Arquivo da tag: Jubenick

ELEIÇÕES 2020: SOLIDARIEDADE CONFIRMA 11 NOMES PARA DISPUTA GOSTOSENSE

Além de Jubenick como prefeito, nove vereadores mais o vice foram confirmados na composição da chapa.

POR AILTON RODRIGUES

11 nomes compõem a chapa do partido Solidariedade para o pleito 2020.

O partido Solidariedade confirmou em sua convenção partidária 11 nomes para a disputa das eleições municipais em São Miguel do Gostoso, o evento aconteceu na tarde desta segunda-feira (07) no distrito do Antônio Conselheiro.

Com um caráter intimista, foram reunidas cerca de 35 pessoas em um espaço aberto e o detalhe foi justamente ser a primeira vez na história que uma convenção foi realizada nos distritos.

O nome de Jubenick foi efetivado para a disputa do cargo de prefeito, a grande expectativa era o nome do vice e assim foi revelado que o empresário Fábio Chantilly assumirá essa posição na chapa. Fábio é dono de uma pousada localizada na Praia da Xepa, a Pousada Chantilly.

Jubenick terá a companhia de Fábio Chantilly como vice para composição da chapa.

Para os vereadores serão nove nomes, a grande maioria proveniente dos distritos e praticamente todos disputarão a corrida eleitoral pela primeira vez. Outro detalhe é que a tônica de serem o que denominam de verdadeira oposição e atacar o que classificam como oligarquia de revezamento de poder esteve presente em todos os discursos.

“Todos os pré candidatos aqui, estão compondo uma verdadeira oposição. Ficaram aqui comigo as pessoas que querem um São Miguel do Gostoso melhor”

Disse Jubenick sobre os seus candidatos a vereador.

Os nomes elencados para disputa dos cargos de vereador foram: Cícero Garcia, Geovane Belo, Seissa Modesto, Irmão Anísio, Robson Matias, Sandriely Leite, Naldivan Fernandes, Erivan Bebéu e Wiliana Garcia.

Dentre as principais propostas de Jubenick estão a criação de uma escola técnica municipal e a distribuição de 25% do recurso próprio arrecadado da prefeitura para investimento em turismo. Além disso, ele propõe a implementação do patrulhamento rural e assessoria para agricultura e pesca.

As próximas convenções partidárias estão agendadas para os dias 12 (PCdoB, PL e PSB), 13 (PSD) e 15 (MDB) todas sendo realizadas na sede do município.

Até qualquer hora.

EM ENTREVISTA, TIQUINHO DOS ANJOS SE DEFENDE DAS CRÍTICAS E JOGA APOIO DE JOÃO WILSON PARA RENATO DE DOQUINHA

Pré-candidato pelo MDB, Tiquinho dos Anjos foi leve nas indagações sobre seu papel em gestões anteriores e colocou apoio de João Wilson para o atual prefeito.

POR AILTON RODRIGUES

equipe tiquinho
Equipe de Tiquinho dos Anjos nos bastidores do programa Mesa Redonda.

O convidado desta quinta-feira (30) para o programa Mesa Redonda do canal do YouTube Fala Meu Povo foi Tiquinho dos Anjos (MDB) que pretende disputar o principal cargo do executivo gostosenses nestas eleições municipais.

Primeiramente a tônica da entrevista foi envolvida em defesas de Tiquinho sobre os cargos que ele assumiu durante os 18 anos ao qual ele esteve atuando em gestões anteriores, onde assumiu os postos de Instrutor do PETI na gestão João Wilson (2001 – 2004), Secretário da Assistência Social durante o mandato de Fafá (2012 – 2015) e foi nomeado Assessor de Gabinete / Agente de Desenvolvimento na gestão atual de Renato de Doquinha (2016 – 2019).

Sobre sua saída do lado de Renato ele apenas apontou dados que considerou como causas para a ruptura. O primeiro foi a disputa dos agricultores e pescadores na busca do Seguro Defeso e Garantia Safra que causou desgaste e o segundo ponto foi os resultados da educação municipal que até o momento são a principal dor de cabeça da gestão.

Só para contextualizar, as demandas de aprovação nos IFs caíram, o IDEB também teve sua primeira queda desde que o índice começou a ser medido no município e o próprio Tiquinho apontou um dado ao qual Gostoso aparece na última posição dentre os potiguares em um ranking de taxa de analfabetismo.

Sobre a composição da sua chapa, não há quase nada decidido. Foram mostrados alguns nomes para vereadores, ele disse que não há a certeza do vice, mas que já há nomes no páreo. Outro detalhe foi o apontamento que apenas um secretário da época de Fafá continua junto com Tiquinho, que é o conhecido Neto da Saúde.

