O CONTADOR LEU: JACK, O ESTRIPADOR – RASTRO DE SANGUE, DE KERRI MANISCALCO

POR AIRIS VITAL

Antes de compartilhar minha opinião sobre esse livro, preciso deixar 5 dicas sobre ele:

  • É baseado em fatos reais;
  • Uma história idealizada para instigar jovens leitores;
  • Possui uma narrativa descritiva simples e envolvente, similar as obras de;
  • Suspense e mistério são lançados em cenários vitorianos;
  • A evolução de uma protagonista feminina no século XIX.

rastro_de_sangue_jack_the_ripper_London1888_1

Fonte: Darkside books

Se você ainda não se convenceu se deve lê ou não…  lá vai minha minhas impressões dessa leitura que transportou meus pensamentos para os anos de 1888. A protagonista da narrativa é Audrey Rose Wadsworth,  que possui uma vida em meio a vestidos, chá da tarde, uma família superando a morte da mãe e buscando conquistar espaço em uma investigação, autorizada apenas para homens.

Ao lidar com as problemáticas familiares e sociais, Audrey alimenta sua paixão por medicina forense inspirada por seu tio/professor que têm um laboratório. Entre suas aulas ela conhece Thomas Cresswell, que será seu parceiro na investigação para encontrar o assassino de mulheres que são mortas brutalmente, aterrorizando cruelmente as ruas de Londres. Sensibilizada em conhecer a história destas e vinga-las, ela não mede esforços para  obter seu espaço na medicina, superando seus medos e enfrentando a repulsa da sociedade e familiar, por não aceitarem sua escolha em costurar cadáveres no lugar de bordar lenços.

A darkside como sempre transforma o livro em uma obra com um conjunto incrivel de ilustrações, onde consegue perfeitamente remeter as cenas descritas por Kerri, e para me deixar mais apaixonada ela ainda criou uma  trilha sonora especial.

O contador, Indica! Boa Leitura.

Livro: JACK O ESTRIPADOR,  Rastro de Sangue. Editora: Darkside Books. Ano de Publicação: 2018. Edição: 1ª Edição. ISBN: 8594541007 Páginas: 354.