SUCESSO COMPROVADO

Em entrevista coletiva o locutor e um dos idealizadores do programa Tear Cultura, Alessandro Amaral, faz um mapa do aniversário de um ano de sucesso.

Alessandro Amaral na festa de 1 ano do programa Tear Cultura.
Alessandro Amaral na festa de 1 ano do programa Tear Cultura.

Um programa que atraísse principalmente os jovens e levasse os mais variados tipos de cultura a todas as comunidades de São Miguel do Gostoso. Esse era o principal objetivo do programa Tear Cultura.

Se esse objetivo foi alcançado? O resultado foi muito mais que positivo e culminou com o seu aniversário de um ano. O locutor e um dos comandantes, Alessandro Amaral, conhecido também como Alex, cedeu a imprensa uma entrevista coletiva onde fala exatamente da aventura de comandar o programa.

Nascido em 13 de julho de 2013, o programa Tear Cultura finalmente havia saído do papel. Desde a gestão anterior, o projeto vinha guardado até que então a rádio comunitária 87,9 FM foi inaugurada e assim o programa pode também ser lançado.

Alex se propôs a ser locutor em conjunto com Acássio Melo e assim pôde treinar ainda mais essa modalidade de jornalismo, uma vez que já havia trabalhado na FM Tropical nos anos 1998 e 1999 por convite do radialista João Saraiva. Com o tempo Acássio saiu da bancada e Alex partiu no comando solo até hoje.

Vejamos mais alguns pontos desse bate papo.

Contador: Qual o diferencial do Programa Tear Cultura?

Alex: Com certeza é a linguagem jovem e sem falar nas músicas de culturas diferentes. Também conta-se muito a prestação de serviços.

Contador: O que lhe motiva?

Alex: Me motiva contribuir com a comunidade e ver a cultura chegar a mais pessoas.

Contador: Com que ritmo você mais se identifica?

Alex: Eu sou até suspeito para falar porque sou muito influenciado pelos esportes radicais, gosto muito de rock, hip-hop e reggae.

Contador: Há outros tipos de proposta na grade do programa?

Alex: Depois que foi idealizado pelo CDHEC outros propósitos foram justamente o de difundir as ideias da ONG. Assim como promover direitos humanos e cidadania mesclando com o entretenimento.

Contador: Quais os projetos para o futuro?

Alex: Passar o programa para os jovens e formar assim novos radialistas. Ao colocar eles no comando estaremos construindo novos formadores de opinião e isso é bom.

Com toda a repercussão positiva do programa, Alessandro também comanda uma oficina de jornalismo no Espaço Tear. Isso só comprova que pelo visto em tudo que ele se envolve vira sucesso. Parabéns.