Arquivo da tag: Zica Virus

AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO CONTRA O AEDES AEGYPTI COMEÇAM EM GOSTOSO

Luta contra o Aedes Aegypti vão percorrendo os distritos, nesta quarta-feira (24) ação será no Reduto. 

POR AILTON RODRIGUES
ANTÔNIO CONSELHEIRO, S. M. DO GOSTOSO/RN

IMG-20160217-WA0015
Ação no Antônio Conselheiro mobilizou crianças. (Foto: Ivanildo Lavoisier)

Ações de conscientização começaram a ser desenvolvidas em São Miguel do Gostoso, tudo contra o mosquito Aedes Aegypti, causador de doenças como Zika, Dengue e Chikungunya.

O início desse trabalho que envolve funcionários da Secretaria de Saúde, garis e a população em geral começou no distrito da Tabua com o acompanhamento do Grupo Independente da Tabua (GRIT), prosseguiu para o Antônio Conselheiro onde teve o apoio das crianças que participam de um projeto da ASCDEG e já está encaminhado para o Reduto no próximo dia 24 de fevereiro.

IMG-20160219-WA0029
Ação na Tabua (Foto: Ivanildo Lavoisier)

As atividades consistem em mutirões, vistoria de quintais e divulgação de informações para as pessoas.

O Contador aprova a iniciativa e segue de olho em tudo que agita Gostoso.

FALTA DE MATERIAIS BÁSICOS IMPOSSIBILITAM TRABALHO DE AGENTES DE ENDEMIAS EM GOSTOSO

Com promessa de chegada de material desde o dia 31 de janeiro, agentes ficam de mãos atadas para combater a principal ameaça deste começo do ano no país: o Aedes Aegypti.

POR AILTON RODRIGUES
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

endemias-natal-rn
Agente de Endemias de Natal (foto ilustrativa).

O problema da saúde de São Miguel do Gostoso ganhou mais um episódio neste começo de ano, desta vez a reclamação vem dos agentes de endemias que cobram da Secretaria de Saúde material básico para poderem atuar na sede e distritos no combate contra os focos do mosquito Aedes Aegypti.

Na conversa entre a secretaria e os agentes, a chegada do equipamento foi prometida para o dia 31 de janeiro, depois 18 de fevereiro, mas o problema até hoje não foi sanado. Dentre as solicitações estão inclusas bolsas para o carregamento do material, fardamento e até crachás para identificação dos agentes.

“Fomos barrados em algumas casas simplesmente por causa da falta de identificação, alguma coisa que nos mostrasse como endemias”, disse um dos agentes que não quis se identificar.

A maior preocupação deste caso é que o país enfrenta uma epidemia de doenças causadas pelo Aedes Aegypti incluindo aí o tão famoso vírus Zika. Já há indícios de alguns casos de dengue nos distritos como Reduto, Tabua e Antônio Conselheiro. Outro dado assustador relatado por um dos agentes de endemias foi que cerca de 90% dos prédios públicos apresentaram focos do mosquito no primeiro ciclo de visitação deste ano.

De acordo com o Secretário de Saúde, Erivan Felix, os equipamentos para os Endemias foram solicitados e espera-se que eles cheguem até o fim deste mês. Sobre o provável surto de doenças nos distritos, Erivan declarou que não é bem assim, inclusive não há notificações destas doenças no departamento de emergência do município e quanto aos prédios públicos todos os gestores e coordenadores que trabalham neles estão alertados do problema e farão as medidas possíveis para resolve-lo.

O Contador segue de olho nesse caso. Até qualquer hora!