O INVISÍVEL 19

POR ARICLENES SILVA

20120202112734_1200_675_-_invisivel

Como algo infinitamente microscópico consegue afetar tanto a humanidade? Ninguém tem privilégios, como assim? Nem mesmo o homem mais rico, nem o mais inteligente, o mais belo, o mais forte, o branco, o negro, nem mesmo o concursado ou desempregado, tão pouco o graduado. Não existe distinções de gêneros sexuais, ele não escolhe religião, país desenvolvido ou não, todos podem ser afetados, Todos!

Agora somos iguais? É isso? Não, o invisível provavelmente não irá transformar tanto a humanidade.

Mesmo não aceitando o outro, fingindo muitas vezes aceitar sua existência, é preciso a colaboração do próximo, por mim, por ele e por todos. Mas, como em todos os aspectos históricos, sociais e culturais, sempre há o elo frágil, o menos importante, a desculpa para uma dúvida, a resposta para a sobrevivência do meu eu, do meu ego, da minha falta de humanidade, pela minha falta de espírito, pela falta de respeito ao próximo, ao meu futuro, pela falta de respeito aos meus pais, AOS MEUS AVÓS os responsáveis pela minha existência…

“Morreu mais um, tudo bem, ele se enquadrava no grupo de risco, normal, já era esperado”.

Por favor, por favor, que falta de humanidade, de respeito pela vida, pelo outro. Provavelmente um animal tenha mais amor no coração. Ninguém tem um parente, um irmão, pai ou mãe nesse grupo de risco? Você não os AMA???

A regra de sobrevivência é o afastamento social, sem abraços, sem beijos, sem apertos de mãos, sem sex… São 2 metros de distancia, não 2 centímetros. Eita, nosso desejo mais animal, o mais puro dos físicos, agora privado. Um desejo que até mesmo a máquina mais perfeita, o cérebro, não consegue controlar. Vamos em frente…

Em hipótese alguma se esqueça de lavar as mãos, lave com a maior frequência que você puder, de preferencia com álcool 70% ou sabão e não toque no rosto, difícil controlar, mas evite.

É preciso se afastar do “invisível”, ele precisa do nosso organismo para se manter vivo, mas ao entrar poderá superar sua imunidade e consumi-lo até a morte, assim colocando um ponto final em todo o seu EU. Se a vida é justa ou não, a resposta não cabe a mim, mas independente da idade, sendo do grupo ou não de risco, alguns morrerão, outros não. Por isso a importância do trabalho em conjunto pensando no bem de todos, sem querer determinar o seu destino nem do outro. Lembre-se, você não está vendo, ele é “invisível”, e nunca esqueça você não é DEUS!!! Mas ore com a mesma importância que está dando para lavar as mãos hoje.

O método mais eficaz seria ficar em casa, se distancia da relação social e ambientes físicos que possam proliferar o 19. Dessa forma ganhar tempo para o desenvolvimento de uma vacina que possa nos tornar autoimunes. Essa é uma recomendação em comum acordo feito pelos médicos e especialista de diversas partes do planeta, como não levar essa opinião a serio? Impossível. Seria mentir, afirmar que a rotina aprisionado em seu castelo é algo divertido… Não mesmo, mas altamente necessário!

Aproveite esse tempo para se aproximar de você mesmo, dos seus propósitos nessa vida, volte a desenhar, a pintar, escrever seu livro, aprenda um novo idioma, aprenda a tocar violão ou outro instrumento musical, assista um anime, um documentário, um serie nova, exercite seu corpo, escreva no caderno seus sonhos. Mas não pare e nem perca a esperança! Planeje sua volta ao mundo, menos preconceituoso, mais justo, menos egoísta, menos arrogante, menos hipócrita, mais generoso, mais humilde, mais político social e menos partidário, mais consciente ambientalmente!

“Nessa vida não somos imunes a nada, e expostos a tudo”