NÃO É INVERSÃO, É AMPLIAÇÃO DE VALORES

POR FÁBIO CHAP

ladrao-tatuado

Quando a vida de alguém que cometeu um crime é tida como uma vida importante e dizemos que, mesmo esse criminoso não pode ser torturado, assassinado, isso não chama inversão de valores. O nome correto é AMPLIAÇÃO de valores.

Tem que ser bem cínico pra acreditar que quando defendemos a vida de um (criminoso), estamos ignorando a vida de outro (inocente). Eu poderia te linkar mil notícias em que pessoas não criminosas foram ajudadas pela sociedade das mais diversas formas possíveis; com vaquinhas, com revolta nas redes sociais, etc, etc, mas certamente vc não enxergaria. Você não quer enxergar. Só quer espumar contra quem decidiu amar a humanidade um pouco mais que você.

Sabe quem, 2000 anos atrás, foi crucificado por pensar além do “cidadão de bem”? Dica: começa com J e você vai todo domingo na igreja fingir que ouve algo do que ele falou e dos valores que ele deixou.

Portanto, inversão de valores é o que você faz com as palavras d’Ele. O que gente faz é só dar continuidade ao que ele fez: Ampliar valores. Defender a vida. Amar a humanidade.

Se não estivesse cego pela raiva, você nos entenderia.

**

Autor: Ailton Rodrigues

Técnico em Informática (IFRN), que adora esportes e jornalismo, estando sempre disponível para bons papos. Coordenador de Comunicação do clube de futebol TEC (Tabua Esporte Clube), membro do Conselho do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), comunicador da Mostra de Cinema de Gostoso. Atualmente aluno de Licenciatura em Pedagogia (UFRN).