Quanto aos pontos fracos dos seus adversários, Tiquinho se esquivou da resposta e disse que a população fará isso, mas foi nesse momento que ele rebateu a crítica que Jubenick o fez quando disse que ele era projeto do polêmico ex-prefeito João Wilson:

“Não sou projeto de João Wilson, tomei esta iniciativa [de se candidatar] com muita inteligência, pensando na população. Todos já sabem que João Wilson apoia hoje Renato de Doquinha”, declarou Tiquinho.

Nós continuamos de olho. Até qualquer hora!

PRÉ CANDIDATO A PREFEITO JUBENICK PEREIRA CEDE ENTREVISTA E PROMETE OPOSIÇÃO FORTE A OLIGARQUIAS

Entrevista ao canal do Youtube Fala Meu Povo teve pontos de explanação das ideias do pré candidato Jubenick Pereira do partido Solidariedade.

POR AILTON RODRIGUES

jubenick fala meu povo
Pré candidato, Jubenick Pereira (com o microfone), cedeu entrevista a Paulo Santana (camisa cinza) nesta terça-feira (14).

O pré candidato a prefeito de São Miguel do Gostoso, Jubenick Pereira, cedeu uma entrevista ao programa Mesa Redonda do canal do Youtube Fala Meu Povo nesta terça-feira (14) e explanou suas principais ideias para disputar o pleito de 2020. Na ocasião, o debate foi mediado pelo apresentador Paulo Santana e foi veiculado pelas plataformas digitais como Youtube e Facebook.

Dentre os principais pontos que pretende lutar caso seja eleito, Jubenick defendeu quatro áreas prioritárias no seu plano de governo que são segurança pública, educação, saúde e geração de emprego / renda. Ao falar sobre eles o pré candidato citou exemplos da atual gestão ao qual pretende erradicar e deixou claro que educação e saúde serão as áreas chave.

Todavia, o que ficou evidente no programa político estipulado pelo ex-vereador é que ele travará uma luta contra o que chama de oligarquia da família Teixeira-Neri ao qual ele enfatiza que fica em constante revezamento no poder público e o toma como ‘herança’:

“Todos os candidatos que disputaram a prefeitura, com exceção de 2004, todos foram da família Teixeira-Neri (…) Tem um detalhe que a população de São Miguel do Gostoso entenda: Isso é uma estratégia da família para se manter no poder (…) para eles a prefeitura é uma herança”

COMPOSIÇÃO DA SUA CHAPA

A composição da chapa de Jubenick Pereira ainda está em formação. Sobre um provável nome como vice, o pré candidato disse que tem alguns nomes em mente, mas que não havia nada fechado. Todavia, o grande perfil procurado pelo partido é que a pessoa venha do centro urbano da cidade e que seja preferencialmente feminino.

Quanto aos vereadores, foram apresentados alguns nomes para disputa do pleito. Dentre eles se apresentaram no programa Seissa Modesto, Pedro Arthur, Cícero Garcia, Wiliane Garcia, Cledna Borges, etc.

AS GRANDES SAÍDAS: PT E ANTÔNIO CONSELHEIRO

Os questionamentos que causaram um certo desconforto na entrevista foi em relação as saídas de Jubenick de momentos que marcaram sua história na carreira política, ou seja, a sua partida meio abrupta do Partido dos Trabalhadores (PT) em 2016 e do distrito do Antônio Conselheiro, que era até então seu reduto eleitoral.

Em resposta, Jubenick apontou que precisou deixar a comunidade que estava para crescer e trabalhar na busca de se sustentar, bem como buscar o sustento dos seus filhos. Ainda apontou que se estivesse por lá não conseguiria ser pré candidato a prefeito, mas enfatizou que nunca esqueceu de onde veio e pretendia um dia voltar.

Já sobre sua saída do PT, após o pleito de 2016 onde nenhum dos quatro candidatos a vereador na época conseguiram se eleger, o clima não estava bom e ele se via frente em duas situações: ou lutava pela presidência do partido ou o deixava. Com isso, ele preferiu se ausentar e em uma proposta feita pelas redes sociais conheceu o Deputado Estadual Kelps Lima ao qual pode criar a célula do partido em Gostoso.

OS PRINCIPAIS ADVERSÁRIOS EM 2020

Ao ser questionado sobre quais seriam os pontos fracos dos seus principais adversários no pleito em 2020, Jubenick não foi específico, mas apontou situações que complicariam as suas candidaturas.

Sobre Tiquinho dos Anjos, Jubenick não o considera como um candidato real, inclusive durante sua resposta o colocou como duas posições distintas muito por causa do partido ao qual Tiquinho defende que é o PMDB. O pré candidato revelou que havia dito ao próprio Tiquinho:

“Ou Tiquinho é um projeto de João Wilson e está enganando o povo, igual fez Paulo Roberto em 2012 e Renato Teixeira em 2016 ou no PMDB, ele não será candidato a nada”, declarou.

