO DE PARQUE EÓLICO DURANTE PANDEMIA, DIZ ENQUETE

Enquete realizada pela associação AmeGostoso ouviu 220 gostosenses que mostram receio em sediar uma grande obra no município em meio a pandemia de Covid-19.

POR AILTON RODRIGUES

energia-eolica-industria-expomafe-feimec

Uma enquete realizada pela associação AmeGostoso, que reúne alguns empresários da cidade, foi divulgada nesta terça-feira (26) e segundo estes números os gostosenses estão com receio de sediarem uma obra de grande porte durante a pandemia de Covid-19.

As três perguntas foram direcionadas ao público por meio de uma ferramenta do Google e teve o feedback de 220 gostosenses. As primeiras questões foram em torno do decreto de abertura parcial das pousadas para prestadores de serviços, já a última questão perguntava se os gostosenses se sentiam seguros com a construção de parques eólicos durante a pandemia.

A indústria eólica traz muitos funcionários de outros municípios e estados, como o Ceará onde há altos índices de propagação do vírus e por isso a pesquisa ganhou mais importância, especialmente depois que dois funcionários se contaminaram e estavam hospedados na cidade que até então já registrava 85 funcionários em pousadas ou casas alugadas.

A Secretaria de Saúde de Gostoso informou que estes funcionários infectados estariam sendo tratados em Mossoró de onde são provenientes.

Além disso, o estabelecimento ao qual eles estavam foi fechado para descontaminação e os seus funcionários haviam testado negativo para Covid-19. Todavia, nesta terça-feira o boletim detalhado de Touros apontou que uma pessoa no distrito de Monte Alegre (comunidade vizinha a Gostoso) estava contaminada, o que culminaria justamente em um dos quatro funcionários da pousada em questão.

Sobre a enquete, a Presidente da AmeGostoso, Seissa Modesto, declarou ao Contador que os decretos estaduais até cobrem a questão da manutenção dos parques, mas não reflete necessariamente a construção de outros e por isso seria necessário ter cautela nas medidas. Veja as respostas da enquete:

Questão 01

Pergunta 01 Ame Gostoso

Questão 02

Pergunta 02 Ame Gostoso

Questão 03

Pergunta 03 Ame Gostoso

Nós continuamos de olho. Até qualquer hora!