Arquivo da tag: La La Land

COM CONFUSÃO E EMOÇÃO “LA, LA, LAND” LEVA 6 OSCARS, MAS MELHOR FILME FOI “MOONLIGHT”

‘Moonlight’ levou Oscar de melhor filme depois da confusão na leitura do envelope pelo apresentador Warren Beaty.

POR AILTON RODRIGUES
DOLBY THEATRE, LOS ANGELES (EUA)

moonlight-barry-jenkins-oscars
Moonlight vence como Melhor Filme depois de confusão.

Foi com emoção e confusão que “Moonlight: Sob a Luz do Luar” ganhou o prêmio de Melhor Filme na cerimônia do Oscar 2017 que rolou neste domingo (26). Apesar disso, o queridinho “La, La, Land: Cantando Estações” ganhou seis estatuetas depois de levar 13 indicações e se consagrou como maior vencedor da noite.

O musical mais comentado dos últimos tempos ganhou os Oscars de atriz (Emma Stone), diretor (Damien Chazelle), música original, trilha sonora, fotografia e design de produção, mas a confusão protagonizada por Warren Beaty foi a maior tônica da noite. Ele simplesmente errou ao se confundir com o nome do envelope:

“Dentro do envelope estava ‘Emma Stone: La, La, Land’, por isso eu demorei tanto para ler”, disse o ator.

A confusão foi desfeita quando um dos integrantes do filme “La, La, Land” declarou que o anúncio foi errado.

TEVE POLÍTICA CONTRA TRUMP

o-apartamento
Anousher Ansari recebeu prêmio e leu carta de Asghar Farhadi contra Trump

Vários artistas disseram críticas ao presidente Trump pela sua conduta anti imigratória (Gabriel garcia Bernal inclusive disse que era totalmente contra muros), mas a maior manifestação da noite foi na categoria Melhor Filme Estrangeiro.

O vencedor foi o filme iraniano “O Apartamento” e seu diretor Asghar Farhadi não apareceu na cerimônia, mas mandou uma carta que dizia em um trecho:

“Minha ausência é em respeito às pessoas do meu país e dos outros seis países que foram desrespeitados pela lei dos Estados Unidos, que proíbe a entrada no país. Dividir o mundo entre nós e os inimigos cria medo, justifica guerras”.

TEVE BRASIL, SIM SENHOR!

lazaro
Lázaro Ramos apareceu no Oscar

O Oscar reservou dois momentos para os brasileiros. O primeiro foi uma homenagem no momento solene da cerimônia, quando o diretor Hector Babenco foi lembrado e o segundo se deu quando Lázaro Ramos e Seu Jorge apareceram em um vídeo onde eles diziam que filmes eles gostaram de ver.

OUTROS DESTAQUES…

  • A Disney levou 3 estatuetas: melhor curta de animação (Piper), melhor animação (Zootopia) e efeitos visuais (Mogli).
  • Casey Affleck foi a surpresa da noite vencendo como melhor ator.
  • Houve uma pegadinha com turistas que ao ser enganados pararam no palco do oscar, foi hilário.
  • Jimmy Kimmel foi um bom apresentador e depois da confusão ele ainda disse sabia que sua presena ali iria culminar com algo errado. Uma figuraça.
  • Em mixagem de som o filme “13 horas: Os Soldados Secretos de Benghazi” havia sido desclassificado da indicação porque o responsável havia feito lobby para que fosse indicado.
  • Viola Davis foi maravilhosa ao se emocionar quando venceu como atriz coadjuvante.
  • Katherine Johnson, cientista da NASA, em cadeira de rodas, participa da cerimônia do Oscar ao lado de Taraji P. Henson, Octavia Spencer e Janelle Monae. Ela foi homenageada pela academia.

OS VENCEDORES

Veja a lista completa de vencedores (em negrito) abaixo:

  • ATOR COADJUVANTE:

Mahershala Ali, “Moonlight: sob a luz do luar”

Jeff Bridges, “A qualquer custo”

Lucas Hedges, “Manchester à beira-mar”

Dev Patel, “Lion: Uma jornada para casa”

Michael Shannon, “Animais noturnos”

  • MAQUIAGEM E CABELO:

“Um homem chamado Ove”

“Star Trek: sem fronteiras”

“Esquadrão suicida”

  • FIGURINO:

“Aliados”

“Animais fantásticos e onde habitam”

“Florence: quem é essa mulher?”

