Arquivo da categoria: Cultura

DESTINO COLETIVO

“Deixa de conversa e passa o filme…”

RICARDO ANDRÉ
NATAL/RN

Imagine um jogo audiovisual com a participação de seis diretores, vinte e seis atores, dez produtores, seis roteiristas, dezenas de técnicos e um tema: O Dia Seguinte – Cinco histórias que só acabam amanhã.

Imaginou?! A partir de uma vontade de experimentar um processo colaborativo de cinema, foram formamos cinco grupos de trabalho através de sorteio. Cada grupo, um desafio: produzir um curta-metragem de 10 minutos, sob um mesmo tema. Os cinco curtas juntos formam um longa.

Pois essa é a proposta do Destino Coletivo: fomentar o cinema potiguar através de um jogo. Um jogo que já se transformou na maior reunião de profissionais do audiovisual norte-rio-grandense em torno da livre exercício cinematográfico.

Com reuniões sendo realizadas desde fevereiro, o Destino Coletivo é formado por free-lancers do audiovisual e p integrantes de grupos e coletivos sediados na cidade do Natal/RN, como: Bololó Cia de Teatro, Clowns de Shakespeare, Caboré Audiovisual, SEM Cia de Teatro, Set Box, Elenco Mosh, Interrompido Cia. de Teatro, Touché Produções, Grupo Carmim, Zoon e Grupo Estação.

A meta do grupo é estrear na segunda quinzena de outubro e passar uma semana em cartaz em um cinema de Natal/RN. O projeto também pretende circular por todas as mostras e festivais de cinema que se fizerem possíveis, dentro e fora do Brasil.

Essa é proposta do Projeto Destino Coletivo. Para maiores informações, sinopse dos filmes e formas de apoiar o projeto acesse https://www.catarse.me/pt/destinocoletivo#about.

Será teremos essas feras na 3º Mostra de Cinema de Gostoso? Vamos aguardar as cenas do próximo capítulo no O Contador de Causos.

C<<…

GOIAMUM AUDIOVISUAL

Mato Grande se manifesta na cena do audiovisual no Rio Grande no Norte e inscreve quatro filmes para o Festival Goiamum Audiovisual.

RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

goiamum

MOSTRAS COMPETITIVAS 

As inscrições para a Curta Goiamum – Mostras Competitivas de Curta-Metragens de Natal (Programas Nacional e Estadual), encerradas no último dia 25, surpreendeu a organização do festival. No total, foram recebidos 447 filmes de várias partes do Brasil e até do exterior. São Paulo foi o estado com mais inscritos (97), seguido do Rio de Janeiro (65) e do Rio Grande do Norte (51). Também se inscreveram realizadores dos Estados Unidos (3), México (2), Cuba (1), Argentina (1) e Portugal (1).

A lista completa de inscritos por estado ainda tem Ceará (25), Pernambuco (24), Paraná (24), Espírito Santo (24), Goiás (21), Santa Catarina (20), Minas Gerais (20), Bahia (19), Rio Grande do Sul (14), Paraíba (12), Pará (7), Pará (7), Distrito Federal (5), Mato Grosso do Sul (3), Amazonas (3), Maranhão (2), Alagoas (2), Piauí (1) e Sergipe (1).

Os inscritos no Rio Grande do Norte foram das cidades de Natal (37), Mossoró (1), Angicos (1), Campo Grande (1), Baía Formosa (2), Macaíba (1), São Miguel do Gostoso (3), João Câmara (1) e Currais Novos (1).

O Goiamum Audiovisual 2015 é realizado com o apoio da Prefeitura do Natal, através do edital Cine Natal, da Fundação Capitania das Artes – Funcarte.

SÃO MIGUEL DO GOSTOSO NA TELONA

Cena do Filme "O Contador de Causos" (2013)
Cena do Filme “O Contador de Causos” (2013)

Os três filmes curta metragem inscritos para o Goiamum Audiovisual oriundos de São Miguel do Gostoso (RN) são fruto do trabalho do Espaço Tear (CDHEC) e Heco Produções, através dos Cursos de Formação Técnica e Audiovisual, que fazem parte do projeto da Mostra de Cinema de Gostoso. Os filmes inscritos foram “O Contador de Causos” (2013), curta de ficção que conta a origem do curioso nome da cidade de São Miguel do Gostoso; “Promessas” (2014), curta documentário que relata o drama da comunidade da Praia do Marco com a transferência do Marco do Descobrimento para a Fortaleza dos Reis Magos; e “Entre Lonas” (2014), curta de ficção que mostra a difícil rotina de um garoto que tenta conciliar o trabalho e os estudos.

