EQUIPE ALFA DA AGOKS ALCANÇA A FAIXA MARROM

Associação Gostosense de Karatê Shotokan (AGOKS) realizou exame de faixa nesse sábado (15) graduando 21 alunos, 09 na faixa marrom.

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

Na manhã do último sábado (16), às 9h a AGOKS realizou um exame de faixa que graduou 21 alunos dentre eles 09 na faixa marrom, ultimo degrau antes da faixa preta. Na oportunidade foram entregues os certificados de grau e as carteirinhas da Federação Rio-grandense de Karatê (FNK)

Quem conduziu o exame foi o shihan Fábio Ribeiro, faixa preta, 5º Dan, e novo associado da AGOKS. Os 21 alunos passaram pelo exame e ao final da cerimônia foram graduados com as respectivas faixas, símbolos da perseverança e esforço na prática da arte do karatê. O sensei Cristiano Nunes comemorou a graduação dos 09 faixas marrom, sua primeira turma em São Miguel do Gostoso, que chamou carinhosamente de “equipe alfa”, e falou da satisfação de serem jovens promissores e dedicados aos estudos.

 

jhonny e Cristiano
Jhony Ribeiro recendo a faixa roxa do Sensei Cristiano Nunes

A seguir a lista dos graduados:

Branca para Amarela

Felipe Anacleto da Silva
Kauê Silva dos Santos
Enzo Diniz Gomes
Henry Hitzschky Ouvíña Caixeto
André Luiz Martins Tarquínio
Hadrian Davi Almeida dos Santos

Amarela para Vermelha

Pedro Lucas Ribeiro Ferreira
Ana Beatriz Félix Moura

Vermelha para Laranja

Maria Spiazzi da Costa
Samara Ribeiro do Amaral

Verde para Roxa

Paulo Thiago de Lima Altobelli
Jhony Ribeiro

Roxa para Marrom

Larissa Rodrigues Alves
Valeska Cecilia Rodrigues Alves
Wanderson da Silva Tavares
Luana Kézia Martins Gomes
Djair Cardoso da Silva
Sara França Ribeiro
Mel França Ribeiro
Abison Mateus Vieira Silva
Rissia Karine Rodrigues

‘TURMA DA MÔNICA: LAÇOS’ GANHA TRAILER ONDE FLOQUINHO É O GRANDE MISTÉRIO

Filme estreia em junho de 2019.

POR MARIANA CANHISARES
DO OMELETE

ParisFilmes divulgou o primeiro trailer de Turma da Mônica: Laços e uma nova imagem. Confira:

turma-da-monica-lacos_C64hDEp

O elenco principal é composto por Kevin Vechiatto como Cebolinha, Laura Rauseo como Magali, Gabriel Moreira como Cascão e Giulia Benitte como Mônica. Monica Iozzi interpreta Dona Luísa e Paulo Vilhena vive o Seu Cebola. O filme, que adapta a graphic novel dos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, mostrará as aventuras da turma para encontrar Floquinho, o cachorro do Cebolinha.

Veja o trailer:

O projeto foi anunciado durante a CCXP – Comic Con Experience 2016 e é resultado de uma parceria entre a Mauricio de Sousa Produções e a produtora Quintal Digital. A estreia está marcada para 27 de junho de 2019.

Original: https://www.omelete.com.br/turma-da-monica/turma-da-monica-lacos-turminha-tenta-encontrar-floquinho-no-primeiro-trailer

ZENAIDE APROVA PROJETO QUE DÁ PRIORIDADE NO ACESSO AO PRONATEC A FAMÍLIAS CHEFIADAS POR MULHERES

POR G7 COMUNICAÇÃO

Zenaide Maia fala na instalação da Comissão (1)

A deputada federal Zenaide Maia participou e aprovou, nesta segunda-feira (17) na Câmara dos Deputados, da audiência pública para ouvir as propostas apresentadas ao Pronatec a famílias chefiadas por mulheres. Como relatora do projeto na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados, Zenaide apresentou parecer pela aprovação do projeto que dá prioridade aos estudantes de famílias chefiadas por mulheres no acesso às bolsas de estudo do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

O Projeto de Lei 4291/16, do deputado Carlos Henrique Gaguim (DEM-TO), altera a lei que institui o Pronatec (12.513/11) para incluir os estudantes das famílias com mulheres responsáveis pela unidade familiar entre as prioridades.

A lei já garante preferência para estudantes de ensino médio da rede pública; trabalhadores; beneficiários dos programas federais de transferência de renda; estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em instituições privadas na condição de bolsista.

A deputada Zenaide Maia destacou que as famílias que dependem apenas de um integrante para o seu sustento estão sujeitas a maior vulnerabilidade. Ela também ressaltou que as mulheres chefes de família sabidamente ganham menos que os homens na mesa situação. “A proposta reforça o apoio do Poder Público a famílias que estão expostas a maior vulnerabilidade”, disse Zenaide.

A parlamentar citou estudo da Universidade Federal de Santa Catarina que defende políticas públicas que impulsionem as famílias chefiadas por mulheres como ferramenta para combater a reprodução da pobreza.

A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pelas comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.