COVID-19: O QUE ACONTECEU EM 100 DIAS DA PANDEMIA EM GOSTOSO?

100⁰ dia desde a chegada da pandemia em São Miguel do Gostoso teve muitas nuances, destacamos algumas.

POR AILTON RODRIGUES

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Já faz 100 dias que a pandemia da Covid-19 abalou o Rio Grande do Norte e como consequência o município de São Miguel do Gostoso também. De lá para cá muitas coisas aconteceram e infelizmente os números mostram que o mês de junho é o mais preocupante desde que o 1⁰ decreto foi aplicado em 19 de março.

O Contador vem acompanhando o avanço da pandemia no município pois acredita que a informação é a melhor aliada para a prevenção das pessoas. Com isso destacamos alguns momentos.

1⁰ CASO FOI NOS DISTRITOS

O primeiro caso de Covid-19 em São Miguel do Gostoso foi registrado em 15 de abril e foi um caso exportado de Natal. A criança de 11 anos é residente do distrito do Arizona e foi a primeira também a ser declarada curada.

Na época a Secretária de Saúde, Rose Vicente, foi até o distrito com um carro de som e deu orientações para os moradores de lá. Ali foi considerado o marco inicial do combate à doença no município.

Depois de dois casos seguidos pela Zona Rural, a Sede apresentou seus primeiros casos. De acordo com números recentes, 75% dos casos confirmados agora são da Sede.

O boletim mais recente também aponta no geral: 20 casos confirmados, 43 casos descartados e 42 casos suspeitos. Dos confirmados, 06 se curaram e 02 infelizmente vieram a óbito.

MUDANÇA DE SECRETÁRIOS

A notícia da troca de Secretários na pasta da Saúde em meio a resolução de medidas de prevenção pegou muitas pessoas de surpresa. Rose Vicente declarou que desejava deixar o cargo para cuidar melhor da sua família e teria deixado este alerta para o prefeito desde janeiro.

No seu lugar foi noticiado Hugo Patrício, um funcionário que já havia frequentado outras três funções em segmentos diferentes da gestão. Porém no dia seguinte, outro decreto anulou tanto a exoneração de Rose quanto a nomeação de Hugo.

Entende-se neste momento que tudo permanece como antes.

CRÍTICAS SOBRE TRANSPARÊNCIA E MEDIDAS

Boletim mais recente apresentou localidades, faixa etária e sexo.

Desde que o primeiro caso suspeito foi divulgado pela Sesap e foi questionado pela prefeitura que críticas sobre transparência de informações foram dadas a SMS.

Rose Vicente sempre demonstrou ser ativa nos esclarecimentos e por meio de “notas” de áudio e texto por aplicativos de mensagem ajudou a dar informações, mas também causou algumas confusões. Seu saldo ainda é positivo por que é uma das poucas na gestão que ainda entende que a população precisa de informações e é obrigação de qualquer funcionário público as fornecer.

Até então foi cobrado os boletins comunicando os locais dos casos confirmados, que depois foram divulgados. O detalhamento deles também ocorreu recentemente após mais cobranças. Por outro lado, as lives de prevenção tiveram apenas duas edições e foram encerradas, sem explicação. Atualmente são usados carros de som e notas oficiais veiculadas pelas redes sociais.

Todas as medidas de distanciamento atualmente estão prorrogadas, incluindo a barreira sanitária que só em junho foram expandidas para os outros dois acessos do município. A feira livre também foi suspensa pela segunda vez.

Apesar disso, ainda há subnotificações gritantes e a falta de exames é o que preocupa mais os gostosenses. Visto que não há anúncio de maiores compras de exames. Muito menos de ações para aumentar esta demanda.

JUNHO PREOCUPANTE

Apesar de alguns estados pelo país pensarem em reabrir comércio e até voltar o futebol, os números demonstram que o mês de junho será de muita cautela para São Miguel do Gostoso.

Com apenas 20 dias do mês, já foram registradas 72 notificações o que equivale a mais que o dobro de maio que só teve 26. Em abril foram apenas 07 notificações registradas.

Sobre casos confirmados, dos 20 atuais no município, 18 deles ocorreram em junho. Só para comparar, o primeiro caso foi em 15 de abril e o segundo em 29 de maio.

Infelizmente também foram nesses primeiros 20 dias de junho que 02 pessoas vieram a óbito em decorrência de complicações da Covid-19. As vítimas foram um casal de idosos residentes da Sede do município.

Esperamos que tenhamos uma recuperação o mais breve possível da normalidade. Nós continuamos de olho!