Turma do Curso de Formação Técnica e Audiovisual
Turma do Curso de Formação Técnica e Audiovisual

João Câmara (RN) surge nessa edição do Goiamum Audiovisual com o curta de ficção “O Menino da Cacimba” do produtor e professor gostosence Rodrigo Ribeiro.

Informações em http://www.goiamumaudiovisual.com.br

PASSO A PASSO: VIA SACRA É ENCENADA EM SÃO MIGUEL DO GOSTOSO

Grupo de teatro Nós Na Rua e a Pastoral da Juventude vai percorrer quase um quilômetro mostrando toda a dor de Jesus do seu julgamento à ressurreição. Ensaios aconteceram na Praia do Maceió.

POR AILTON RODRIGUES
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

viaSacraA Via Sacra será encenada no percurso da Avenida dos Arrecifes em São Miguel do Gostoso na próxima sexta-feira (03) às 19h. Um dos Espetáculos mais bonitos do mundo terá a presença de mais de 35 atores do grupo teatral Nós Na Rua e Pastoral da Juventude, como é conhecido mundialmente, contará toda a trajetória de Jesus desde seu Julgamento até sua ressurreição por 15 passagens denominadas de estações.

Este será também o primeiro evento articulado por Fernando Miranda, que é o atual presidente do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC). No ano passado, ele já havia participado da Paixão de Cristo como diretor. “Mas esse ano terá um gostinho diferente”, disse Fernando ao Contador. Nessa edição a direção esta sendo compartilhada com Cinthia Matos e o figurino ficou por conta de Jhony Ribeiro.

Os ensaios vêm acontecendo há um mês, em locais de espaço amplo, como a Praia do Maceió, para que os atores consigam ter uma noção do espaço cênico que terão no dia da apresentação. A saída está programada do prédio do Espaço TEAR e a chegada na frente da Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo, totalizando assim quase um quilômetro de percurso.

Maria Auxiliadora (Maria) e Jhonny Ribeiro (Jesus) nos últimos ensaios antes da Via Sacra.
Maria Auxiliadora (Maria) e Jhonny Ribeiro (Jesus) nos últimos ensaios antes da Via Sacra.

Fernando também contou ao Contador que quer o público acompanhando junto dos atores como se fizessem parte da apresentação, “espaço e tempo de apresentar nós temos para proporcionar isso. O público junto da gente dará mais fidelidade e emoção ao espetáculo”, revela o presidente.

O Contador vai prestigiar o evento e conta para você o que aconteceu.

Até lá!

FERNANDO MIRANDA É O NOVO PRESIDENTE DO CDHEC

Escolha foi feita nesse último fim de semana e cargo máximo da entidade fica com “um grande articulador”, segundo companheiros.

POR AILTON RODRIGUES
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO.

Fernando Miranda na encenação do Auto de Natal 2014.
Fernando Miranda na encenação do Auto de Natal 2014.

Nem oito, nem 80. Essa frase pode sintetizar como será o mandato de Fernando Miranda (22 anos) na presidência do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), graças ao perfil que foi desenhado ao Contador pelos seus amigos.

Fernando assumiu a função neste último domingo (08) após Alessandro Amaral ter renunciado. A história dele no ramo social já vem de longa data e sempre entrelaçada ao CDHEC e ao Espaço Tear. Começou no grupo de teatro Nós Na Rua em 2008, passou um bom tempo até que por motivos pessoais afastou-se das atividades em 2010, retornando pouco tempo depois.

Assumiu cargo no Conselho Fiscal do CDHEC em 2013 e os atributos só cresceram nesse meio tempo, vejamos: aluno das Oficinas de Jornalismo e Fotografia; diretor do espetáculo “Paixão de Cristo” (2014 e 2015) e produtor do projeto “CinePonto Distritos” (2014).

