O CONTADOR VIU: PARA TODOS OS GAROTOS QUE JÁ AMEI

Filme abusa dos clichês e apesar de ser uma trama agradável, não tem profundidade  no conflito dos personagens.

POR AILTON RODRIGUES
NATAL/RN

ptogqja
Lara Jean (Lana Condor) e Peter (Noah Centineo).

Adaptar livros e contá-los na linguagem cinematográfica sempre criam expectativas nos leitores, desta vez a Netflix buscou fazer isso com a obra de Jenny Han e  acertou em cheio se queria agradar os jovens: o filme Para Todos os Garotos que já Amei pega o público teen em cheio, mas peca na profundidade dos personagens.

No enredo, uma jovem escreve cartas para seus amores, mas não tem coragem de as enviar. Um dia, elas misteriosamente são enviadas e a partir disso começa o dilema da personagem principal Lara Jean (Lana Condor) que ainda envolve sua família e a escola onde grande parte do enredo se passa. Bom, assistindo ao filme dá para perceber porque ele virou um best seller, até porque a comédia que é inserida deixa tudo muito leve e com um tom agradável. Típico daqueles filmes estilo Sessão da Tarde.

To All Of The Boys I've Loved Before
As irmãs de Lara Jean: Margot (Jahel Parrish) e Kitty (Anna Cathcart).

Esta adaptação de Sofia Alvarez, dirigido por Susan Johnson, também tem um artificio interessante de dinamizar as imagens, porém peca na profundidade dos personagens. Nenhum conflito é tratado com seriedade, apenas mencionado e abordado com superficialidade. Além disso, os clichês são gritantes como são os casos do pai atencioso, do triângulo amoroso e da amiga inseparável.

Minha dica é que você assista ao filme, mas prepare-se para um final óbvio.

Até qualquer hora!

 

Autor: Ailton Rodrigues

Técnico em Informática (IFRN), que adora esportes e jornalismo, estando sempre disponível para bons papos. Coordenador de Comunicação do clube de futebol TEC (Tabua Esporte Clube), membro do Conselho do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), comunicador da Mostra de Cinema de Gostoso. Atualmente aluno de Licenciatura em Pedagogia (UFRN).