PESCADORES GOSTOSENSES ATACADOS POR EMBARCAÇÃO CHINESA ESTÃO BEM, DIZ FAMILIARES

Após momentos de tensão em alto mar, pescadores desembarcam no litoral potiguar neste sábado (24).

POR AILTON RODRIGUES

Embarcação brasileira que foi atacada por chineses

Após horas de angústia e preocupação os familiares dos três pescadores gostosenses que sofreram nesta última quinta-feira (22) um ataque de uma embarcação chinesa em alto mar declararam com exclusividade ao Contador que todos eles estão bem.

Segundo informações dadas para nossa equipe, tanto Lucivaldo Batista, Manoel Araújo como Janilton Catarina têm expectativas de aportar no litoral potiguar ainda neste sábado (24).

O ataque da embarcação chinesa Chang Rong IV teria sido motivado por briga de território pela pesca do atum. O negócio movimenta mais de 600 milhões de reais por ano entre o RN e o CE.

O barco pertence ao empresário Everton Padilha, da empresa Oceano Pesca I, que funciona no Rio Grande do Norte. O confronto teria acontecido por volta das 11h30. Ele foi informado pela tripulação por meio de telefone via satélite. O local fica a cerca de 100 milhas de Fernando de Noronha, ao sul.

Barco chinês que atacou brasileiros

Para os parentes o sentimento é de alívio por saber que seus familiares estão voltando para casa sãos e salvos, apesar da “voz nervosa ao telefone”, como nos relatou uma das esposas dos pescadores.

O Contador vai continuar de olho! Até qualquer hora!

Autor: Ailton Rodrigues

Técnico em Informática (IFRN), que adora esportes e jornalismo, estando sempre disponível para bons papos. Coordenador de Comunicação do clube de futebol TEC (Tabua Esporte Clube), membro do Conselho do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), comunicador da Mostra de Cinema de Gostoso. Atualmente aluno de Licenciatura em Pedagogia (UFRN).