CÂMARA DOS VEREADORES TERIA REFORMA PREVISTA DE 430 MIL REAIS, AFIRMA BLOG

Matéria do Blog de Robson Pires, que trás valor de contrato de reforma do plenário da Câmara de Vereadores surpreende munícipes.

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

Ontem (14) os cidadãos de São Miguel do Gostoso foram surpreendidos com um postagem do Blog de Robson Pires, que rapidamente viralizou nos grupos de Whatsapp, com o título “Câmara Municipal de São Miguel do Gostoso (RN) vai gastar R$ 430 mil para reforma de sala e do plenário“.

O blogueiro tem um quadro no seu blog dedicado a licitações muito “chamativas”, com valores exorbitantes ou de objetos e serviços sem sentido ou grande importância para população, e Gostoso têm chamado a atenção nesse quesito. O plenário teria sido reformado no ano passado, e esse ano a Câmara que já não recebe tantos visitantes, se resumiu a presença de técnicos, vereadores e pouquíssimos eventos.

“Um verdadeiro caso de polícia, foi o contrato firmado pelo presidente da Câmara Municipal de São Miguel do Gostoso (RN), vereador Adeilton Bezerra da Silva, beneficiando a empresa Agil Construções e Serviços Ltda, no valor de R$ 430.590,13, para prestar serviço de reforma de uma sala e do plenário do Poder Legislativo local”, classificou o blogueiro na sua matéria.

O Contador de Causos identificou a publicação do termo de adjudicação da obra (clique aqui), além disso foram gastos mais R$ 16.400,00, para elaboração do projeto de reforma em Junho (clique aqui). O projeto não chegou a passar na pauta de reuniões ordinárias da Câmara. A nossa equipe entrou em contato com alguns dos vereadores que afirmaram não conhecer o projeto técnico. Entramos em contato também com o Presidente da Câmara e sua secretaria mas não tivermos retorno até o fechamento dessa edição.

Uma nota foi divulgada na tarde deste sábado (15) pelo presidente da Câmara, Adeilton Bezerra, apresentando repúdio a matéria e alegando que a obra citada é maior do que o noticiado e prevê a ampliação da casa na construção de nove gabinetes em um andar superior; diferentemente do publicado em Diário Oficial. A obra também só seria realizada agora porque houve um aumento de repasse da Câmara pelo FPM, uma vez que, o coeficiente do município subiu de 0.6 para 0.8.

Nós continuamos de olho.