Arquivo da categoria: Literatura

O CONTADOR LEU: TURMA DA MÔNICA EM LEMBRANÇAS DE VITOR CAFAGGI E LU CAFAGGI

por Aíris Vital

Porque certos laços são irrompíveis. Porque algumas lições são inesquecíveis. E porque determinadas lembranças são eternas.

– Mauricio de Sousa

Tive que citar as palavras do Mauricio sobre essa trilogia que chega ao fim. E ressaltar a característica singular dos irmãos Cafaggi pois estão gravado em minha memória e na qual já sou fã. Estou estasiada com seus traço, seus diálogos, sua harmonia são similares as aventuras do Mauricio de Sousa, o que nós fazem sentir em casa na leitura e permitindo um conexão dentro de nós que torna-se acessível para todas as idades.

A narrativa de Turma da Mônica em Lembranças, descreve o quanto quereremos ser aceitos e detestamos a sensação de sermos rejeitados. Na escola fazemos de tudo para sermos aceitos pelos colegas. E quando rejeitado, fazermos loucuras e sofremos quando mesmo assim não conseguimos. As edições Laços e Lições, possuem uma característica de tensão e tristeza, respectivamente, em Lembranças sentimos a diversão como tema.

Caso você se identifique comigo, quanto amante de traços em quadrinhos, acompanhe o esses dois irmãos, pelo Instagram: @lcafaggi e @vitorcafaggi. Não deixe de acompanhar esses sensacionais artistas e suas demais obras.

O contador indica! 🙂

Livro: Turma da Mônica Lembranças Editora: Panini Ano de publicação: 2017 ISBN: 978-85-426-0883-0 Páginas: 98

O CONTADOR LEU: TURMA DA MÔNICA EM LIÇÕES DE VITOR CAFAGGI E LU CAFAGGI

por Airis Vital

Essa edição é sobre l.i.ç.õ.e.s palavra que é aplicada em todo o nosso ciclo da vida. Sim, pequenas coisas que acontecem e nos fazem evoluir. Estamos em processo constante de aprendizado e quem nunca ouviu algo do tipo “são lições que vida nos dá”, mesmo em uma leitura leve como essas edições, nos fazem refletir muitíssimo.

Você verá que em a Turma da Mônica em Lições, precisa lidar com as responsabilidades domésticas em paralelo as escolares. Os irmãos Vitor e Lu ainda explora os papeis dos pais em dá lições para os filhos quando esses não executam suas responsabilidades. Até porque quem nunca reclamou em ter que fazer algumas delas em vez de se divertir? Ou que ficou sem vê os amigos como forma de castigo?

Eu estou cada vez mais apaixonada pelos traços desses irmãos, mesmo sendo fã incondicional do Mauricio de Sousa, hahahaha. Em vários momentos os desenhos transmitem tantas emoções que nem precisam ser expandida em diálogos. Teve tantos momentos da turma que meu coração apertou tanto, que parei pra beber água de tanta empatia a turminha. Depois que terminei  a leitura eu precisei de fato pesar em tudo que vivi durante o colegial, mesmo sendo uma leitura infanto-juvenil gosto dessas pausas.

maxresdefault

As lições descritas nessa HQ nos fazem lembrar os conselhos de nossos pais. Que são mais do que úteis, quando eles não estão por perto. Por exemplo, ter que acordar sozinho para ir para escola (e depois trabalhar), fazer o próprio café da manhã, os bons hábitos que ajuda a manter a limpeza ou a casa em ordem. Que se pudéssemos curtiríamos mais quando eramos criança sem pular as etapas…. esses tipos de pensamentos nostálgicos invadem nossa mente.

Ah… antes que eu esqueça. Vou dá um leve spoiler. Nele eu conheço a história de quando Magali conhece seu namorado.