“Jackie”

“La la land: cantando estações”

  • LONGA DOCUMENTÁRIO:

“Fogo no mar”, de Gianfranco Rosi

“I am not your negro”, de Raoul Peck

“Life, animated”, de Roger Ross Williams

“O.J.: made in America”, de Ezra Edelman

“A 13ª Emenda”, de Ava DuVernay

  • EDIÇÃO DE SOM:

“A chegada”

“Horizonte profundo: desastre no Golfo”

“Até o último homem”

“La la land: cantando estações”

“Sully: o heroi do Rio Hudson”

  • MIXAGEM DE SOM:

“A chegada”

“Até o último homem”

“La la land: cantando estações”

“Rogue One: uma história Star Wars”

“13 horas: os soldados secretos de Benghazi”

  • ATRIZ COADJUVANTE:

Viola Davis, “Um limite entre nós”

Naomie Harris, “Moonlight: sob a luz do luar”

Nicole Kidman, “Lion: Uma jornada para casa”

Octavia Spencer, “Estrelas além do tempo”

Michelle Williams, “Manchester à beira-mar”

  • FILME ESTRANGEIRO:

“Terra de minas” (Dinamarca)

“Um homem chamado Ove” (Suécia)

“O apartamento” (Irã)

“Tanna” (Austrália)

“Toni Erdmann” (Alemanha)

  • CURTA DE ANIMAÇÃO

“Blind Vaysha”

“Borrowed Time”

“Pear Cider and cigarettes”

“Pearl”

“Piper”

  • LONGA DE ANIMAÇÃO:

“Kubo e as cordas mágicas”

“Moana: um mar de aventuras”

“Minha vida de abobrinha”

“A tartaruga vermelha”

“Zootopia”

  • DIREÇÃO DE ARTE:

“A chegada”

“Animais fantásticos e onde habitam”

“Ave, César”

“La la land: cantando estações”

“Passageiros”

  • EFEITOS VISUAIS:

“Horizonte profundo: desastre no Golfo”

“Doutor Estranho”

“Mogli: o menino lobo”

“Kubo e as cordas mágicas”

“Rogue One: uma história Star Wars”

  • EDIÇÃO:

“A chegada”

“Até o último homem”

“A qualquer custo”

“La la land: cantando estações”

“Moonlight: sob a luz do luar”

  • CURTA-METRAGEM:

“Ennemis intérieurs”, Slim Azzazi

“La femme et le TGV”, Timo von Gunten e Giacun Caduff

“Silent nights”, Aske Bang e Kim Magnusson

“Sing”, Kristof Deak e Anna Udvardy

“Timecode”, Juanjo Gimenez

  • CURTA DOCUMENTÁRIO:

“Extremis”

“4.1 miles”

“Joe’s violin”

“Watani: my homeland”

“The white helmets”

  • FOTOGRAFIA:

“A chegada”

“La la land: cantando estações”

“Lion: uma jornada para casa”

“Moonlight: sob a luz do luar”

“Silêncio”

  • TRILHA SONORA:

“Jackie”

“La la land: cantando estações”

“Lion: uma jornada para casa”

“Moonlight: sob a luz do luar”

“Passageiros”

  • CANÇÃO ORIGINAL:

“Audition (The fools who dream)”, de “La la land: cantando estações”

“Can’t stop the feeling”, de “Trolls”

“City of stars”, de “La la land: cantando estações”

“The empty chair”, de “Jim: The James Foley Story”

“How far I go”, de “Moana: um mar de aventuras”

  • ROTEIRO ORIGINAL:

“A qualquer custo”

“La la land: cantando estações”

“O lagosta”

“Manchester à beira-mar”

“Mulheres do Século 20”

  • ROTEIRO ADAPTADO:

“A chegada”

“Um limite entre nós”

“Estrelas além do tempo”

“Lion: uma jornada para casa”

“Moonlight: sob a luz do luar”

  • DIREÇÃO:

