40 apostilas grátis para estudar para Concursos Públicos

apostilas-para-concursos-publicos-download

 

Olá leitores do Contador!

Em tempos de ritmo mais lento da economia, a estabilidade da carreira pública torna-se um dos principais atrativos dos concursos públicos e o que motiva milhares de concurseiros a persistirem nos estudos. Por outro lado, o comodismo de alguns servidores pode incomodar, assim como a natureza pouco criativa de algumas tarefas.

No campo do serviço público, a estabilidade no cargo é o principal atrativo e fator decisivo para milhões de brasileiros que se candidatam a milhares de vagas nas instituições públicas em todo o território nacional. O trabalhador contratado por concurso só pode ser demitido se cometer infrações graves, como roubo. Outro ponto positivo é a média salarial inicial superior se comparada ao setor privado, ou seja, o início de carreira em serviços públicos é mais atrativo para quem busca uma remuneração elevada logo de início.

Quem deseja seguir uma carreira dentro do serviço público brasileiro deve ficar atento aos concursos públicos. São provas discursivas ou objetivas, que avaliam a aptidão dos candidatos e selecionam aqueles que passarão para as fases seguintes do concurso ou mesmo aqueles que garantirão as vagas oferecidas. É um tipo de vestibular, ou seja, os melhores classificados na prova são também aqueles aprovados e que ficam com as vagas.

A obrigatoriedade dos concursos trouxe para a administração pública a possibilidade de selecionar pessoas qualificadas e com os conhecimentos necessários ao exercício da futura atividade.

Para ajudar os estudantes de plantão, o site Rede de Cursos oferece diariamente informações de qualidade sobre concursos públicos e cursos profissionalizantes.

Confira a lista das apostilas por áreas de conhecimento:

  • 10 apostilas grátis de Português
  • 10 apostilas grátis de Informática
  • 10 apostilas grátis de Direito Administrativo
  • 10 apostilas grátis de Direito Constitucional

Acesse e baixe agora mesmo as 40 apostilas grátis para estudar para Concursos Públicos.

Bos estudos!

Fonte: Canal do Ensino

 

CÂMARA ITINERANTE VIRA PROVA DE FOGO E LEVANTA DEBATES

Câmara Itinerante se transforma em prova de fogo para o governo municipal.  A primeira sessão aconteceu em Antônio Conselheiro e choveram reclamações.

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

A última sessão da Câmara dos Vereadores aconteceu na segunda-feira (25/09), fugiu do padrão e foi até o assentamento Antônio Conselheiro para ser realizada, foi mais uma edição da denominada Câmara Itinerante. O projeto reúne ações conjuntas do  poder legislativo e executivo para atender demandas diretamente  nas comunidades rurais. 

Esta dinâmica de conduzir a Câmara para outros lugares surgiu na gestão da ex-vereadora Francisca Pinheiro e foi executado durante o ano de 2013 – e deu muita dor de cabeça à prefeita Fafá (PMDB) – apesar de ser um excelente projeto na sua essência, expõe diretamente o Poder Executivo às comunidades que geralmente são as menos atendidas por seus serviços.

21767951_181788505702088_3686351383838055294_n
A população compareceu (Foto: Divulgação)

Esse “ponto fraco”  foi exposto na reunião do dia 25.  Após 8 meses de governo, sem grandes ações nas comunidades rurais, com uma crise financeira causada pela considerada má administração dos primeiros meses de mandato, e atraso no pagamento de fornecedores e funcionários, os secretários, vereadores e aliados do Prefeito Renato de Doquinha (PSD) tiveram que suportar o bombardeio de reclamações que veio da população que compareceu a sessão.

A situação da E. M. Profº Paulo Freire foi que chamou mais atenção pelo relato da falta de estrutura de água encanada, irregularidade na merenda e a falta de materiais básicos, seguida da já comum falta de transporte escolar. Outra reclamação que não sai da pauta de discussão das comunidades é a falta de transporte de urgência da saúde, que apesar de ser suspenso na reta final do mandato da ex-prefeita continuou sem execução nesse ano.

O fato é que esses acontecimentos surtem efeito rápido e justamente no último sábado (30) a água encanada foi estabelecida para a escola. Veja mais do que rolou na sessão:

06 a 01

Os vereadores da oposição apresentaram seis requerimentos de melhoria à comunidade do Antônio Conselheiro e comunidades vizinhas, enquanto os vereadores da bancada do prefeito apenas um – dando sustentação ao discurso do prefeito e secretários de que está tudo bem.

Ponto Positivo

Um ponto positivo da pauta desse dia tenso foi a aprovação do Projeto Parlamento Jovem, que ainda não teve detalhes divulgados pela assessoria da Câmara de Vereadores. Mas promete mobilizar mais as comunidades para as discussões políticas.

Contradição

Embora o Secretário de Educação e Cultura, o Sr. Nivaldo Batista, tenha sido contundente nas suas afirmações de que a escola da comunidade de Antônio Conselheiro estaria com seu funcionamento normal quanto a merenda, transporte e materiais didáticos, os cidadãos inscritos para sessão não pouparam críticas contradizendo a versão do Secretário. Inclusive a própria diretora, Maria dos Anjos, desmentiu as afirmações de Nivaldo.

Coisa de comício

Evento popular tem dessas coisas. Populares próximos a bancada dos vereadores gritavam e opinavam a favor e contra o governo, quebrando o sossego da sessão. Além disso acusações, provocações e flashbacks das últimas eleições povoaram essa emocionante Sessão da Câmara. 

Frases como “Tá lindo, tá lindinho” e “O vermelho acabou”, marca da campanha dos duas chapas, foram lembradas.

Prefeito sob pressão

Cansada de dar explicações sobre a ausência do prefeito após a sua convocação pela câmara de vereadores a presidente da Câmara Maria Clézia (PSD) decidiu trancar a pauta. Simplesmente não serão mais votados projetos do poder executivo até que o prefeito compareça a uma sessão ordinária para prestar os esclarecimentos solicitados pelos vereadores.