O contador indica! 🙂

Livro: Turma da Mônica – Lições Editora: Panini Ano de publicação: 2015 ISBN: 9978-85-426-0237-1 Páginas: 82

O CONTADOR LEU: MÔNICA LAÇOS DE VITOR CAFAGGI E LU CAFAGGI

por Aíris Vital

Muitas saudades desse espaço onde exponho impressões sobre minhas leituras. Desde de dezembro de 2019 eu comprei todas as HQs sobre a coleção de Laços – influenciada claramente por Mônica Força, ou seja, faz tempo que li tudo mais não registrei nadinha por aqui. Então nos próximos dias vou compartilhar  um pouquinho delas.

capa

Essa foi a  adaptação dos quadrinhos que chegaram ao cinemas da Turma da Mônica, os diretores do filme foram fieis a obra dos irmãos Cafaggi, Vitor e Lu. Se você ainda não assistiu, faz isso e prepare o coração para o suspense da trama. Laços é pura nostalgia. Mais não estou aqui para falar do filme e sim de como me senti lendo a HQ.

ilustração

Laços me relembrou emoções de quando ganhei meu primeiro gatinho e cachorro dos meus pais. Dos momentos que eles fugiam de casa e eu ficava desesperada a procura deles, quando era despertada por eles em cima da minha cama, quando eles me acordavam… Revivi aventuras com meus colegas da escola e do meu primeiro amor.

Então o que você está esperando?! Decida o que você vai fazer primeiro, lê a HQ ou assisti o filme, boa aventura!

O contador indica! 🙂

Livro: Mônica Laços Editora: Panini Ano de publicação: 2014 ISBN: 978-85-6548-457-2 Páginas: 82

BAGAGEM, DE ADÉLIA PRADO

Olá, Amigos do Contador de Causos!

Hoje trago uma dica de leitura do livro estreia dessa poetisa mineira Adélia Prado!

Recomendo.

Bagagem, Adélia Prado

A obra é repleta de poemas que despertam emoções nos leitores e que, segundo a própria autora, nasceram não só de um processo criativo, mas também de experiências pessoais regadas de tristeza, sofrimento e angústia. Além disso, a temática religiosa é muito recorrente no livro, já que a poetisa retrata a fé como um pilar da vida e das sociedades humanas. Essa relação com a religiosidade não está restrita a questões de sagrado e de divindades, mas se estende para uma análise do bem e do mal, do lado bom e do lado ruim das coisas.

AS MORTES SUCESSIVAS

Quando minha irmã morreu eu chorei muito
e me consolei depressa. Tinha um vestido novo
e moitas no quintal onde eu ia existir.
Quando minha mãe morreu, me consolei mais lento.
Tinha uma perturbação recém-achada:
meus seios conformavam dois montículos
e eu fiquei muito nua,
cruzando os braços sobre eles é que eu chorava.
Quando meu pai morreu, nunca mais me consolei.
Busquei retratos antigos, procurei conhecidos,
parentes, que me lembrassem sua fala,
seu modo de apertar os lábios e ter certeza.
Reproduzi o encolhido do seu corpo
em seu último sono e repeti as palavras
que ele disse quando toquei seus pés:
‘deixa, tá bom assim’.
Quem me consolará desta lembrança?
Meus seios se cumpriram
e as moitas onde existo
são pura sarça ardente de memória.

                                                                                                                                                           Fonte: Canal do Ensino

MÔNICA E MALUQUINHO: A CAPA DO LIVRO DE MAURÍCIO DE SOUSA E ZIRALDO

Autores juntaram seus personagens em um crossover que estão deixando os fãs enlouquecidos.

POR RODRIGO CASARIN
BLOG PÁGINA CINCO

 

abremmmmm-e1532546248959

Há alguns dias, fãs de Mauricio de Sousa e Ziraldo ficaram em polvorosa ao saber que os dois quadrinistas iriam juntar seus personagens icônicos em um único livro, cuja história é assinada pelo escritor Manuel Filho. “MMMMM – Mônica e Menino Maluquinho na Montanha Mágica” (Melhoramentos/ Mauricio de Sousa Editora) chegará ao público no dia 4 de agosto, com um encontro na Arena Cultural, na Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Na obra de 80 páginas que promete trazer uma bonita mensagem sobre amizade, Mônica e Menino Maluquinho encontram em barras de chocolate bilhetes que dão direito a visitar a Montanha Mágica. Como cada um pode levar consigo mais quatro camaradas, são acompanhados por Cebolinha, Cascão, Magali, Franjinha (que não deixa Bidu para trás), Julieta, Bocão, Junim e Lúcio.

Veja em primeira mão a capa de “MMMMM – Mônica e Menino Maluquinho na Montanha Mágica”, provavelmente o livro ilustrado mais aguardado do ano no Brasil.

mmmmm-808x1024

ORIGINAL: https://paginacinco.blogosfera.uol.com.br/2018/07/25/hq-mauricio-de-sousa-ziraldo-capa-monica-maluquinho/