O CONTADOR VIU: CAPITÃ MARVEL

História é uma das piores em questão de apresentação de herói.

POR THIAGO SOHLOVE
NATAL/RN

capitamarvel_shootnovotrailer

Sim, a Capitã Marvel já está entre nós e ela é poderosa mesmo! Antes de mais nada se você não quer spoilers acho melhor não continuar este texto, mas o que cito nas linhas seguintes são minha humilde opinião sobre a trama dos diretores Anna Boden e Ryan Fleck.

Esperava muito mais desse filme. As cenas de ação são fracas, percebi a história amarrada e confusa, além do mais a Brie Larson (Carol Danvers / Capitã Marvel) parece que não conseguiu dar vida para a personagem, as piadas são previsíveis e até sem graça. O filme tentou fazer um pouco de tudo e tudo parece que ficou pela metade. Eu me senti assistindo um filme da “Sessão da Tarde” onde a super heroína ia aprontar muitas confusões.

Por favor, faço um apelo! Não tentem comparar Capitã Marvel com Mulher Maravilha. Este último, mesmo com a Gal Gadot desacreditada para o papel (pelo seu porte físico) entregou o que o público esperava de uma super heroína, ação de qualidade e fazendo jus ao manto que ela usava. Ela precisava de mais uns dois filmes no mínimo, antes do Vingadores: Ultimato, para dar um peso no manto dela e assim justificasse ela ser a principal adversária do Thanos e também para que a Brie conseguisse incorporar um pouco mais da Capitã, porque a atuação dela não foi boa.

Ao contrário do que podemos falar do Samuel L’ Jackson (Nick Fury) e da Lashana Lynch (Mônica Rambeau) que são sim um alívio nas boas interpretações dando sentido a engrenagem da trama quando vemos a humanidade de Carol Danvers. Aliás, ela é debochada e acho que foi até uma boa a Marvel não se prender tanto ao empoderamento feminino entregando um filme bem padrão do seu universo e que não será memorável como foi Pantera Negra ou até mesmo Capitão América: o Soldado Invernal.

MINHA CONCLUSÃO

Infelizmente o filme é fraco! Os principais pontos baixos são um roteiro confuso e que parece uma colcha de retalhos. As cenas de ação não empolgam em nenhum momento e a atuação da Brie também não faz você se apegar ao personagem. Confesso que a trilha sonora é muito mal explorada pela época que o filme se passa é até o figurino ficou meio preguiçoso! FICOU MUITO CLICHÊ, os produtores e os diretores tiveram uma grande falta de criatividade, o filme é MUITO previsível… aff!!!

Enfim, não curti tanto, mas se você quiser dar uma olhada para discordar de mim. Vai fundo!

P.S.: VOCÊS VÃO AMAR O GATINHO ❤

Autor: Ailton Rodrigues

Técnico em Informática (IFRN), que adora esportes e jornalismo, estando sempre disponível para bons papos. Coordenador de Comunicação do clube de futebol TEC (Tabua Esporte Clube), membro do Conselho do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC), comunicador da Mostra de Cinema de Gostoso. Atualmente aluno de Licenciatura em Pedagogia (UFRN).