ROCK IN RIO COMEÇA EDIÇÃO 2019 COM POLÊMICA, POLÍTICA E MÚSICA (É CLARO!)

Um breve resumo do que rolou no primeiro fim de semana do maior festival de música do mundo.

POR FABIANO GARCIA

1324734_391008
Cidade do Rock ferveu no 1º FDS do Rock In Rio

Nesse último fim de semana o Parque Olímpico do Rio de Janeiro tornou-se mais uma vez a “Cidade do Rock”, recebendo a primeira parte do maior festival de música do mundo, o Rock in Rio. Os mais de 385 mil m² de área utilizados pelos organizadores reuniram artistas de diversos gêneros musicais que fizeram do festival uma miscelânia de ritmos e cores.

jessie-j-rock-in-rio-2019
Jessie J volta ao Rock In Rio com “culto” de alto nível.

O palco Sunset mais uma vez foi destaque nesse primeiro fim de semana do RiR, trazendo combinações impensadas e shows marcados pelo tom político, como o da banda paulista “Titãs” que dividindo o palco com o rapper Edi Rock e as cantoras Érika Martins e Ana Cañas (que fez top less durante a apresentação) arremataram o público presente. A diva Elza Soares fez uma belíssima apresentação com agressividade na medida certa. A participação do grupo de rap Racionais MC’s não ficou apenas no show dos Titãs, Mano Brown colou no palco Sunset fazendo o melhor do Funk “raiz” juntamente com a lenda do baixo Bootsy Collins. A cantora britânica Jessie J, o cantor Seal e a banda Whitesnake foram destaque e fizeram shows que mereciam estar no Palco Mundo. Artistas nacionais como Ego Kill Talent, a potiguar Plutão Já foi Planeta e a cantora Iza representaram muito bem junto com seus convidados.

dsc-2634-iza-e-alcione-alexandre-durao
Iza e Alcione agitaram o Sunset.

O palco mundo foi cenário de grandes apresentações e o escolhido neste ano para abrir o festival foi o DJ Alok que levantou o público presente com seus hits e o que se viu a partir daí foi uma grande celebração da música mundial. Os shows foram em sua grande parte abençoados pela chuva e sem dúvida o show mais divertido foi o do Tenacious D, banda do ator Jack Black. Além de se divertir no palco com performances irreverentes ainda teve a participação do baixista Potiguar Junior Groovador, que com seu talento e carisma chamou a atenção de Jack Black nas redes sociais e foi convidado pela organização para tocar junto com a banda. Os Raimundos, que fizeram sua estreia no RiR, junto com o CPM22 representaram dignamente o Rock Nacional, que apesar do gênero não figurar o mainstream atualmente, mostrou que o rock ainda tem força em grandes eventos colocando o público pra estremecer a Cidade do Rock. As cantoras Bebe Rexha, Ellen Goulding, Ivete Sangalo e as bandas Weezer, Dave Matthews Band fizeram shows que com certeza deixaram os fãs satisfeitos.

jon-bon-jovi-da-selinho-em-fa-durante-show-no-rock-in-rio-2019-1569818739642_v2_900x506
Bon Jovi deu um beijo em fã no seu show no Palco Mundo.

Sobre os headliners, Foo Fighters e Bon Jovi fizeram o que todos estava aguardando: uma avalanche de hits, seguidos de muita empatia com o público. Já o rapper Drake polemizou ao não permitir a transmissão de seu show alegando problemas na iluminação, além de outras exigências e reclamações por parte do artista. Todos esses entraves deixaram a organização com uma baita dor de cabeça até poucos momentos antes da apresentação, mas no final o show ocorreu normalmente, apesar da baixa iluminação no palco durante toda apresentação.

Apesar dos cancelamentos pré-festival de alguns nomes como Cardi B e Megadeth o evento não perdeu fôlego e continua na próxima semana com destaque para os shows do Iron Maiden, Red Hot Chili Peppers e Pink. Até mais!!!

Nós continuaremos de olho.

Autor: Ailton Rodrigues

Técnico em Informática (IFRN), que adora esportes e jornalismo, estando sempre disponível para bons papos. Coordenador de Comunicação do clube de futebol TEC (Tabua Esporte Clube), membro do Conselho do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), comunicador da Mostra de Cinema de Gostoso. Atualmente aluno de Licenciatura em Pedagogia (UFRN).