Para quem lembra ele ainda recebeu o prêmio Ponta do Santo Cristo de protagonismo juvenil no ano passado em meados do Auto de Natal que você acompanhou aqui (veja matéria).

Fernando também é ator do grupo Nós Na Rua.
Fernando também é ator do grupo Nós Na Rua.

O Coletivo assume grande importância municipal por ser hoje a principal organização que promove cultura em Gostoso nos últimos anos, tornando-se referência.

Alguns membros do CDHEC falaram sobre Fernando, confira:

“Eu vejo ele como um presidente que vai sempre procurar o melhor para o Tear e para o CDHEC, a partir do momento em que já temos essa caminhada e esse trabalho (…) Acho que ele amadureceu muito e está mais do que preparado para assumir esse cargo. As qualidades são inúmeras e entre elas vejo o espírito de liderança, sempre querendo que as coisas aconteçam. A força de vontade dele vai fazer com que toque a ONG da melhor forma possível”.

– Cinthia Matos (Coordenadora do Ponto de Cultura e Membro do CDHEC).

“A expectativa da direção dele é que consiga implementar uma nova política no CDHEC que é realmente trabalhar com o coletivo, valorizando as habilidades de cada membro, acho isso fundamental. Há algumas ressalvas pelo fato dele ser muito jovem, mas a diretoria (principalmente os fundadores) pensaram exatamente nisso, numa pessoa que fosse da base de formação do Tear, que fosse jovem e que fosse de Gostoso. Nessa perspectiva Fernando foi um dos nomes indicados e a plenária acreditou nele. Acredito que vai ser uma boa gestão, mas se ele conseguir a política do trabalho coletivo como expressei antes”.

 – Ricardo André (Tesoureiro do CDHEC).

O Contador deseja boa sorte para o novo presidente e que ele tenha uma boa gestão porque nós estamos de olho. Até a próxima!

GRUPO DE TEATRO NÓIS NA RUA REALIZA TRAVESSIA POÉTICA

O Grupo de Teatro Nóis na Rua (Ponto de Cultura TEAR) realiza na Região do Mato Grande o Projeto Travessia Poética.

Por Ricardo André
São Miguel do Gostoso/RN

estandarte_070x120

O setor da Cultura no Rio Grande do Norte inicia o mês de Março com a Travessia Poética: Semana Potiguar de Poesia. O evento será realizado em treze municípios entre os dias 08 e 15, pela Fundação José Augusto em parceria com as Secretarias de Políticas para Mulheres e da Juventude. A ideia é reunir as comemorações do Dia Internacional da Mulher (08) e da Poesia (14) com a participação efetiva dos jovens. Natal, Mossoró, Caicó, Currais Novos, Santa Cruz, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Janduís, Campo Grande, Parelhas, Lajes Pintadas, São Miguel do Gostoso e Touros estão no mapa da programação que conta com shows, saraus, mesas redondas, oficinas, mostra de cinema, feiras e lançamentos de livros.

Entre os convidados estão os poetas Zé Martins (RN) Lau Siqueira (PB), além de apresentações de Khrystal (RN) e Tibério Azul (PE). Apoiam a iniciativa Sebrae, Prefeitura de Mossoró, Associação Cultural Casa do Cordel, Associação dos Amigos do Beco da Lama e Adjacências (Samba), Sociedade dos Poetas Vivos e Afins (SPVA), Movimento Pro-Cultura do RN, Grupo de Teatro Nóis na Rua (Ponto de Cultura TEAR), Associação Ciranduís, Grupo Pedu Breu, Cia. Bagana de Teatro, Associação de Poetas de Santa Cruz (Apoesc), organização União do Sobrado, Casarão da Poesia, Secretaria de Cultura da Paraíba, Jovens Escribas e Instituto Federal do Rio Grande do Norte.

Grupo de Teatro Nóis na Rua

Na região do Mato Grande a festa da poesia ficou por conta do Grupo de Teatro Nóis na Rua (Ponto de Cultura TEAR), que realiza intervenções nas cidades de São Miguel do Gostoso/RN e Touros/RN, nas feiras livres e escolas estaduais. A proposta do grupo mescla poesias conhecidas, música popular e o melhor do teatro de rua.

Programação:

Dia 10 de Março, apresentação na feira pública de Touros/RN às 9hs.

