VAMOS FALAR UM POUCO SOBRE A ANITTA

POR FÁBIO CHAP

maxresdefault

Nunca se esqueça: A Anitta foi uma das artistas mais alopradas e desrespeitadas pela mídia e pelos haters da Internet nos últimos anos. A Anitta foi umas das pessoas mais esculachadas pelo site Sensacionalista que, por um bom tempo, foi uma das maiores páginas de Facebook no BR, senão a maior. Ela foi ‘zuada’ pelo Faustão, pelo Willian Waak e por inúmeras outras pessoas públicas. Tudo ao vivo. E tudo isso desde que ela tinha 19 anos.

O respeito, o lance de maior artista do Brasil e da América Latina, o lance de Anitta ser a única instituição que funciona no Brasil, tudo isso é recente. Ouso dizer que o fato que mais pode ter mudado a visão de mundo da Anitta foi o diálogo dela com a Pitty no Altas Horas. A Pitty é mais importante na carreira da Anitta do que muitos percebem.

Anitta, hoje, tem 24 anos. A maior artista do Brasil tem vinte-e-quatro-anos. 1 ano a menos que Neymar. 10 vezes mais consciente do que Neymar (que nem se acha negro).

Anitta começou a bombar aos 19 anos com a música ‘Meiga e Abusada’, logo depois veio ‘Show das Poderosas’ e o bagulho estourou no Brasil inteiro. Toda criança sabia cantar ‘PRE-PARA!’. Diferente da maioria dos artistas pop no BR, Anitta taí mantendo sua música no topo há 5 anos. A maioria não consegue segurar o sucesso nem por 5 meses.

E nunca se esqueça: A Anitta foi uma das artistas mais alopradas e desrespeitadas pela mídia e pelos haters da Internet nos últimos anos.

Há 3 anos ela toma conta da sua própria carreira. Se cansou das pressões da sua ex-empresária para se lançar logo como cantora internacional e decidiu ela própria administrar o trampo. Ela discordava da manager anterior e acreditava que tinha que esperar mais pra se lançar internacionalmente. Estudar mais, se planejar mais e se preparar mais. E foi o que Anitta fez: foi estudar espanhol, melhorar o inglês, gestão, marketing, cultura (pra quem não sabe, ela é uma grande fã de documentários).

Nos últimos anos Anitta tem se associado com os maiores artistas do Brasil e, aos poucos, do mundo. Trabalhou com os melhores roteiristas, diretores, dançarinas; fez parceria com Projota, Simone e Simaria, Nego do Borel, Wesley Safadão, Maluma, lançou Pablo Vittar.

E nunca se esqueça: A Anitta foi uma das artistas mais alopradas e desrespeitadas pela mídia e pelos haters da Internet nos últimos anos.

Nos bastidores Anitta é conhecida não apenas como alguém que cobra, mas como alguém que grita e xinga. Ela mesma admite isso. Vê-la e ouvi-la é ótimo, trabalhar com ela não parece fácil. O nível de exigência é level hardcore.

A polêmica das últimas horas é se Anitta empodera as mulheres – com seus clipes e letras – ou se ela apenas mantém o status quo empinando a bunda e sendo apenas mais uma que serve o que o mundo masculino quer: bundas e biquinis. Essa discussão eu vou deixar pra outras pessoas.

Anitta é a exceção da exceção da exceção. Representa uma forte imagem de resiliência:

– Mulher;
– De origem periférica (não pobre, mas periférica);
– Tem a qualidade da sua voz questionada onde quer que vá;
– Funkeira de origem.

Alcançou o que só Tom Jobim, Vinicius de Moraes e João Gilberto alcançaram antes: visibilidade no mercado internacional. Foi desrespeitada, questionada e alvo de piadas por anos e anos e anos.

Não conheço ela pessoalmente, não sei nada sobre a real personalidade dela, mas me parece que Anitta sente dentro dela que tem algo a provar. E sempre vai ser assim. Poucas pessoas quando são tão questionadas e humilhadas conseguem tirar força pra mostrar que são maiores que isso tudo. Ela precisou, precisa e vai sempre precisar provar que é maior que as merdas (ou as sinceridades) que falam sobre ela. E, bom, ela tem dado uma bela prova, né?

Provavelmente Anitta tem dentro dela uma frase dos Racionais: ‘Então mostra pra esses cu como é que se faz’.

O clipe/música lançados ontem ‘Vai, Malandra’ começam com um baita close na bunda de Anitta e no refrão tem essa frase:

“Ê, tá louca, tu brincando com o bumbum
An an, tutudum, an an”

Mas repara uma coisa: enquanto a gente olha a bunda da Anitta passar, a mente criativa e a visão estratégica dela passaram anos antes.

A Anitta não fez sucesso graças à bunda – naturalmente com celulite – dela. A raba é só um artifício que ela tem usado enquanto prepara a fórmula perfeita pra poder te comandar.

Maquiavel estaria orgulhoso de Larissa de Macedo Machado, mais conhecida no mundo todo como Anitta: a mulher mais poderosa do Brasil e que não vai hesitar em se construir a mulher mais poderosa do planeta.

Já dizia uma antiga profecia:

Pre-para que agora é hora
do show da poderosa!

**

Autor: Ailton Rodrigues

Técnico em Informática (IFRN), que adora esportes e jornalismo, estando sempre disponível para bons papos. Coordenador de Comunicação do clube de futebol TEC (Tabua Esporte Clube), membro do Conselho do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), comunicador da Mostra de Cinema de Gostoso. Atualmente aluno de Licenciatura em Pedagogia (UFRN).