COVID-19: DISTANCIAMENTO SOCIAL GOSTOSENSE CAI DOS 40% COM 50 DIAS DO 1º DECRETO

Dados do Ministério Público do Rio Grande do Norte trazem números do distanciamento social no município e comprova uma queda nos números.

POR AILTON RODRIGUES

Isolamento SMG
Gráfico do distanciamento social em Gostoso (Fonte: Tô de Olho / MP-RN).

O portal Tô de Olho do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte é um dos mecanismos do governo que fornece dados diários sobre as porcentagens de distanciamento social nos municípios potiguares e ao consultar estes dados foi percebido que São Miguel do Gostoso voltou a registrar números abaixo dos 40%, justamente no aniversário do 50º dia que foi aplicado o primeiro decreto.

Os números preocupam visto que os boletins dos municípios vizinhos que são Touros e Parazinho registram casos confirmados e até um óbito, além de alguns casos suspeitos.

Fato é que o índice só havia estado tão baixo nos primeiros três dias após a aplicação do primeiro decreto no dia 18 de março (onde a porcentagem chegou a 38,2% no dia 20 de março) depois disso, o número só caiu dos 40% na terça-feira, dia 05 de maio, onde atingiu 36,5% e nesta última quarta-feira (06) o índice foi de 37,5%, data que marcou o 50º dia do decreto.

Antes disso, os gostosenses até mantiveram uma média acima dos 50% durante 28 dias, o que ainda é abaixo do ideal dos 60%, mas pelo menos significava que as vistorias policiais nos distritos, bem como a conscientização na sede ainda surtia algum efeito.

Apesar do apelo da Secretária Municipal de Saúde, Rose Vicente, para que os munícipes respeitem o decreto, há inúmeros relatos de pessoas públicas, bem como servidores da gestão municipal que também estão descumprindo as medidas.

O papel das lideranças nesse momento é de suma importância, porém, o que se observa é o descaso com as medidas de proteção. Não se pode ignorar os relatos de mobilizações políticas, farras e festas que vem ocorrendo. Essas ações desestimulam a população e indiretamente desautorizam o isolamento social, pois impõe mudanças na rotina das pessoas, enquanto as autoridades ignoram as próprias diretrizes.

Veja os dados por faixa percentual:

DISTANCIAMENTO DIÁRIO - SMG

E OS FINAIS DE SEMANA?

Os finais de semana na cidade tiveram uma média acima dos 50%, todavia os últimos dois que foram o último de abril e o primeiro de maio foram os que tiveram menos adesão da população.

Inclusive nossos leitores chegaram a mandar para nossa redação cerca de 15 notificações em oito distritos, incluindo a sede, sobre pontos de aglomeração e os dados do MP/RN comprovaram que o dia 03 de maio foi o pior domingo de distanciamento social no município com apenas 48,3% da população respeitando as recomendações.

Veja as médias de distanciamento por final de semana:

Distanciamento Social SMG - por FDS

Procuramos a Secretária de Turismo e Comunicação, Janiele Linhares, para falar sobre os números, mas não obtivemos resposta até a conclusão desta reportagem.

Nós continuamos de olho.

O CONTADOR LEU: TURMA DA MÔNICA EM LIÇÕES DE VITOR CAFAGGI E LU CAFAGGI

por Airis Vital

Essa edição é sobre l.i.ç.õ.e.s palavra que é aplicada em todo o nosso ciclo da vida. Sim, pequenas coisas que acontecem e nos fazem evoluir. Estamos em processo constante de aprendizado e quem nunca ouviu algo do tipo “são lições que vida nos dá”, mesmo em uma leitura leve como essas edições, nos fazem refletir muitíssimo.

Você verá que em a Turma da Mônica em Lições, precisa lidar com as responsabilidades domésticas em paralelo as escolares. Os irmãos Vitor e Lu ainda explora os papeis dos pais em dá lições para os filhos quando esses não executam suas responsabilidades. Até porque quem nunca reclamou em ter que fazer algumas delas em vez de se divertir? Ou que ficou sem vê os amigos como forma de castigo?

Eu estou cada vez mais apaixonada pelos traços desses irmãos, mesmo sendo fã incondicional do Mauricio de Sousa, hahahaha. Em vários momentos os desenhos transmitem tantas emoções que nem precisam ser expandida em diálogos. Teve tantos momentos da turma que meu coração apertou tanto, que parei pra beber água de tanta empatia a turminha. Depois que terminei  a leitura eu precisei de fato pesar em tudo que vivi durante o colegial, mesmo sendo uma leitura infanto-juvenil gosto dessas pausas.

maxresdefault

As lições descritas nessa HQ nos fazem lembrar os conselhos de nossos pais. Que são mais do que úteis, quando eles não estão por perto. Por exemplo, ter que acordar sozinho para ir para escola (e depois trabalhar), fazer o próprio café da manhã, os bons hábitos que ajuda a manter a limpeza ou a casa em ordem. Que se pudéssemos curtiríamos mais quando eramos criança sem pular as etapas…. esses tipos de pensamentos nostálgicos invadem nossa mente.

Ah… antes que eu esqueça. Vou dá um leve spoiler. Nele eu conheço a história de quando Magali conhece seu namorado.

O contador indica! 🙂

Livro: Turma da Mônica – Lições Editora: Panini Ano de publicação: 2015 ISBN: 9978-85-426-0237-1 Páginas: 82