Dia 10 de Março, apresentação na Escola Estadual Prof.ª Isabel Barbosa Vieira, localizada em Touros/RN às 11hs.

Dia 11 de Março, apresentação na Escola Estadual Olímpia Teixeira, localizada em São Miguel do Gostoso às 19hs.

Dia 16 de Março, apresentação na feira de São Miguel do Gostoso/RN às 10hs.

FOI OUTRO NÍVEL: LANÇAMENTO DA REVISTA GUAJIRÚ E PRÊMIO CDHEC AGITAM NOITE DE SÃO MIGUEL DO GOSTOSO

Com apresentações culturais e “estilo Oscar” na premiação, evento lotou o Centro de Cultura com direito a presença do Presidente da Fundação José Augusto.

POR AILTON RODRIGUES
CENTRO DE CULTURA, S.M. DO GOSTOSO.

Nesta quarta-feira (04) aconteceu no Centro de Cultura o lançamento da 4ª edição da Revista Guajirú e a 2ª edição do Prêmio CDHEC de Responsabilidade Socioambiental idealizadas pelo próprio CDHEC (Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania) e Espaço TEAR.

Os eventos conseguiram atingir um expressivo público de 150 pessoas (número estimado) para um auditório que suportava apenas 90 pessoas sentadas. Entre todos destaca-se a presença do presidente da Fundação José Augusto, Rodrigo Bico; a prefeita municipal, Maria de Fátima, o presidente da Câmara Beto de de Agotinho, o vereador Zé de Luzenário, a Secretária de Educação Izabel de Matos, o Pe. Fabio dos Santos, um dos fundadores do CDHEC, além de várias ONGs e representantes de pousadas e restaurantes.

Hall de entrada do Centro de Cultura. (Foto: Valmiro Zuno)
Hall de entrada do Centro de Cultura. (Foto: Valmiro Zuno)

Aliás já virou marca registrada do Coletivo promover uma maratona de atrações em uma noite e dessa vez não foi diferente. Teve desde debates até coquetel, confiram um resumo de tudo o que aconteceu ontem:

DEBATE

Amantes de cultura foram privilegiados no pré-evento, às 18 horas, por uma palestra que discutia exatamente a importância e a situação deste ramo no estado do Rio Grande do Norte e seus municípios. Com mediação de Rodrigo Bico, além de outros importantes nomes, como Teotônio Roque, Membro da Comissão Nacional de Pontos de Cultura, representantes dos municípios de Macaíba, Parazinho, Pedra Grande, Natal e Parnamirim. O debate que serviria de introdução ao evento principal acabou se tornando um dos pontos altos da noite.

Rodrigo Bico, Presidente da Fundação José Augusto (Foto: Heldene Santos)
Rodrigo Bico, Presidente da Fundação José Augusto (Foto: Heldene Santos)

PRÊMIO CDHEC (INDICADOS E VENCEDORES)

O Prêmio CDHEC foi o próximo item no agitado cronograma que a organização do evento tinha estipulado, dentro dele havia cerca de cinco atrações dos mais diversos ramos culturais, mas nesse tópico vamos ver quem foram os indicados e quem ganhou os prêmios.

A premiação tinha quatro categorias (Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania) além de uma homenagem. Nesta segunda edição foram feitas indicações a cada categoria e descobrimos os vencedores na hora, como em um estilo Oscar, Grammy e todos esses grandes eventos de premiação ao qual conhecemos.

Na categoria Direitos Humanos os indicados foram Otoniel Baracho (CMDCA), João Roberto (AeGostoso) e o PNAIC (Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa). O encarregado a anunciar o vencedor foi o Padre Fábio dos Santos, que foi um dos idealizadores desta premiação, e entregou o troféu ao PNAIC pelas atividades desenvolvidas durante o ano de 2014 no suporte, planejamento e acompanhamento pedagógico de professores alfabetizadores (1º ao 3º ano do ensino fundamental) do Município de São Miguel do Gostoso.

Pela categoria Ecologia foram indicadas: AMJUS, ASCDEG e a Voltália. Quem anunciou o prêmio foi Ailton Rodrigues, colaborador do blog Contador de Causos e aluno da oficina de jornalismo, pela segunda vez o prêmio ficou com a AMJUS pela consolidação e ampliação das ações de defesa das tartarugas marinhas em nossa orla.