Sobre Miguel Teixeira, o principal complicador seria a aprovação da sua candidatura no Tribunal de Contas do Estado, mas ainda relatou que acredita que Miguel será aprovado e avança para a disputa da campanha.

Quanto a Renato de Doquinha, Jubenick foi mais incisivo:

“Ele tem um acúmulo de coisas que atrapalham”, enfatizou.

Ao complementar a resposta ele abordou que Renato se elegeu em 2016 prometendo empregos a muitas pessoas e que isso provavelmente o faz ter dificuldades de dormir atualmente. Além disso, contou muito com dinheiro de terceiros para conquistar seu pleito e que esse desgaste deixaria muito difícil de conseguir mais de 50% dos votos gostosenses.

Para a próxima edição do programa o apresentador convidou Tiquinho dos Anjos para debater suas propostas.

O Contador continua de olho nas eleições 2020. Até qualquer hora!

ESPECULAÇÕES PARA AS ELEIÇÕES 2020 JÁ COMEÇAM EM GOSTOSO

Sucessão da atual gestão já tem alguns nomes no centro das rodas de conversa.

POR AILTON RODRIGUES
TABUA, S.M. DO GOSTOSO/RN

sao-miguel

As eleições municipais serão apenas em outubro de 2020, mas as especulações para o sucessor do atual gestor, Renato de Doquinha, já começaram. Nos últimos três meses alguns nomes surgiram como possíveis candidatos e o Contador fez um resumo destas especulações aqui.

O assunto ferveu depois que um site da região resolveu montar uma enquete pedindo a opinião dos internautas para os nomes que surgiram no cenário até o momento.

Primeiramente, vamos começar com o empresário Caio Fernandes que surgiu como um dos apoiadores de Renato em 2016 e muito se especulou que poderia ser o principal candidato para 2020. Porém, recentemente em nota oficial declarou que não é e não pretende concorrer ao pleito, pedindo inclusive para que seu nome fosse retirado da enquete. De acordo com ele, São Miguel do Gostoso surgiu como um refúgio para sua fuga do estresse da cidade e não gostaria de perder isso:

“Vou continuar ajudando, mas andando pelas ruas como um amigo de todos, sempre que possível, com novas ideias (…) Seguirei pisando descalço nas areias de Gostoso”, declarou o empresário em nota.

O segundo nome que despontou nos últimos dias como uma “chuva de verão” foi de Tiquinho dos Anjos. Uma nota que saiu em alguns blogs enfatizava que o MDB o indicaria para o pleito, mas após isso ele foi desligado do cargo público que ocupava e não houve mais nenhuma movimentação. A probabilidade é que talvez ele desponte como um vice-prefeito para alguma outra chapa, mas ainda permanece como pré-candidato.

Outra opção para os gostosenses seria Jubenick, que assumiu a presidência do partido Solidariedade na cidade. Ele já se declara como pré-candidato e tem como principal motivação ser uma válvula de escape para o cenário político onde ele considera dominado pelas mesma opções.

Continuando a lista, vem o ex-prefeito Miguel Teixeira. O nome dele é citado em todos os cenários possíveis para o pleito. Em uma entrevista cedida ao Blog de Assis no mês de agosto, ele não descartou nem confirmou a intenção de ser pré-candidato, mas que a decisão partirá do grupo, embora nós já poderíamos cravar que ele estará sim na corrida de 2020:

“Fico feliz em ver meu nome sendo lembrado (…) A decisão não será só minha, eu faço parte de um grupo político, formado por pessoas que assim como eu, querem retomar o desenvolvimento de São Miguel do Gostoso”, disse ele.

Um personagem que não poderia faltar nesta lista é Zé Ari (que se denomina de ‘O Bom’). Desde muito tempo que ele se coloca como pré-candidato, usando e abusando das redes sociais para criticar a gestão e divulgar suas propostas.

Por último, mas não menos importante, a ascensão de todos estes nomes fez com que o atual gestor, Renato de Doquinha, ensaiasse uma reação. Entre elas está o aumento de gratificações e das atividades sociais nos distritos, além de requerer um esforço de articulação para trazer novos aliados. Ou seja, nos bastidores já há a certeza de que ele é um pré-candidato.

O interessante é que acredita-se que o elevado número de pré-candidaturas se deve ao enfraquecimento político do atual prefeito que enfrenta problemas na maioria das pastas, em especial na da saúde e educação que são os seus “calcanhares de Aquiles”, além da substituição contínua de aliados.

Outros nomes também apareceram, todavia por enquanto estes são os mais lembrados pelos gostosenses. Nós continuaremos de olho.

Até qualquer hora!