“A chegada”, Denis Villeneuve

“Até o último homem”, Mel Gibson

“La la land: cantando estações”, Damien Chazelle

“Manchester à beira-mar”, Kenneth Lonergan

“Moonlight: sob a luz do luar”, Barry Jenkins

  • ATOR:

Casey Affleck, “Manchester à beira-mar”

Andrew Garfield, “Até o último homem”

Ryan Gosling, “La la land: cantando estações”

Viggo Mortensen, “Capitão Fantástico”

Denzel Washington, “Um limite entre nós”

  • ATRIZ:

Isabelle Huppert, “Elle”

Ruth Negga, “Loving”

Natalie Portman, Jackie

Emma Stone, “La la land: cantando estações”

Meryl Streep, “Florence: quem é essa mulher?”

  • MELHOR FILME:

“A chegada”

“Um limite entre nós”

“Até o último homem”

“A qualquer custo”

“Estrelas além do tempo”

“La La Land: cantando estações”

“Lion: uma jornada para casa”

“Manchester à beira-mar”

“Moonlight: sob a luz do luar”

O Contador encerra sua cobertura do Oscar 2017. Até qualquer hora!

OSCAR 2017: “LA LA LAND”CONQUISTA 14 INDICAÇÕES E MERYL STREEP QUEBRA PRÓPRIO RECORDE

Cerimônia acontece dia 26 de fevereiro e já tem a maior diversidade da história depois das críticas do ano passado sobre a falta de negros entre os indicados, veja a lista:

POR AILTON RODRIGUES
ADAPTADO DE OMELETE

lalaland
La La Land recebeu 14 indicações. 

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou hoje, 24 de janeiro, os indicados à 89ª edição do Oscar. A cerimônia de entrega acontece em 26 de fevereiro, com apresentação de Jimmy Kimmel (Jimmy Kimmel Live!).

La La Land: Cantando Estações foi o filme mais indicado, com 14 indicações – incluindo melhor filme, melhor ator e melhor atriz. Em seguida ficaram Estrelas Além do Tempo e A Chegada, ambos com oito indicações.

O feito de La La Land é impressionante, uma vez que o último filme que tinha tido tantas indicações assim foi Titanic (2012), depois disso só A Malvada (1950)!

SEM BRASILEIROS

Nesse ano não haverá indicados brasileiros ao Oscar, os únicos trabalhos que despontaram nas críticas e deram esperanças de indicações foi o curta de animação “Trabalho Interno” e uma possível indicação de melhor atriz para Sônia Braga por “Aquarius”, mas ambos ficaram de fora.

MERYL STREEP: A COLECIONADORA DE INDICAÇÕES

A atriz Meryl Streep conseguiu quebrar seu próprio recorde nesse Oscar 2017, ela recebeu nada mais nada menos que sua vigésima indicação, dessa vez ela está na lista de melhor atriz por “Florence: Quem é Essa Mulher?”. As más línguas dizem que ela não merecia a indicação e acabou tomando a vaga que seria de Amy Adams que fez um belo papel no filme “A Chegada”.

Confira abaixo a lista completa dos indicados:

Melhor Filme

Melhor Diretor

oscar2bindicados2b-2bdiretor

Melhor Atriz

oscar2bindicados2b-2batriz

Melhor Ator

oscar2bindicados2b-2bator

Melhor Ator Coadjuvante

Melhor Atriz Coadjuvante

 Melhor Roteiro Original

 Melhor Roteiro Adaptado

Melhor  Animação

 Melhor Documentário em Curta-Metragem

  • Extremis
  • 4.1 Miles
  • Joe’s Violin
  • Watani: My Homeland
  • Os Capacetes Brancos

Melhor Documentário em Longa-Metragem

  • Fogo no Mar
  • Eu Não Sou Seu Negro
  • Life, Animated
  • O.J.: Made in America
  • 13ª Emenda

 Melhor Longa Estrangeiro

  • Terra de Minas (Dinamarca)
  • A Man Called Ove (Suécia)
  • O Apartamento (Irã)
  • Tanna (Austrália)
  • Toni Erdmann (Alemanha)