A categoria Cultura tinha como indicados Gustavo Titoto, Copel e Serveng. Na entrega do troféu o anunciante foi Rodrigo Bico que o entregou para Gustavo Titoto pela construção do Centro de Cultura, bem como a compra e instalação de todos seus equipamentos.

Na última categoria que é Cidadania os indicados eram ASCDEG e Cristiano Nunes (Associação de Karatê Shotokan). Desta vez quem enunciou o vencedor foi a prefeita Fafá e entregou o prêmio a Cristiano Nunes pela expansão do Karatê Shotokan, a implementação do esporte nas escolas municipais, a criação da Associação Gostosence de Karatê Shotokan e os resultados inéditos em competições estaduais para São Miguel do Gostoso/RN.

Cristiano Nunes, ganhador do Prêmio CDHEC - Cidadania. (Foto: Edmilza Karla)
Cristiano Nunes, ganhador do Prêmio CDHEC – Cidadania. (Foto: Edmilza Karla)

O prêmio especial de homenagem foi para Elizabete Marinho pelas suas “valiosas e silenciosas contribuições do CDHEC/Espaço Tear, que possibilitam o funcionamento da ONG”, segundo Pe. Fabio dos Santos que fez a homenagem.

PRÊMIO CDHEC (ATRAÇÕES)

As atrações da noite foram expressivas e causou variados sentimentos no público presente, foi da música à encenação e do sorriso às lágrimas.

A primeira apresentação foi o vídeo comemorativo dos 10 anos do CDHEC, data comemorada ano passado, que mostrou de forma sucinta os variados projetos deste coletivo neste pequeno espaço de tempo. Tivemos na sequência o grupo de música instrumental Só Melodia que interpretou ao som de violão, flauta e tambor grandes sucessos como Asa Branca.

A terceira apresentação foi a exibição do curta-metragem “O Contador de Causos” produzida pelo grupo Nós do Audiovisual (HECO Produções/CDHEC). Este filme já havia sido um sucesso na primeira Mostra de Cinema (2013) contando a história de Gostoso.

Os anunciantes dos indicados da categoria Cultura acabaram se tornando um show a parte. Fernando Miranda e Suanes Silva interpretaram Mateus e Catirina, figuras folclóricas de ligação ao Boi de Reis, e proporcionaram diversão a todos. Tivemos também a apresentação do grupo de dança Dançarte que interpretou duas canções ao qual mostraram grande interação ao público envolvendo-os na coreografia.

E a última atração da noite que parecia ser aparentemente leve e sem pretensões causou grande comoção a todos. Uma declamação de poemas feita por Cinthia Matos e Auxiliadora Ribeiro, que já eram mestras de cerimônia, foi o clímax do Prêmio CDHEC. Cinthia declamou um poema de autoria própria ressaltando as características de Gostoso, enquanto Auxiliadora interpretou de forma especial o poema “Aquela Dose de Amor” autoria de Antônio Francisco que mostrava uma mensagem sobre os contrastes da personalidade humana.

Quem quiser conferir o poema declamado por Auxiliadora Ribeiro é só clicar aqui.

Ufa! Realmente foi um grande cardápio, mais ainda havia mais emoções para a noite.

LANÇAMENTO DA REVISTA GUAJIRÚ

Capa da Revista Guajirú nº 04. (Foto: Alessandro Amaral)
Capa da Revista Guajirú nº 04. (Foto: Alessandro Amaral)

A quarta edição da Revista Guajirú foi o ponto que encerrou a noite comemorativa. O discurso do professor da oficina de jornalismo, Alessandro Amaral, marcou o final de um ciclo de aproximadamente um ano de preparação do exemplar de 40 páginas.

Ao fundo o som de uma banda de forró pé-de-serra no comando de Dedé de Malária, coquetel e a distribuição gratuita das revistas selou o evento de mais de quatro horas de duração.

O Contador de Causos está de olho em todos os eventos que mexem com a nossa cidade, até a próxima!

