Arquivo da categoria: Cultura

JUNTO E MISTURADO

Auto de Natal de Gostoso tem início dos trabalhos marcado por reunião de grupos em prol da sua realização. De acordo com os diretores, o pouco tempo pode ser um problema.

Foi dado o passo inicial para a realização do Auto de Natal de Gostoso, neste sábado (29). Uma reunião de apresentação do projeto com presença dos atores e de todos os principais envolvidos foi bastante construtiva e definiu as diretrizes ao qual os diretores responsáveis vão seguir.

Ana Celina e Beto Viana comandaram a palestra explicando todo o processo do texto com ênfase na parte estrutural, porém, alguns fatos podem ser decisivos para a realização do evento, como, por exemplo, o tempo. O Auto está agendado para os dias 27 e 28 de dezembro, logo essa equipe terá menos de um mês para ensaios e apresentação final!

Um dos pontos fortes nesta edição é a mescla dos grupos que reunirá grupos da igreja católica, Tear, Nois Na Rua, Boi de Reis, Pastoril, entre outros que compõem o cenário sociocultural do município.

Em relação ao espetáculo, alguns detalhes foram revelados, como o enredo do espetáculo ser totalmente rimado, assim como o uso de muitas músicas, até na marcação da transição das cenas e um outro detalhe interessante é a “exclusão” do personagem Herodes da peça. De acordo com Beto o motivo foi pelo fato do personagem ser muito forte no aspecto emocional e não traria o sentido feliz que espera ser passado a população.

O Contador de Causos apoia a iniciativa do Auto de Natal e conta todos os detalhes para que você não perca nada.

Até a próxima!

ÚLTIMO “TAKE”: NOITE DE GALA

IMG_20141118_230917230_HDR[1]

SEXTO DIA: Mostra de Cinema de Gostoso chega ao fim com Cerimônia de Encerramento premiando filmes por votação popular. Rio Grande do Norte sai com dois troféus.

O último dia da Mostra de Cinema de Gostoso, nesta terça-feira (19), agitou a todas as 1200 pessoas (número estimado) que foram as areias da Praia do Maceió, afinal conhecemos os vencedores escolhidos por voto popular.

Pela manhã, o dia começou com a exibição dos filmes da Sessão infantil com a presença da educadora Bete Bullara. No Centro de Cultura houve o debate com os produtores Ângelo, que está presente em quatro filmes desta Mostra como “A Revolução do Ano” que fez o encerramento oficial na Praia do Maceió, além da Suerda Morais, produtora do potiguar “A Última Companhia”.

Já pela noite, a Cerimônia de Encerramento começou com a reexibição dos curtas produzidos pelos meninos do curso de audiovisual (“Entre Lonas” e “Promessas”) que por mais uma vez foi aclamado pela população. Além disso os agradecimentos oficiais aos mais de 100 envolvidos diretos na organização do evento.

Na sequência, conhecemos os vencedores desta edição com um sentimento de nervosismo e expectativa. Os prêmios foram esculpidos por um artesão de São Miguel do Gostoso chamado Hélio Rocha.

A menção honrosa foi dedicada ao documentário “Dominguinhos” de Joaquim Castro, Eduardo Nazarian e Mariana Aydar, que conta a história do cantor com os depoimentos dele mesmo e com músicas de alta qualidade dos acervos de artistas como Gilberto Gil.

O vencedor de Melhor Curta, ou melhor os vencedores, porque pela primeira vez houve um empate nessa categoria foram os potiguares “Abraço de Maré” de Victor Ciriaco contando a história de uma família ribeirinha do Rio Potengi e “O Menino do Dente de Ouro” do Rodrigo Sena, que retrata o despertar da adolescência de um menino de 12 anos no cenário da periferia de Alecrim.

“Ganhar um prêmio com a primeira exibição no estado onde eu moro com voto popular é muito legal, agradeço a todos que votaram no filme, pois ele é feito com muito amor e carinho. Quando está pronto ali na tela é muito legal, mas dá muito trabalho em fazer então a recompensa é isso! Vamos seguir em frente, que venham mais filmes”, disse Rodrigo Sena.

O mais esperado prêmio de Melhor Longa foi para o já conceituado “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” de Daniel Ribeiro, que retratou a história de um menino cego despertando sua vida sexual, vencendo preconceitos.

Então no ranking da Mostra, dois potiguares e dois paulistas levaram os prêmios, não por coincidência os dois foram os maiores fornecedores de obras desta edição.

Depois da premiação foi exibido o longa “A Revolução do Ano” que retratava a Primavera Árabe no seu apogeu.

“Foi uma mostra incrível. Há muito tempo que eu não sentia uma energia tão positiva das pessoas e ver como a comunidade participou, isso é muito interessante. Aos poucos a gente vai melhorar tudo, inclusive os filmes, mas estamos acertando em trazer mais obras para que o povo de São Miguel se identifique assim como trazer outros diferentes para que eduquem o olhar”, afirmou o coordenador geral do evento, Eugênio Puppo.

IMG_20141118_230459500[1] IMG_20141118_231116968_HDR[1]

Mas infelizmente a Mostra de Cinema chegou ao fim e o sentimento é justamente de nostalgia, afinal foram seis dias de cultura e emoções em São Miguel do Gostoso. Já deixamos o convite para a edição de 2015.

Até lá!

Por Ailton Rodrigues

GUAJIRU É GOSTOSO

guajiru

Semana de Emancipação Política do Município de São Miguel do Gostoso e Festa de Padroeiro de São Miguel Arcanjos é sempre uma época de festa em Gostoso, e também época de reviver a memória da nossa gente. Começa então o corre-corre para buscar referências sobre nossa gente e nossa história. Na realidade não temos muitas fontes formais de registro histórico, mas nesse ano de 2014 com certeza a Revista Guajiru foi umas das principais referências da história gostosence e seus personagens.

Encontrar guajiru (a fruta) em “Gostoso” só se for na Ponta do Santo Cristo, já encontrar as duas primeiras edições da Guajiru (a revista) circulando de bobeira por ai tornou-se uma tarefa bem difícil.

Entrevistas, artigos, poesias, perfis, reportagem de eventos e culinária são alguns dos temas abordados pela Revista Guajiru, que é um projeto do Ponto de Cultura – Espaço Tear, sob a coordenação do CDHEC – Coletivo De Direitos Humanos, Ecologia Cultura e Cidadania, e do Jornalista Alessandro Amaral (Alex Kid).

Se você não conhece esse trabalho de registro histórico, você pode solicitar a 3ª edição da revista que ainda esta em circulação gratuitamente pelo e-mail: revistaguajiru@gmail.com, ou conferir todas as edições na versão on-line através do endereço http://tearcultura.blogspot.com.br/

Outras referências interessantes de Gostoso são o livro “Um Município feito a muitas mãos” – muito mais difícil que de achar que Guajiru. E o filme “O Contador de Causos” (2013-HECO/CDHEC) que você pode assistir no YouTube (https://www.youtube.com/watch?v=obYPKaKSDwI) e conta a origem do nome São Miguel do Gostoso.