Melhor Curta-Metragem

  • Ennemis Intérieurs
  • La Femme et le TGV
  • Silent Nights
  • Sing
  • Timecode

Melhor Curta em Animação

  • Blind Vaysha
  • Borrewed Time
  • Pear Cider and Cigarettes
  • Pearl
  • Piper

Melhor Canção Original

  • “Audition (The Fools Who Dream)” | Música de Justin Hurwitz, canção de Benj Pasek e Justin Paul – La La Land: Cantando Estações
  • “Can’t Stop the Feeling” | Música e canção de Justin Timberlake, Max Martin e Karl Johan Schuster – Trolls
  • “City of Stars” | Música de Justin Hurwitz, canção de Benj Pasek e Justin Paul – La La Land: Cantando Estações
  • “The Empty Chair” | Música e canção de J. Ralph e Sting – Jim: The James Foley Story
  • “How Far I’ll Go” | Música e canção de Lin-Manuel Miranda – Moana: Um Mar de Aventuras

Melhor Fotografia

Melhor Figurino

Melhor Maquiagem e Cabelo

Melhor Mixagem de Som

Melhor Edição de Som

Melhores Efeitos Visuais

Melhor Design de Produção

  • Patrice Vermette (design de produção) e Paul Hotte (decoração de set) – A Chegada
  • Stuart Craig (design de produção) e Anna Pinnock (decoração de set) – Animais Fantásticos e Onde Habitam
  • Jess Gonchor (design de produção) e Nancy Haigh (decoração de set) – Ave, César!
  • David Wasco (design de produção) e Sandy Reynolds-Wasco (decoração de set) – La La Land: Cantando Estações
  • Guy Hendrix Dyas (design de produção) e Gene Serdena (decoração de set) – Passageiros

Melhor Edição

Melhor Trilha Sonora

O Contador vai acompanhar o Oscar e claro que mostra tudo para você. Até qualquer hora!

ADAPTADO DE: https://omelete.uol.com.br/filmes/noticia/oscar-2017-conheca-os-indicados/

10 MOMENTOS MARCANTES DO GLOBO DE OURO 2017

Beijos marcantes, discursos emocionantes e muitos memes.

POR KATIUSCIA VIANNA
DE ADORO CINEMA

O Globo de Ouro sempre é uma divertida reunião de grandes nomes de Hollywood. Porém, se você não teve paciência de ficar acordado até duas horas da manhã e ver cerca de 180 minutos de premiação, não se preocupe! O AdoroCinema vai relembrar os momentos marcantes deste grande evento, sempre cheio de surpresas, emoções e momentos divertidos!

1. Descansar no tapete vermelho. Quem nunca?

O tapete vermelho é considerado um lugar cheio de glamour, com figurinos exuberantes. Porém, o músico John Legend e sua esposa Chrissy Teigen mostraram que são gente com a gente e ficaram sentados lá, de boas, enquanto esperavam o momento de ser entrevistados. Literalmente sentados numa escadaria do tapete vermelho.

2. Abertura

Num panorama geral, o apresentador Jimmy Fallon foi esquecido no churrasco. Mas ninguém pode reclamar do número de abertura do comediante. Ele comandou uma paródia hilária de La La Land – Cantando Estações, com participações de Nicole Kidman, Amy Adams, Ryan Reynolds, Sterling K. Brown, Sarah Paulson, Bryan Cranston, Tina Fey, Justin Timberlake e cheia de referências à Westworld, Game of Thrones, A Chegada e Mr. Robot. De bônus, teve Millie Bobby Brown fazendo rap, enquanto a Barb de Shannon Purser saiu diva de uma piscina. Sensacional.

3. La La Land – Cantando Estações faz a festa

Por falar em La La Land, não teve para ninguém! O elogiado musical de Damien Chazelle levou todos os sete prêmios aos quais estava indicado. Sério, dá para pedir duas músicas no Fantástico e ainda sobra!

4. Momentos “Vergonha Alheia”

Como toda boa premiação que se preze, celebridades de Hollywood pagaram micos.