Tempo de Guajiru

Nessa quarta-feira (04), às 18h o CDHEC/Espaço Tear lançará a 4º Edição da Revista Guajiru. Outros dois eventos compõe a noite festividades, o Prêmio CDHEC – Edição 2014 e o Diálogos Culturais.

guajiruRICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

Dia 04 de fevereiro São Miguel do Gostoso/RN receberá uma nova edição da Revista Guajiru, o evento ocorrerá no Centro de Cultura de São Miguel do Gostoso, com programação a partir das 18h. A Revista Guajiru, projeto do Ponto de Cultura Tear é fruto das oficinas de textos jornalísticos que ocorreram durante o ano de 2014, com tutoria do jornalista Alessandro Amaral (Alex) chega a sua quarta edição trazendo a história e a cultura popular do povo gostosence. Entrevistas, contos, poesias, reportagens, dicas de turismo e noticias que marcaram o ano são o conteúdo dessa publicação que se tornou referência do registro histórico do município, o processo de criação da revista forma e capacita, sempre em sintonia com o desenvolvimento social e cultural da comunidade. Além dos textos e fotografias serem produção dos alunos das oficinas eles também escolhem a pauta de cada edição apontando o conteúdo que será publicado.

Diálogos Culturais

Um dos eventos que compõe a noite de festividades do Lançamento da Revista Guajiru será o “Diálogos Culturais”, que começa às 18h, promovido pelo Ponto de Cultura Espaço Tear juntamente com a Fundação José Augusto (FJA), que contará com a presença do Presidente da FJA, Rodrigo Bico, Teotonio Roque da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura e membro do Colegiado de Política Cultural do Minc, artistas, produtores, captores de recursos, articuladores e assessores da Grande Natal e Região do Mato Grande interessados na temática.

Rodrigo Bico, Ator e Presidente da FJA
Rodrigo Bico, Ator e Presidente da FJA
Teotônio Roque, Fotógrafo e Membro da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura
Teotônio Roque, Fotógrafo e Membro da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura

Prêmio CDHEC – Edição 2014

Quem quiser conhecer um pouco mais sobre São Miguel do Gostoso não pode faltar a entrega do Prêmio CDHEC – Edição 2014 que acontece a partir das 19h, com uma série de atrações locais, de música, teatro, dança e audiovisual. O Prêmio foi idealizado pelo Pe. Fábio dos Santos e teve sua primeira edição em 2013, sendo entregue durante a realização do Auto de Natal de Gostoso. A premiação tem o objetivo de reconhecer e incentivar ações dentro das áreas de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania. Foram indicados para receber o prêmio da Edição 2014:

Direitos Humanos
Otoniel Baracho – CMDCA
João Roberto – AeGostoso
Equipe do PNAIC – Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa (Secretaria Municipal de Educação e Cultura)

Ecologia
AMJUS
Voltalia/Copel
ASCDEG

Cultura
Gustavo Tittoto
Voltalia/Copel
Serveng Energia

Cidadania
ASCDEG
Cristiano Nunes – Associação Gostosense de Karatê Shotokan

DEVER CUMPRIDO: AUTO DE NATAL TEM SEGUNDO DIA MARCADO POR CONFRATERNIZAÇÃO E REPRISE DO ESPETÁCULO

Peça teve cenas fantásticas (Foto: Ariclenes Silva)
Peça teve cenas fantásticas (Foto: Ariclenes Silva)

A noite deste domingo (28) foi marcada pela reprise do Auto de Natal na Praia da Xêpa, apesar de algumas diferenças em comparação ao primeiro dia, o espetáculo continuou sendo um sucesso reunindo desta vez 600 pessoas (número estimado).

As diferenças mais significativas provavelmente foram vistas pela minimização do nervosismo da estreia, muito se comentou que o final da trama foi bem mais solto e leve. O som também foi elevado depois de algumas reclamações na primeira noite.

Ao se despedir de Gostoso os diretores, Beto Vieira e Anna Celina, afirmaram que estavam satisfeitos com o resultado do espetáculo a que com certeza a direção do Auto de Gostoso serve como marco na carreira dos dois.

O Padre João Maria que prestigiou o evento destacou: “Cultura e educação forma cidadãos e ter esses variados ramos culturais e organizações juntos é importante para São Miguel do Gostoso”.

Padre João Maria abençoa o jantar de confraternização.
Padre João Maria abençoa o jantar de confraternização.

