PT EMITE NOTA EM RESPOSTA AO PL E DIZ QUE “PARTIDO TEM HISTÓRIA E IDENTIDADE PRÓPRIAS”

Nota afirma que João Eudes é o indicado a vice prefeito na nova chapa e defende aliança PT com PSD.

POR AILTON RODRIGUES

Hildemar Peixoto (PT) e Renato de Doquinha (PSD) formaram aliança ao pleito 2020.

O Partido dos Trabalhadores (PT), núcleo de São Miguel do Gostoso, emitiu uma nota neste domingo (12) em resposta a nota publicada pelo PL local no último sábado (11).

Na visão do PL, segundo a sua presidente Elba Alves, o PT não manteve a reciprocidade da aliança que os partidos PL, PPS, PCdoB, PSB e PHS fizeram em 2018 na eleição de Fátima Bezerra ao pleito vigente e “apoiou um projeto político que a pouco tempo rejeitava fortemente”. Por isso, Elba apresentou uma carta de demissão do cargo que ocupava no Governo do Estado até então.

Em resposta a essas declarações, Hildemar Peixoto, presidente do PT local, afirmou que o “partido tem história é identidade próprias” e que as alianças são fundamentadas em “compromissos programáticos, em ideias e ações para a Melhoria de Vida
de toda a população”. Também o pedido de demissão foi creditado, segundo ele, a uma possível candidatura de Elba Alves para a prefeitura de São Miguel do Gostoso.

Além disso, na nota é reforçado a proposta da apresentação de João Eudes como candidato a vice prefeito na chapa citada. Veja a nota na íntegra:

NOTA à sociedade local e regional


O PT de São Miguel do Gostoso, em respeito à população e ao seu direito de acesso à verdade dos fatos, vem a público esclarecer algumas lacunas e equívocos constantes da Nota do PL local, originalmente publicada em 11/07/2020 no respeitado blog “O Contador de Causos”, nos seguintes
termos:

01. Como é do conhecimento de todxs, relembramos que nosso partido tem história e identidade próprias, bem como bases social e militante sólidas, encarnadas nos anseios do povo
trabalhador de Gostoso, do RN e do Brasil. Coerente com nossa tradição democrática e republicana, dialogamos sobre Política e Melhoria de Vida, de igual pra igual, com todos os partidos e lideranças que demonstrem compromisso com esta mesma premissa e que nos respeitem e valorizem nossas experiências e contribuições técnicas e políticas;

02. Por isso, entendemos que reciprocidade e coerência de apoios e alianças políticas devem estar
fundamentadas em compromissos programáticos, em ideias e ações para a Melhoria de Vida de toda a população. Nesta base de premissas, em 2012 e 2016 apoiamos candidatos do PL, e/ou por este indicados, à prefeitura de Gostoso. No entanto, para as eleições deste ano, o PL foi o único partido que não demonstrou interesse em dialogar de forma efetiva e produtiva conosco sobre questões programáticas e/ou políticas. Por outro lado, dialogaram conosco, por várias vezes, do começo deste ano para cá: o Solidariedade, o PMDB e, recentemente, o PSD. Importante destacar que a presidência do PL foi devidamente comunicado, por esta presidência partidária, sobre cada um desses diálogos com os supracitados partidos, à medida em que estes
foram acontecendo;

03. Desta forma, e com a autonomia partidária que nos compete, analisamos e chegamos à conclusão que a melhor forma de promover projetos de desenvolvimento e melhoria de vida
dos gostosenses seria potencializando as parcerias entre os governos estadual e municipal. A aliança política local entre PSD e PT, conforme já informamos em uma primeira nota pública, chegou pra qualificar, ampliar e intensificar os benefícios dos nossos munícipes nas políticas públicas de agricultura, educação, saúde, segurança, turismo, economia solidária, dinamização econômica e inclusão social no rumo da sustentabilidade;

04. Por tudo isso já exposto, reafirmamos nossa aliança com o PSD, na qual estamos compondo a futura chapa majoritária, com o nome do jovem rural João Eudes como pré-candidato a vice, a convite dos atuais: prefeito, Renato; e vice-prefeito, Azenate. Informamos ainda que publicaremos nas próximas semanas um balanço das ações e projetos de políticas públicas já implementados nesse primeiro mês da referida aliança política;

05. Por último, entendemos que a Nota do PL ainda omite a informação mais importante. O óbvio ululante: a presidente do PL apenas se desincompatibilizou do cargo comissionado que ocupava no governo estadual para concorrer à prefeitura de Gostoso.

Hildemar Peixoto de Vasconcelos – Presidente do PT – São Miguel do Gostoso/RN

Nós continuamos de olho.