Goldie Hawn estava meio… como podemos dizer… alegre demais na hora de apresentar o prêmio para Melhor Ator em Comédia ou Místico. Oi? Ela queria dizer Melhor Ator em Comédia ou Musical! Sua amiga Amy Schumer tentava ajudar, pedindo para alguém trazer seus óculos, mas a veterana garantia que tinha tudo sob controle, aos risos. Era uma piada? Champanhe demais? Nunca saberemos…

Já Michael Keaton se confundiu, anunciando que Octavia Spencer estava indicada por Hidden Fences, misturando os títulos originais Hidden Figures (Estrelas Além do Tempo, no Brasil) e Fences. E a internet não perdoa:

Por sua vez, Emma Stone se envolveu num abraço constrangedor com o diretor Damien Chazelle e a namorada do cineasta. Se até essa diva fica no vácuo, imagine nós meros mortais!

5. Representatividade importa
Depois da polêmica do #OscarSoWhite, foi muito legal ver atrações que apostam na diversidade saindo vitoriosas no Globo de Ouro. O filme independente Moonlight: Sob a Luz do Luar ganhou melhor filme de drama, enquanto a comédia Atlanta levou dois prêmios. Uma das supresas da noite foi a vitória de Tracee Ellis Ross como melhor atriz em série de comédia ou musical por Black-ish. Em seu discurso de agradecimento, ela dedicou sua vitória para as mulheres de todas as cores, cujas histórias nem sempre são ouvidas. Bonito de ver!

6. Apresentar um prêmio nunca foi tão deprimente… e hilário!

A categoria de animação normalmente tem um clima leve e alegre. Porém, Steve Carell e Kristen Wiig proporcionaram um dos momentos mais divertidos da noite. Ambos decidiram lembrar quando assistiram algum filme animado pela primeira vez. O astro de Foxcatcher começou a chorar ao lembrar que sua mãe decidiu pedir divórcio após uma sessão de Fantasia – e ele nunca mais viu seu pai. Já a estrela de Missão Madrinha de Casamento foi ver Bambi depois de perder três cachorros e ficou sem falar por dois anos. Vale a pena conferir!

7. O tributo para Carrie Fisher e Debbie Reynolds

O Globo de Ouro deu uma pausa na celebração para fazer uma bela homenagem para as atrizes Debbie Reynolds e Carrie Fisher, com cenas de performances de mãe e filha, que faleceram no fim de 2016. Foi tocante. Que elas descansem em paz.

8. Os discursos das rainhas

A grande homenageada da noite foi a rainha Meryl Streep, e quem apresentou o prêmio foi, ninguém mais, ninguém menos que Viola Davis – continuando a troca de elogios que as duas grandes amigas fazem desde que a veterana apresentou o evento que deu para a protagonista de How To Get Away With Murder uma estrela na Calçada da Fama, na semana passada.

Em um discurso emocionado, Meryl Streep relembrou as diferentes nacionalidades dos indicados ao Globo de Ouro (E você aí nem consegue decorar as capitais de todos os estados brasileiros!), criticando os comentários preconceituosos de Donald Trump e celebrando a diversidade de Hollywood: “Quando os poderosos usam sua posição para humilhar os outros, todos nós perdemos.”

E ela ainda relembrou palavras de Carrie Fisher: “Pegue seu coração partido e transforme em arte!”

9. Noite cheia de zebras
Não foi somente a ordem das premiações que foi louca. Alguns vencedores em si foram bem inesperados. Nas séries, a HBO tinha 14 indicações, mas perdeu todas as categorias, enquanto The Crown e The Night Manager conquistaram a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood. Já Aaron Taylor-Johnson surpreendeu ao vencer o prêmio de melhor ator coadjuvante por Animais Noturnos. E Isabelle Huppert desbancou as favoritas Natalie Portman (Jackie) e Amy Adams (A Chegada) por sua bela performance em Elle – que também faturou a estatueta de melhor filme estrangeiro. Confira abaixo o discurso emocionado da veterana atriz francesa, que ainda ficou bem perdida no palco <3!

10. O beijo icônico de Ryan Reynolds e Andrew Garfield

É praticamente uma fanfic de Deadpool e Homem-Aranha ganhando forma. Preciso dizer mais?

Nós continuamos de olho e faremos a cobertura do Oscar que você já conhece. Até qualquer hora!