Mais tarde o grupo se reuniu para uma pequena confraternização com todo o elenco, além de alguns colaboradores. Foi um momento de comemoração pelo sucesso e pela vitória de preparar uma hora de show em apenas um mês.

O Contador de Causos encerra assim, com ritmo de festa, a cobertura deste grande evento que fecha o calendário 2014.

Até a próxima!

REUNIÃO DO AUTO DE NATAL SERVE PARA ESMIUÇAR DETALHES DO ESPETÁCULO E ENSAIO GERAL JÁ TEM DATA E HORA DEFINIDAS

Uma das grandes surpresas foi a mudança do local da apresentação, assim como o ritmo intenso do áudio das falas que mergulha em variados ritmos.

TEAR virou uma verdadeira oficina em prol do Auto de Natal.
TEAR virou uma verdadeira oficina em prol do Auto de Natal.

Na tarde deste domingo (21), foi realizada uma das últimas reuniões para definição dos detalhes para o Auto de Natal de Gostoso que acontecerá nos dias 27 e 28 de dezembro em lugar diferente, desta vez o espetáculo vai acontecer na Praia da Xepa e não no Centro de Cultura como já divulgado anteriormente.

O motivo da mudança de acordo com Ricardo André, colaborador do evento, foi uma série de fatores, como a questão do terreno do centro que é em declive, os coqueiros que poderiam atrapalhar a visibilidade, além da grama que está em fase de fixação na terra e poderia ser deteriorada com a montagem do palco.

Outro ponto importante é que o áudio com as falas de todo o Auto foi ouvido pela primeira vez com praticamente todos os atores e antecipando especialmente para os leitores do Contador de Causos podemos dizer que os 39 minutos e 17 segundos de show estão sensacionais, com direito a variados ritmos nordestinos como forró, baião e os diálogos estão totalmente estruturados em forma de cordel.

“Foi algo totalmente diferente do que eu havia imaginado, está muito melhor”, declarou Jéssica Nascimento, uma das atrizes do evento.

O ensaio geral está marcado para noite da sexta-feira (26), um dia antes da estreia, e nós do Contador de Causos estaremos lá contando tudo para você.

AUTO DE NATAL DE GOSTOSO ENTRA NA RETA FINAL DE PREPARATIVOS PARA SUA ESTREIA

Evento acontecerá nos dias 27 e 28 de dezembro e contará com mais de 50 atores encenando ao ar livre e o melhor é que tudo será 100% gratuito.

Edição 2013 teve 3 vezes menos atores que 2014.
Edição 2013 teve 3 vezes menos atores que 2014.

São Miguel do Gostoso já tem programação marcada para os próximos dias 27 e 28 de dezembro, afinal o Auto de Natal com certeza é um dos eventos mais esperados do ano e toda organização está cheia de expectativas.

O Auto na edição de 2014 terá uma série de novidades em relação à edição passada, primeiramente pela direção que neste ano conta com duas pessoas, Anna Celina e Beto Vieira da Companhia de Artes Trotamundos. Além do batalhão de pessoas envolvidas, só de atores serão 84, cerca de três vezes mais que em 2013.

Anna Celina em conjunto com os atores na produção dos figurinos da Mostra.
Anna Celina em conjunto com os atores na produção dos figurinos da Mostra.

Outra grande característica do Auto 2014 será a pluralidade cultural, em apenas um evento diversos ramos da cultura gostosense serão literalmente “misturados”, como é o caso das senhoras do pastoril, grupos musicais, o grupo do Boi de Reis, dentre outros. Vai ser uma grande festa, não é?

O TEAR chega ao Auto de Natal fortalecido com a realização da Mostra de Cinema e promete continuar com estes projetos de sucesso em 2015. Para Ricardo André, produtor do Auto: “Nós esperamos com o evento deste ano, consolidar o Auto de Natal como evento fixo no calendário de São Miguel do Gostoso e da Região do Mato Grande”.

O evento tem realização do TEAR em parceria com a paróquia de São Miguel do Gostoso, tem patrocínio da Voltália e Copel, além de diversos apoios, provando que independentemente de financiamento governamental é possível realizar eventos culturais de qualidade.

O Contador estará por lá e já deixa o convite aberto para todos. Até lá!

Por Ailton Rodrigues

São Miguel do Gostoso