O CONTADOR VIU: THE PROMISED NEVERLAND (1ª TEMPORADA)

Netflix disponibilizou em sua plataforma o anime que já era sucesso no Japão.

POR AILTON RODRIGUES

The Promised Neverland leva os espectadores a grandes aventuras.

Se tem uma obra que a gente recomenda assistir todo o primeiro episódio sem saber de nada, é The Promised Neverland. O anime chegou a Netflix após ter grande repercussão no Japão e ter sido disponibilizado pelo resto do mundo com a Crunchyroll.

Por isso atenção, na nossa resenha a partir de agora terá spoilers. Assiste o primeiro episódio e depois volta pra ler!

Dica do escritor

A trama foi originalmente desenhada por Posuka Demizu e escrito por Kaiu Shirai, além disso a história foi divulgada em capítulos semanais pela Shonen Jump, a mesma que veiculou Dragon Ball e Naruto. Na série animada a primeira temporada foi dividida em 12 episódios com cerca de 25 minutos cada.

Normam, Ray e Emma são os protagonistas de The Promised Neverland.

A história faz questão de nos ambientar em um orfanato cheio de crianças que recebem números no pescoço e convivem neste espaço até no máximo 12 anos. Nisso os protagonistas Norman, Emma e Ray descobrem que na verdade todos estão em um celeiro humano no qual virarão alimento para monstros e a partir daí começa uma luta pela fuga.

O detalhe que deixa a história encantadora são os jogos mentais entre a responsável pela fazenda, chamada pelas crianças de Mamãe, e as crianças que estão arquitetando a melhor maneira de escapar. Esse dinamismo sombrio e fantasioso fazem com que esse jogo de gato e rato peguem o espectador na medida certa.

É possível perceber referências de várias outras obras no dinamismo de The Promised Neverland, esse detalhe dos jogos mentais é claramente visto em Death Note e até Yu-Gi-Oh! A tríade de protagonistas tão famosa em clássicos como Pokemon, Três Espiãs Demais e Naruto também é marcante. Além da temática do humano exercendo outra função na cadeia alimentar, já visto em Parasite.

Os plots twists são emocionantes e a direção de Mamoru Kanbe conduz os espectadores a grandes reviravoltas, por isso analiso que o anime deixa uma boa expectativa para a segunda temporada (prometida pela Crunchyroll em janeiro). Não dá para prever nada do que vai acontecer.

Depois de tudo isso, só posso dizer que vale a pena você maratonar The Promised Neverland!