EU SINTO O SAMBA NAS MINHAS VEIAS

POR RAFAEL OLIVEIRA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Eu sinto o samba nas minhas veias
Nelas pulsam um sangue de bandido
Eu não quero ser é o cidadão de bem
Que grita e chama político de mito
Que na prática faz diferente da teoria
Lutando sempre por si e nunca pelo coletivo

Eu sou bandido com muito orgulho
Não defendo nenhum branco privilegiado
Não apoio traficante pra presidente
muito menos para o nosso senado
Não se faça de doido nem de cego
Eu falo do seu amigo Aécio o Noiado

Lógico que foi só uma brincadeira
Eu também to aqui brincando
Faço verso faço rima faço samba
E vou lhe dá uma aula rimando
Sou sambista e sou bandido
Mas não me junto com o Feliciano

Se cidadão de bem é ser igual
Ao Silas Malafaia e ao Datena
Eu prefiro um samba no Presídio
Pois lá eles já estão pagando à pena
Talvez Deus esteja mais alí
Do quê com Crivela fazendo cena

Preste atenção que o papo é reto
Sou malandro e tô na marginalidade
Então escute ou pegue essa visão
Pois luto por minha ancestralidade
Um povo que sofreu e apanhou
Lutando pelo óbvio que é a dignidade

Se bandido é bater de frente
Com quem lucrou com a escravidão
Então pode me chamar pra essa roda
Que vai ter Samba e muito feijão
Pois o crime maior é se calar
Diante de piada sem noção

Ser Bandido é andar ao lado do povo
Como faz Leci e Zeca Pagodinho
É ensinar o que é humildade e amor
Como faz Arlindo pra o Arlindinho
É tocar o coração com a viola
Iguazinho ao o mestre Paulinho

Cartola com sua bandidagem
Ensinou que o mundo é um moinho
Dona Ivone Lara mostrou minha raiz
Dizendo que vim de la pequenininho
Candeia deixou pra nosso povo
Um testamento bem esmiuçaduzinho

Noel Rosa também era bandido
E fez música respondendo a burguesia
“Quanto a você da aristocracia
Que tem dinheiro, mas não compra alegria
Há de viver eternamente sendo escrava
Dessa gente que cultiva hipocrisia”

Eu prefiro ser da bandidagem
É melhor que esse modelo de cidadão
Modelo esse atrasado e fracassado
Que não respeita o seu irmão
Diz que nossa luta é vitimismo
Mas não estudou a história da nação

O Samba sempre está enganjado
Com nossos problemas sociais
Bezerra Da Silva e suas músicas
Mostram que são bem atuais
O samba ta do lado do povo
Lutando sempre por direitos Iguais

Eu termino essa brincadeira
Tentando aflorar uma reflexão
Já que sou bandido e tenho meu lado
Quero saber qual é o seu irmão?
Se é ao lado desses Cidadãos de bem
Ou ta no samba batendo na palma da mão?

#rafaoliveirapotiguar

Autor: Ailton Rodrigues

Técnico em Informática (IFRN), que adora esportes e jornalismo, estando sempre disponível para bons papos. Coordenador de Comunicação do clube de futebol TEC (Tabua Esporte Clube), membro do Conselho do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), comunicador da Mostra de Cinema de Gostoso. Atualmente aluno de Licenciatura em Pedagogia (UFRN).